A história

Rhode Island State House


Projetada pela firma de Nova York McKim, Mead and White, a State House foi esculpida em mármore branco da Geórgia e fica no topo de Smith Hill, no centro de Providence. A construção começou em 1895 e foi concluída em 1901. A Assembleia Geral reuniu-se em sessão legislativa pela primeira vez na State House em 1 de janeiro de 1901. Estando a mais de 278 pés acima de Smith Hill, o Independent Man tem sido um elemento fixo do Estado Câmara desde 1899. É um símbolo de liberdade e independência. As câmaras do Senado e da Câmara estão dentro da Câmara do Estado.


Rhode Island State House - História

Atualmente, o Blackstone River State Park é um parque linear em margens alternativas do Blackstone River de Valley Falls, Cumberland a Hamlet Village em Woonsocket. A uma distância de cerca de 19 quilômetros, a principal atração do parque é a ciclovia do rio Blackstone. Começando com uma caminhada de tábua elevada sobre o pântano Valley Falls na Jones Street em Cumberland, segue seu caminho através de um prado restaurado, que já foi um cinema Drive-in, e segue o caminho de reboque do histórico Canal Blackstone (1828-1848) em Old Lonsdale, na cidade de Lincoln.

O caminho paralela ao canal quase quatro milhas ao norte para a casa do capitão Wilbur Kelly em Old Ashton em Lincoln antes de cruzar o rio novamente em Pray's Wading Place. Os pilotos então continuam para o norte, cruzando novamente o rio em Albion Village. Passando por outra vila de moinhos em Manville, o caminho termina temporariamente nos novos campos de jogos de Hamlet Village de Woonsocket na Davison Street.

Durante este percurso de 11,6 milhas, os ciclistas e caminhantes têm a oportunidade de ver a garça-real e outros pescadores de pássaros como cormorões, uma águia-pescadora ocasional e até mesmo a chance de uma águia. As águas do rio e do canal antes reduzidas da poluição a apenas algumas espécies de peixes, agora possuem mais de duas dúzias de variedades. Rato almiscarado, guaxinins, gambás, gambás, raposas e coiotes compartilham os prados e as margens dos rios arborizados com os veados. Sapos e tartarugas de tamanhos que variam de modestos a grandes pargos são visíveis ao longo dos limites lineares do parque.

Os planos para a ciclovia exigem que se estenda algumas milhas sinuosas ao norte através dos bairros industriais de Woonsocket até a divisa do estado em Blackstone, Massachusetts, e continue para o sul através de Central Falls e Pawtucket até o local de Slater Mill com um link para Blackstone Boulevard em Providence e a ciclovia de 18 milhas de East Bay, de India Point e Fort Hill em East Providence, Haines Memorial State Park em Barrington e todo o caminho até Colt State Park em Bristol.

Embora a sensação e a aparência do Blackstone River State Park, costurando as margens do rio e os limites adjacentes de Cumberland e Lincoln, seja definitivamente rural e naturalista, a história da terra e das águas que compõem o parque é totalmente industrial. Em vários pontos da jornada de 12 milhas, pode-se ver os restos do passado industrial da área espreitar por baixo da folhagem e se refletir nas águas. As represas dos moinhos, que antes continham o rio para fornecer energia às máquinas, ainda marcam a queda do rio em quatro locais. Comportas e valas de energia, milha de canal, nível do solo, formas salientes de buracos de porão de antigos cortiços de trabalhadores, junto com moinhos reciclados agora usados ​​como apartamentos e pequenos negócios pontuam o caminho. O visitante observador é desafiado a descobrir as camadas herdadas dessa paisagem da indústria.

Dentro de seus limites, a história registrada do Parque remonta ao levante indiano da Guerra do Rei Filipe (1675-1676), locais na parte central do Parque estão relacionados à indústria de mineração e processamento de calcário para fazer gesso e argamassa. Mas o capítulo principal de sua história pertence às várias eras da história têxtil iniciada em Pawtucket com o comerciante Providence, Moses Brown e o millwright inglês, Samuel Slater em 1790, que continuam até os estágios finais dessa indústria nesta área na década de 1930 até o 1950

Um colar de joias industriais compreendendo dez elementos cintilantes principais, principalmente consistindo de algodões de Brown e Ives Lonsdale, Sayles Finishing Company e produtos Berkshire Fine Spinning dos irmãos Chace foi amarrado de Valley Falls a Hamlet. Eles se tornaram gigantes na crônica da manufatura de Rhode Island e jogadores importantes na história industrial da América. Homenagens ao comércio marítimo de Rhode Island com a China, Índia e América do Sul, onde as fortunas foram feitas para financiar a virada para os têxteis, são vistas nas placas de rua em Lincoln e Woonsocket, em homenagem ao empresário Edward Carrington. Crítico para essa história de sucesso que se estendeu por um século e meio foi o papel desempenhado pelo transporte, o elo principal que ligava essas empresas dispersas às salas de diretoria, bancos e pátios de triagem no porto de Providence. Os elementos de transporte eram o Canal Blackstone e a Providence and Worcester Railroad, ambos os quais são partes proeminentes do parque linear. A história do transporte é retratada na Casa do Capitão Wilbur Kelly, um museu no meio da ciclovia. Operada pelo Departamento de Gestão Ambiental, a Kelly House oferece exibições interativas que refletem os principais capítulos da história dos movimentos de mercadorias e pessoas nesta parte do Vale Blackstone. Central para esta história de cruzamentos é a biografia pessoal de um jogador-chave em todos os aspectos do transporte, o capitão Wilbur Kelly (1782-1846). Kelly nasceu em Barnstable, Massachusetts, em 1782 e veio para Providence quando se tornou um notável capitão do mar a serviço da igualmente notável firma de navegação Brown and Ives. Em 1815, ele estabeleceu um recorde de velocidade ao velejar o segundo Ann and Hope para Canton, China e vice-versa.

Mais ou menos nessa época, porém, ele começou a se interessar pela crescente indústria têxtil, iniciada duas décadas antes por outro grupo da família Brown, Amy and Brown, com Samuel Slater em Pawtucket. Após um início pouco favorável em um empreendimento têxtil em North Providence em 1816, Kelly voltou ao comércio marítimo com Brown e Ives, mas em 1823 ele estava pronto para outra tentativa nos têxteis. Desta vez, ele comprou um moinho fechado ao longo do Blackstone no que se tornou o bairro Old Ashton / Quinnville de Lincoln. Kelly estava ciente dos planos de construir o Canal Blackstone em seu site e antecipou que isso iria despertar a fábrica silenciosa. O projeto começou a conectar a cidade mercantil de Worcester, Massachusetts, com o porto de Providence, construindo um canal com 48 eclusas para passar os barcos para cima e para baixo na descida de 438 pés do rio Blackstone.

Kelly acabou vendendo seu pequeno moinho para Brown e Ives, que o transformaram em Upper Mill em Ashton, e ele se tornou o corretor de imóveis por comprar cerca de seis quilômetros da margem do rio de Ashton a Lonsdale. Com o tempo, suas compras os levaram a estabelecer quatro vilas industriais nas terras que ele comprou e a construir um império têxtil que durou 100 anos. Ele se tornou um agente de consignação para cargas de canal e o gerente local do prédio de sua primeira vila, Lonsdale, com moinhos, casas, uma igreja, uma empresa, loja e escola em meados da década de 1830. Ele construiu uma casa, agora o museu, em Old Ashton em 1835 para servir como casa de campo do superintendente do Upper Mill e para administrar a fazenda de 17 acres que servia para fornecer algumas das necessidades alimentares dos trabalhadores da fábrica, cujas casas compreendiam os primeiros vila em Lincoln, agora Quinnville.

Eventualmente, aquela vila foi eclipsada pelo novo moinho Ashton e vila auxiliar construída do outro lado do rio Blackstone em 1867 para aproveitar a conveniência da Providence and Worcester Railroad que havia sido trazida através do bairro no lado Cumberland do rio, colocando o Canal de Blackstone fora do mercado.


Em formação

Passeios: Clique aqui para mais detalhes.

Tempo requerido: permita pelo menos uma hora

Horas: Segunda a sexta, das 8h30 às 16h30, exceto feriados

Encontrando: Da Rota 95 Norte, pegue a saída 23 para Escritórios do Estado na Orms Street e siga em frente na State Street até a State House.
Da Rota 95 Sul, pegue a saída 23, vire à direita na parte inferior da rampa para a Charles Street, depois pegue a próxima à esquerda para a Ashburton Street, continue em frente por dois conjuntos de semáforos até um terceiro conjunto no sopé da Smith Street, vire à direita subindo a colina para a State House .


Navegar: Clique no botão na parte superior de cada página para navegar os registros digitais por tópico.

Procurar: Digite seus termos de pesquisa na barra de pesquisa na parte superior de cada página.

Pesquisar todos os arquivos estaduais: Clique no na parte superior de cada página para pesquisar o acervo completo dos Arquivos do Estado de Rhode Island.


Brian J. Sarault

O ex-prefeito de Pawtucket Brian J. Sarault foi condenado em 1992 a mais de 5 anos de prisão, depois de se declarar culpado de uma acusação de extorsão.

Sarault foi presa pela polícia estadual e agentes do FBI na Prefeitura de Pawtucket em 1991, que alegou que o prefeito havia tentado extorquir $ 3.000 do ex-deputado estadual do RI Robert Weygand como propina por ter concedido contratos municipais.

Weygand, depois de alertar as autoridades federais sobre a tentativa de extorsão, usou um dispositivo de gravação oculto em uma reunião onde entregou US $ 1.750 para Sarault.


Rhode Island

Rhode Island, medindo apenas cerca de 48 milhas de comprimento e 37 milhas de largura, é o menor dos estados dos EUA. Apesar de sua pequena área, Rhode Island, conhecida como & # x201COcean State, & # x201D possui mais de 400 milhas de costa. Rhode Island foi fundada por Roger Williams em 1636, que havia sido banido da colônia de Massachusetts por sua defesa da tolerância religiosa e da separação da Igreja e do Estado. Durante o período colonial, Newport foi um importante centro de navegação e comércio, e no Rhode Island do século 19 esteve na vanguarda da Revolução Industrial e do estabelecimento de fábricas têxteis movidas a energia. Rhode Island sediou o primeiro campeonato nacional de tênis de gramado em 1899 e é o lar do Tennis Hall of Fame. Entre os famosos Rhode Islanders estão os romancistas Cormac MacCarthy e Jhumpa Lahiri, o ator James Woods, a personalidade da televisão Meredith Vieira e o oficial do Exército dos EUA na Guerra Civil Ambrose Burnside.

Data do Estado: 29 de maio de 1790

Capital: Providência

População: 1,052,567 (2010)

Tamanho: 1.545 milhas quadradas

Apelido (s): Ocean State Little Rhody Plantation State O menor estado da terra de Roger Williams Southern Gateway da Nova Inglaterra


Hospital Estadual de Rhode Island

Dezoito prédios foram construídos em 1870, e naquele novembro 118 pacientes mentais foram admitidos - 65 casos de caridade do Butler Asylum, 25 de casas pobres da cidade e 28 de asilos em Vermont e Massachusetts para onde o estado os havia enviado. Os pacientes do Manicômio Estadual eram pobres e acreditavam não ter ajuda, o que se reflete na evolução dos nomes para o manicômio. Inicialmente deveria ser chamado de Asilo Estadual de Insanos, em 1869, Asilo para Indigentes Insanos e, em 1870, Asilo Estadual para Insanos Incuráveis. Em 1885, para aliviar as cidades e vilas do fardo de sustentar seus pobres insanos, a Assembleia Geral adotou uma resolução que o Asilo Estadual para Insanos deveria servir como um hospital receptor para todos os tipos de transtorno mental, tanto agudos quanto crônicos, fundindo assim os dois. Ao entregar o Asilo a elementos “indesejáveis”, os pobres, os incuráveis ​​e os nascidos no estrangeiro, as classes alta e média restringiram assim a sua própria capacidade de o usar. A terapia ficou em segundo lugar depois da custódia.

Em 1888, a Assembleia Geral alocou fundos para uma nova casa de caridade para substituir o edifício de estrutura que havia sido originalmente construído para os loucos. Conhecido agora como Edifício Central, o Almshouse também foi projetado por Stone, Carpenter e Wilson. Seu nome reconhece a tendência predominante no desenho institucional, evidenciada também na Casa de Correção e na Prisão Estadual: a instalação de um grande prédio da administração central com escritórios e residências para os funcionários e espaços públicos de alimentação e culto para os presidiários que foram segregados em alas flanqueando a estrutura central. Nesse caso, as alas abrigavam 150 homens e 150 mulheres e incluem uma ala adicional, a “cabana” das crianças para sessenta crianças. Inaugurado em 1890, o edifício de pedra de três andares e meio se destaca como uma série de longos edifícios que correm de norte a sul e são regularmente interrompidos por torres de escada octogonais. Seu belo trabalho em pedra e acabamento em tijolo vermelho e sua localização atrás de árvores de praia de cobre em uma falésia com vista para a Pontiac Avenue tornam o Center Building uma das estruturas mais visualmente impressionantes em Rhode Island.

1900 [editar]

A principal melhoria da década antes da virada do século foi a nomeação do primeiro superintendente médico em tempo integral de Howard, Dr. George F. Keene, que sinalizou a introdução de administradores orientados para a terapia com treinamento profissional na State Farm. A nova orientação se manifestou no plano de construção do Hospital para Insanos, criado em 1900 a partir de projetos do proeminente escritório de arquitetura Providence de Martin e Hall. Com base na prática contemporânea de construir hospitais para os loucos na planta da casa de campo ou enfermaria, "estabelecendo assim pequenas comunidades em edifícios separados que são mais facilmente cuidados e administrados", o plano foi o primeiro em Howard a estabelecer um ambiente semelhante a um campus arranjo quadrangular de edifícios no lugar de uma grande estrutura independente.

Uma parte fundamental do novo plano era uma sala de jantar comum, inspirada no hospital de Danvers, Massachusetts. Como resultado das recomendações de Martin e Hall, o Edifício de Serviços foi construído em 1903 e incluía uma sala de jantar medindo 195 pés por 104 pés, que podia acomodar 1.400 pessoas. O plano mestre delineado por Martin e Hall demorou a ser realizado. Em 1912, foi inaugurado o Hospital de Recepção (Edifício A). Com 184 leitos, pretendia-se permitir o diagnóstico e a classificação adequados dos pacientes ao entrarem na instituição. Esse esforço se tornou realidade com a designação, em 1916, de assistentes sociais psiquiátricos para o hospital estadual.

A Escola de Treinamento para Enfermeiros foi inaugurada em conjunto com o Edifício de Recepção, e quando a Rhode Island Medical Society realizou sua reunião anual lá, ela registrou sua aprovação. Mesmo assim, a nova instalação não aliviou a superlotação e, em 1913, 2.000 pessoas dormiam no chão do Hospital Estadual para Insanos. A conclusão da Ala B em 1916 e da Ala C em 1918 respondeu ao aumento da população e finalmente cumpriu o plano de Martin e Hall para edifícios "simples e dignos" e "paredes de tijolo vermelho com telhados inclinados, sem qualquer tentativa de ornamentação". Situado a oeste da Howard Avenue e em frente à antiga Casa de Correção, o quadrângulo de Martin e Hall sinaliza o início de um novo modo de construção em Howard - edifícios de tijolos vermelhos em um estilo colonial simples agrupados em torno de um quadrilátero e contendo dormitórios e quartos individuais , e varandas, bem como instalações de tratamento.

A preocupação com o profissionalismo no nível da equipe logo afetou a administração também. Em 1918, a Assembleia Geral unificou a Junta de Caridades do Estado com a Junta de Controle e Abastecimento, que controlava os gastos do estado e formou a Comissão Penal e de Caridade. Até este momento, havia uma tensão considerável entre os dois Conselhos, o Conselho de Fornecimento frequentemente impondo restrições fiscais aos esforços de reforma do Conselho de Instituições de Caridade do Estado. Embora alguns planos propostos para aliviar a superlotação tenham sido adiados devido à escassez causada pela Primeira Guerra Mundial, a nova Comissão construiu um novo prédio para os criminosos insanos e dormitórios adicionais.

A velha cerca sólida de doze pés de altura que isolava os pacientes do mundo exterior foi substituída em 1919 por uma grade inferior com vista para a paisagem circundante. Essa mudança por si só simbolizou a mudança de atitude que foi articulada no Relatório Anual de 1920:

“A comissão tenta economizar dólares, mas prefere salvar um homem ou uma mulher. Ele quer ver as fábricas em Cranston, Providence e Exeter um crédito para Rhode Island, parecendo tantos Templos de Reforma, Educação e Filantropia. Mas é ainda mais desejável que seu trabalho seja representado em Templos Vivos reconstruídos na moral, mente e corpo daqueles que foram ministrados por esses administradores públicos. Pois é melhor ministrar do que administrar. ”

Esses esforços de reforma no tratamento dos insanos foram acompanhados por uma nova atitude em relação aos enfermos. O asilo tornou-se a enfermaria estadual e a atenção se concentrou nas deficiências médicas, e não sociais, dos internos.

Expansão [editar]

Foi a infusão de grandes quantias de fundos federais do Works Progress Administration (WPA) que alterou dramaticamente a aparência do complexo de Howard e permitiu, embora brevemente, acomodação física apropriada para pacientes, presidiários e atendentes. A superlotação tem sido um problema crônico em Howard e apenas o programa de construção em grande escala da WPA poderia resolvê-lo. Apesar do esforço de construção da década de 1920, em 1933 o Hospital Estadual, com acomodações para 1.550, abrigava 2.235 e foi rotulado como o hospital psiquiátrico mais superlotado do Nordeste.

Nos anos 1935-1938, vinte e cinco edifícios foram erguidos para o Hospital Estadual de Doenças Mentais, três para a Enfermaria Estadual e três para a Escola Sockanosset. A aparência de Howard foi dramaticamente alterada por esta construção que subiu tão rápido que o Providence Journal declarou uma "nova linha do horizonte em Howard".

Construídas em um estilo neorgiano de tijolo vermelho uniforme, as estruturas que compõem o Hospital Estadual e a Enfermaria Estadual são agrupadas em forma de campus em cada lado da Avenida Howard. Entre os mais interessantes estão o Edifício Benjamin Rush, com uma empena ogee inspirada na Joseph Brown House em Providence, e o agrupamento de Physician’s Cottages que finalmente permitiu que a equipe do hospital melhorasse as acomodações residenciais. No total, os edifícios construídos em Howard pela WPA incorporaram uma uniformidade de estilo, escala, material e localização que é impressionante. Historicamente, eles representam a união da política nacional com a iniciativa local. Arquitetonicamente, eles apresentam uma das declarações mais lúcidas do renascimento da Geórgia em Rhode Island.

Mas apesar da tremenda melhoria possibilitada pelo WPA, em 1947 as condições em Howard pioraram mais uma vez devido à superlotação. O Hospital para Insanos, construído para 2.700 leitos, comportava mais de 3.000 pacientes. Aumento de salários foi aprovado para ajudar a recrutar pessoal adicional e foi proposto o desenvolvimento de um plano mestre. Em 1947, a “Lei de Pesquisa e Construção Hospitalar de Rhode Island”, decorrente da Lei de Pesquisa e Construção Hospitalar federal daquele ano, foi aprovada. Por meio dele, o governador foi autorizado a nomear um conselho consultivo do hospital para aconselhar e consultar o Departamento de Saúde na implementação da Lei de Vistorias e Construção. No entanto, nenhuma ação imediata foi tomada e, em 1949, a população de Howard atingiu o ponto mais alto da história sem novas construções significativas. Curiosamente, em 1959, um especialista de Boston declarou que as condições em Howard eram vergonhosas, mas "relativamente boas" em comparação com os hospitais psiquiátricos do país. O problema não resultou da falta de orçamento anual (Rhode Island ficou em décimo segundo lugar em todo o país no valor gasto por paciente), mas da incapacidade de levantar fundos de capital para igualar os programas federais.

Em 1962, o Hospital Geral e o Hospital Estadual de Doenças Mentais se fundiram para se tornar o Centro Médico de Rhode Island. O primeiro tornou-se o Hospital Geral do Centro e o último o Instituto de Saúde Mental. Ao fazer isso, Rhode Island foi o primeiro estado a criar unidades de terapia para doentes mentais, uma abordagem iniciada no Center General Hospital. Como resultado, quatro edifícios que abrigam pacientes idosos foram transferidos para a jurisdição do Hospital Geral de Cranston, a fim de remover o estigma de residir em um hospital psiquiátrico.

Em 1967, o Centro Médico foi dividido. O Hospital Geral do Centro foi designado para servir como enfermaria da prisão e do Instituto de Saúde Mental. Ambos os hospitais são administrados por um novo Departamento de Saúde Mental, Retardo e Hospitais. Em 1977, o IMH foi dividido em nove unidades para lidar com categorias e regiões específicas de pacientes. A instituição está atualmente passando por outra reorientação filosófica, incentivando as casas de grupo longe do ambiente de Howard. A extensão dessa mudança muito provavelmente dependerá do apoio federal, mas se realizada extensivamente, ajudará a redefinir o papel de Howard, assim como as mudanças anteriores de atitude o fizeram.


The Colony House

A Newport Colony House é a quarta casa de governo mais antiga ainda de pé nos Estados Unidos. Foi projetado pelo construtor / arquiteto Richard Munday, que também projetou a Trinity Church e a Seventh Day Baptist Meeting House em Newport. A Casa da Colônia foi construída entre 1736 e 1739 por Benjamin Wyatt, e a tradição afirma que um grande número de afro-americanos foram empregados em sua construção.

Câmara do Conselho. Foto de Aaron Usher III.

O prédio substituiu um tribunal de madeira menor construído por volta de 1687. A Casa da Colônia foi construída como parte do movimento para trazer o planejamento urbano formal para Newport, que até então se desenvolvera de maneira aleatória. O objetivo era ajudar a transformar a Parade, como a Washington Square era então chamada, em um elegante espaço público de acordo com as tradições das cidades inglesas. O projeto da Casa da Colônia é derivado do estilo inglês georgiano popularizado pelo arquiteto Sir Christopher Wren, mas sua planta segue o layout habitual da cidade inglesa ou dos salões da guilda, que muitas vezes tinham um mercado aberto no térreo e escritórios cívicos em o segundo andar.

Muitos eventos importantes associados à formação dos Estados Unidos ocorreram na Colony House. Em 1761, a morte de George II e a ascensão de George III foram anunciadas da varanda. Em 1766, os cidadãos de Newport celebraram a revogação da Lei do Selo dentro e ao redor da Casa da Colônia. Em janeiro e maio de 1773, o prédio serviu como local de reunião da Comissão de Inquérito sobre o incêndio da escuna Gaspee por Patriots em 1772. Em 20 de julho de 1776, o major John Handy leu a Declaração de Independência de frente degraus. Durante a ocupação britânica de Newport de 1776 a 1779, a Colony House foi usada como quartel.

Segundo andar da Casa da Colônia. Foto de Aaron Usher III.

Depois de libertar Newport dos britânicos, os franceses usaram o prédio como um hospital. Costuma-se dizer que um capelão francês celebrou a primeira missa católica romana pública em Rhode Island na Colony House, embora não haja nenhuma evidência física disso. Em 1781, o Grande Salão do primeiro andar foi palco de um banquete oferecido pelo General Rochambeau em homenagem a George Washington. Ao longo do século XIX, a Casa da Colônia era utilizada em maio de cada ano para as festividades do “Dia da Lição”. Nesse dia, os resultados das eleições de abril em Rhode Island foram anunciados, a Assembleia Geral convocada cerimonialmente e os funcionários foram empossados. Visitantes de todo Rhode Island vinham a Newport para participar das celebrações da vitória, negociações políticas e conflitos partidários. Os jornalistas consideraram-no um feriado mais importante do que o Natal.

Primeiro andar da Casa da Colônia.

A Colony House serviu como a principal casa do estado de Rhode Island e Providence Plantations desde sua conclusão em 1739 até 1901, quando a nova casa do estado em Providence foi inaugurada. De 1901 a 1926 foi o Newport County Courthouse. Entre 1926 e 1932, o prédio foi restaurado pelo arquiteto Norman Isham, que trabalhou simultaneamente em dois outros edifícios coloniais próximos: The Brick Market e a Wanton-Lyman-Hazard House. The Colony House contém um retrato de George Washington, pintado por Gilbert Stuart. Em 1962, o edifício foi designado Patrimônio Histórico Nacional.

A Colony House é propriedade do Estado de Rhode Island e administrada pela Newport Historical Society.


Lugares na história do sufrágio do RI

Foto: Biblioteca do Congresso
Congressional Union for Woman's Suffrage, National Summer Headquarters, 128 Bellevue Avenue, Newport, R. I.

250 Hope Street, Providence

250 Hope Street, Providence, RI 02906
Em 1914, Gertrude I. Johnson e Mary T. Wales abriram sua escola de negócios Johnson & amp Wales na casa de Gertrude Johnson em 250 Hope Street, Providence. A escola logo superou esses bairros e seguiu em frente. 250 Hope Street, do outro lado da rua da Moses Brown School, é agora uma casa multifamiliar.

Conexão com a história do sufrágio
Um folheto de 1920 para membros da Liga Unida de Mulheres Eleitoras de Rhode Island lista 250 Hope Street, Providence como sua sede temporária. O grupo foi formado sob esse nome em 8 de outubro de 1920 porque, embora várias organizações de sufrágio estaduais estivessem bem com a NAWSA, não estava bem com a nova Liga Nacional de Mulheres Eleitoras, que estava organizando sua estrutura segundo as linhas do governo - federal, estadual e local, de modo que as organizações recém-formadas da Liga das Eleitoras tiveram que concordar com uma única organização estadual. A nova organização aparentemente não usou o escritório da RIWSA e da RI College Equal Suffrage League no Butler Exchange, nem o escritório do RI Suffrage Party na 87 Weybosset Street. Principal

394 Angell Street, Providence

394 Angell Street, Providence, RI 02906
De acordo com as listas de imóveis, 394 Angell St. construída em 1890 é atualmente um condomínio / coop zoneado para uso misto / Residência primária e comercial.

Conexão com a história do sufrágio
394 Angell Street foi a casa de Sara M. e James W. Algeo. Pouco depois de seu casamento em 1907, a Sra. George D. Gladding apareceu para recrutar a ajuda de Algeo para a College Equal Suffrage League em Rhode Island. A partir desse início, Algeo tornou-se uma das principais mulheres sufragistas de Rhode Island, liderando a RI College Suffrage League e o partido RI Woman Suffrage. A Sra. Emmeline Pankhurst estava entre as convidadas de sufrágio notáveis ​​na casa de Algeo. Depois que Rhode Island ratificou a 19ª Emenda, Algeo foi uma delegada ao Congresso da Aliança Internacional do Sufrágio em Genebra, Suíça em 1920, e ela escreveu A história de um sub-pioneiro, uma extensa história e memória pessoal do Women's Suffrage em Rhode Island. Principal

Capela da Bell Street

5 Bell Street, Providence, Rhode Island 02909
James Eddy era um rico empresário que se aposentou em uma propriedade em Providence, sua cidade natal. Em sua aposentadoria, Eddy doou generosamente para causas sociais como a abolição, a temperança e os direitos das mulheres. Além disso, ele também buscou a verdade religiosa e mandou construir uma capela nos portões de sua propriedade na Bell Street como um templo dedicado "a Deus, à verdade e à humanidade". Infelizmente, Eddy morreu antes que um ministério fosse estabelecido na capela.

Conexão com a história do sufrágio
Anna Garlin (Spencer) foi secretária correspondente da Rhode Island Woman Suffrage Association de 1872 a 1878, quando se mudou para Wisconsin com o marido. Ela era uma conhecida ativista social e pensadora. Após a morte de James Eddy, os curadores de sua propriedade solicitaram que Spencer voltasse a Rhode Island para transformar os sonhos de James Eddy com sua capela em realidade. Após seu retorno, ela voltou para a Suffrage Association e foi o primeiro vice-presidente de Elizabeth Buffum Chace, de quem atuou como substituta quando a saúde de Buffum Chace piorou. Spencer foi a primeira mulher a ser ordenada ministra em Rhode Island. Ela escreveu a entrada para Rhode Island em História do sufrágio feminino: 1883-1900. Susan B. Anthony falou na reunião anual de 1901 da associação Rhode Island Woman Suffrage, realizada na Capela da Bell Street. A Capela sediou a 29ª reunião anual da RIWSA em outubro de 1906. Início

Bristol Ferry / Portsmouth

o Bristol Ferry Town Common onde o gado era mantido enquanto esperava pela balsa ainda existe no final da Bristol Ferry Road.

"A área de Bristol Ferry é um bairro natural delimitado pelo Town Pond e pela costa da baía. O Social Studio e o Town Commons serviam como centros de reunião da comunidade. Bristol Ferry era o centro de transporte de Portsmouth. Isso foi antes do Monte Esperança A ponte foi construída e o desembarque de Bristol Ferry era uma junção de ferrovias, barcos a vapor e balsas. A Fall River Line parava ali para facilitar o acesso a Nova York. Bristol Ferry era um centro cultural e artístico de Portsmouth. Havia uma comunidade de artistas. "

Conexão com a história do sufrágio
"Entre os centros nervosos da atividade sufragista em Rhode Island, a Liga do Sufrágio Feminino do Condado de Newport teve um lugar definido desde sua fundação em 1908. O trabalho da Liga foi inicialmente realizado por um grupo ativo de mulheres filantrópicas de Bristol Ferry." Julia Ward Ward. Howe freqüentemente participava de reuniões e hospedava o grupo em Oak Glen. Sarah J. Eddy, que é conhecida por seu retrato de sua convidada Susan B. Anthony, foi outra residente notável na área. Principal

Churchill House

155 Angell Street, Providence, RI 02912
"A Churchill House em 155 Angell Street foi construída para o Rhode Island Women's Club em 1907 e batizada em homenagem a Elizabeth Kittredge Churchill, fundadora do clube. Posteriormente ocupada pela Katherine Gibbs School, o prédio foi adquirido por Brown em 1970. Em 1972, o edifício Afro- A American Society, o Afro-American Studies Program e a Graduate Minority Association se mudaram para o prédio. "

Conexão com a história do sufrágio
"5 de novembro de 1908, Churchill House foi o local de uma reunião regular da RIWSA. O tema da discussão 'A Convenção Nacional em Buffalo do ponto de vista do Delegado de Rhode Island'" Em 11 de dezembro de 1908, a RIWSA celebrou seu 40º aniversário em Churchill House . A Woman Suffrage Party realizou um baile de gala no clube em maio de 1914. Topo

Davis Park - Chalkstone Avenue

50 Raymond St, Providence, RI 02908
O Davis Park é apenas uma sombra do que era quando a propriedade de Thomas Davis foi doada para a cidade de Providence para um parque. As fotos nas coleções digitais da Biblioteca Pública de Providence mostram uma casa impressionante com vários edifícios anexos em uma área de aparência rústica. Após a Segunda Guerra Mundial, grande parte do terreno foi doado ao Governo Federal para o Hospital VA.

Conexão com a história do sufrágio
Paulina Wright Davis was a noted early suffragist who in the late 1830s worked with feminists Susan B. Anthony, Elizabeth Cady Stanton and Ernestine Rose. Her work contributed to the passage of the New York Married Women’s Property Act in 1848. After she married Thomas Davis in 1849, she moved to Rhode Island.

Two years after Seneca Falls she both planned and chaired the First National Women’s Rights Convention held on October 23-24, 1850 in Worcester, Massachusetts. Davis also founded The Una in 1853, the first feminist periodical that was owned, written, edited, and published entirely by a woman. Newspaper publisher Sayles, Miller and Simons 15 Market Square were the original printers for The Una. The building no longer exists, but old maps indicate it was in a building opposite Market House. Paulina Wright Davis and Elizabeth Buffum Chace founded the Rhode Island Woman Suffrage Association in 1868. Davis was the first president of the RIWSA.

The Davises earlier owned a home at 503 ½ and 507 ½ Chalkstone Avenue which still exists behind another row of houses. Principal

Easton's Beach

175 Memorial Blvd., Newport, RI 02840
Easton's Beach, also known as First Beach, is a 3/4 mile long stretch of sand on the Atlantic Ocean with a board walk, ball room, and other amenities maintained by the City of Newport.

Connection to Suffrage History
In August 1912 Alva Vanderbilt Belmont hosted a dance at Easton's Beach in honor of Inez Milholland a Suffragist best known as the beautiful woman on a white horse at the head of the 1913 Woman Suffrage Procession prior to President Woodrow Wilson's inauguration.
After Belmont's grand Conference of Great Women at Marble House which featured her daughter Consuelo the Duchess of Marlborough in July 1914, anti-suffrage forces hosted an opposing event September 14, 1914 at Easton's Beach. Principal

Manning Hall Chapel - Brown University

21 Prospect St. Providence, RI 02912
"Manning Hall, opened in 1834, was the third major building constructed on Brown University's campus. Designed as a double-sized replica of the Doric-order temple of Diana-Propylea in Eleusis, Manning Hall originally housed the university's first free-standing library and its chapel. Currently, Manning Hall houses the Haffenreffer Museum of Anthropology's exhibitions and Manning Chapel."

Connection to Suffrage History
Manning Hall was site of January 24, 1911 meeting of RIWSA with talk titled "The Nation's Need of Woman's Vote" by Professor Henry S. Nash of Cambridge, MA. This hall also served as site of Rhode Island Progressive League meeting in 1913 in which Harvard professor Albert Bushnell Hart spoke on woman suffrage." Top

Marble House

596 Bellevue Avenue, Newport, RI 02840
According to the Preservation Society of Newport County
"Marble House was built between 1888 and 1892 for Mr. and Mrs. William K. Vanderbilt. It was a summer house, or "cottage", as Newporters called them in remembrance of the modest houses of the early 19th century."

Connection to Suffrage History
Alva Smith Vanderbilt Belmont elevated the Vanderbilts into the upper reaches of New York society through her mastery of publicity. When she embraced the Suffragist cause, she immediately realized the immense drawing power of Marble House and began using it as a venue for Suffrage events like, but not limited to, the Suffrage lectures in 1909 which included tours of the mansion and the 1914 Conference of Great Women which featured her daughter Consuelo, the Duchess of Marlborough as well as tours. Principal

Mathewson Street Church

Connection to Suffrage History
May 15,1900 the church hosted the RIWSA's annual meeting.
April 19,1912 the church was the site of a joint meeting of the RIWSA and the College Equal Suffrage League. Dr. Anna Howard Shaw, president of the National American Woman Suffrage Association was the guest speaker.
February 17, 1914 the Rhode Island Association Opposed to Woman Suffrage held a lecture by Miss Lucy Price at the church. Principal

Newport Casino Theatre

9 Freebody St, Newport, RI 02840
The Casino in Newport is now mainly thought of as the home of the Tennis Hall of Fame. However, when the Casino opened in 1880 it was a complete entertainment complex with lodging, shopping, entertainment, and of course - tennis. The Casino Theatre served as both a 500-capacity removable seat theater and a ballroom for dances. The Theatre is now home to Salve Regina's dance, music, and theatre arts programs.

Connection to Suffrage History
On Thurday August 11, 1887, the New England Woman Suffrage Association held a Woman Suffrage Convention in the Casino at Newport, R.I. "for the purpose of gathering the friends of Rhode Island together for social intercourse and general business." Julia Ward Howe one of the New England Woman Suffrage Association's founders presided. Principal

Newport Opera House

19 Touro Street, Newport, RI 02840
Currently owned by the Newport Performing Arts Center which is attempting to renovate the Newport Opera House to serve as home for its programs, the Opera House was originally built by Patrick Shanahan in 1867 as an amenity for his elegant hotel Perry House in Washington Square.

Connection to Suffrage History
On March 25, 1887 an event in favor of the RI Woman Suffrage amendment which would be voted on in the April 6, 1887 general election was held at the Opera House. Julia Ward Howe, Mary F. Eastman, and Henry B. Blackwell were among the featured guests. Unfortunately, the amendment was soundly defeated. Principal

Oak Glen

745 Union Avenue, Portsmouth 02871
Oak Glen was the final residence of Julia Ward Howe, who wrote “The Battle Hymn of the Republic.” Howe was born and raised in New York City and spent most of her married life in Boston. However, her Ward family roots were in Rhode Island and the Howe family spent many summers in the Newport area with their Ward relatives. Oak Glen is now a private residence listed on the National Register of Historic Places.

Connection to Suffrage History
When the proposed 14th Amendment gave all males over the age of 21 citizenship rights and equal protection under the law, Women Suffragists were outraged by an amendment that specifically excluded them. This also meant that women suffragists had to decide whether to support the subsequent 15th Amendment which gave Black homens (but not women of any race) the right to vote.

Howe a noted Suffragist supported the amendment (as did most RI Suffragists), and she helped found the American Woman Suffrage Association in 1869 because the National Woman Suffrage Association would not support the 15th Amendment. Howe was editor of Woman's Journal, a widely read suffragist magazine president of the Massachusetts Woman Suffrage Association and president of the New England Woman Suffrage Association.

When the Newport County Woman Suffrage League was formed in 1907, Howe frequently hosted their meetings at Oak Glen. After Howe’s death, her daughter Maud Howe Elliot, who became President of the Newport County Woman Suffrage League, lived at Oak Glen and held meetings there. Principal

Old State House

150 Benefit Street, Providence 02903
“The Old State House on College Hill in Providence, Rhode Island, known also as Providence Sixth District Court House, Providence Colony House, Providence County House, or Rhode Island State House is located on 150 Benefit Street. It is a brick Georgian-style building completed largely in 1762. It was used as the meeting place for the colonial and state legislatures for 149 years.” The Old State House was listed in the National Register of Historic Places in 1970, and the College Hill Historic Landmark District, designated in 1971.

Connection to Suffrage History
"In 1884, by unanimous vote of the Assembly, the State House was granted for the first time for a woman suffrage convention. Four sessions were held in the Hall of the House of Representatives, and Frederick Douglass, Susan B. Anthony, Lucy Stone, Henry B. B. Blackwell, William Lloyd Garrison, Mary F. Eastman and other addressed great throngs of people who filled the seats, occupied all the standing room and overflowed into the lobbies." December 3-4, 1884 The event was planned by Elizabeth Buffum Chace and Lillie Chace Wyman. Principal

Pembroke Chapel

172 Meeting Street, Providence, RI 02912
"Pembroke Hall was the first building erected for the use of the Women’s College. The all-purpose building served the social, religious, academic, and athletic needs of the Women’s College. The chapel of the Women’s College is a long, wide room, well lighted by many windows."

Connection to Suffrage History
"Susan B. Anthony spoke to the women students of Pembroke College on October 10,1901 about the differences between woman's education of today and sixty years ago." Principal

Providence Public Library (central library building)

225 Washington Street, Providence, RI 02903
The Providence Public Library's classic Renaissance building at 225 Washington St. opened in 1900. In 1954 a massive addition was completed facing Empire Street. The library was designated the Rhode Island Statewide Reference Resource Center in 1989.

Connection to Suffrage History
Susan B. Anthony died Mar 13, 1906. On April 9, 1906 RIWSA held an event in honor of Anthony at the Providence Public Library with a speech written by Julia Ward Howe, read by Mrs. Mary Homer. Principal

Roger Williams Park Casino

1000 Elmwood Ave, Providence, RI 02907
Roger Williams Park was established on the last of the original land granted in 1638 to Roger Williams by the Narragansett chief Canonicus. Betsy Williams, a descendant of Roger Williams, bequeathed the family farm to the City of Providence in 1872.

Connection to Suffrage History
The RI Woman Suffrage Party held an all day Women's Independence Day celebration in the park on May 2, 1914. Top

Sayles Hall - Brown University

81 Waterman St, Providence, RI 02912
"Built in 1881, Sayles Hall was built with a donation from W.F. Sayles to memorialize his son, William Clark Sayles, who died at Brown in 1876. The granite and brownstone building took over the function of chapel from Manning Hall and also served as the University’s largest assembly hall for many years."

Connection to Suffrage History
"Sayles Hall on Brown University Campus hosted numerous lectures on woman suffrage including a series of lectures in the mid-1890s under the title "Woman's Contribution to the Progress of the World. Lectures included Abby Goold Woolson, Mary A. Livermore, Lillie Devereux Blake, Lillie Chace Wyman, Alice Stone Blackwell, Mary F. Eastman, Prof. Katherine Hanscom and the Rev. Anna Garlin Spencer. Also Mrs. Annie Cobden Sanderson of England spoke at Sayles Hall in December 1907 and Mrs. Carrie Chapman Catt in 1916" Top

State House

82 Smith Street, Providence, Rhode Island 02903
"The Rhode Island State House is the capitol of the state of Rhode Island, located on the border of the Downtown and Smith Hill sections of Providence. It is a neoclassical building which houses the Rhode Island General Assembly and the offices of the governor, lieutenant governor, secretary of state, and general treasurer of Rhode Island. The building is policed by the Rhode Island Capitol Police and is on the National Register of Historic Places."

Connection to Suffrage History
Over the years the State House was the scene of intense lobbying for Women's Suffrage. In 1917, the Presidential Suffrage for Women passed, and on January 6, 1920 Governor Beeckman signed Rhode Island's ratification of the 19th Amendment. "On May 17, 1920, the Rhode Island Equal Suffrage Association concluded its work. A procession of women marched through the streets of Providence carrying the records of the organization for fifty years, which were deposited in the archives of the State House with impressive ceremony."

League of Women Voters Suffrage papers exist at the RI Historical Society. Principal

Valley Falls – Valley Falls Heritage Park

45 Broad Street, Cumberland, RI 02864
Valley Falls was originally a mill village on Ambas sides of the Valley Falls on the Blackstone River. The village is now divided between Cumberland and Central Falls. (The Central Falls for which the city of Central Falls is named are further south on the Blackstone River.) Valley Falls Heritage Park is built amid the ruins of the Valley Falls Company mill complex on the Cumberland side. On the Central Falls side of the river, the remains of the Valley Falls Company Mills are now a housing complex.

Connection to Suffrage History
Elizabeth Buffum Chace was a noted abolitionist and suffragist. Her husband Samuel was the son of Oliver Chace the founder of the Valley Falls Company, and the couple lived up the street from the mill on the Central Falls side of the river at the corner of Broad and Hunt (map). Elizabeth Buffum Chace and Paulina Wright Davis founded the Rhode Island Woman Suffrage Association in 1868. Chace was president of the RIWSA from 1870 until her death in 1899. In 1887 Chace led a spirited effort to pass a women's suffrage referendum in Rhode Island. Despite impressive support from prominent people, the referendum was soundly defeated. The home of Chace’s daughter, Elizabeth "Lillie" Buffum Chace Wyman who followed in her mother’s footsteps, remains at 1192 Broad Street, Central Falls (behind some businesses). Principal


TIMELINE: Gay and lesbian history in Rhode Island, and nationally

What we know about gay history in America begins here, in Rhode Island, with a gay sex scandal that rocked the U.S. Navy and tarnished the reputation of a president.

PROVIDENCE, R.I. -- What we know about gay history in America begins here, in Rhode Island, with a gay sex scandal that rocked the U.S. Navy and tarnished the reputation of a president. Half a century later, the gay rights movement rode into Providence on the back of a church. Those early activists drove a sweeping political and cultural agenda so unthinkable that the pioneers never thought they'd live to see it -- a time when their lives would be as fabulous and as ordinary as anyone's.

Take a look back at a timeline of events in LGBT history, here in Rhode Island and across the country:

1919: The U.S. Navy begins a sting operation to investigate reports of homosexual sex among sailors in Newport. To collect evidence, the Navy sends young sailors undercover to solicit sex from suspected homosexuals. Assistant Navy Secretary Franklin D. Roosevelt is accused of mishandling the investigation.

1924: The first gay civil rights group, the Society for Human Rights, is founded in Chicago. The group produces the first known publication for gays in America, Friendship and Freedom. Police arrest the members of the society a few weeks later.

1950: Harry Hay founds the Mattachine Society in California. It becomes one of the first gay rights organizations in the United States.

1955: The first lesbian rights organization, Daughters of Bilitis, is founded in San Francisco.

October 1968: The Rev. Troy Perry, who had been thrown out of his evangelical church after admitting his homosexuality, founds the Metropolitan Community Church in California, as a ministry for gays and lesbians. The MCC quickly spreads nationally.

June 1969: A routine New York police raid on a gay bar, the Stonewall Inn, leads to unprecedented riots and fights between police and drag queens and other gays. Rioters shout " Gay power!" in the violent demonstration, considered the birth of the modern gay rights movement.

1972: Bob Thibeault opens Club Gallery in Providence, a gay nightclub that also drew straight clientele. In the '60s, he brought a club to Smithfield and broke a taboo against same-sex dancing.

February 1973: The Rev. Arthur Cazeault celebrates the first service of the Metropolitan Community Church in Rhode Island.

March 1974: The Rhode Island State Council of Churches grants "affiliated status" to the local Metropolitan Community Church. In protest, Line Baptist Church in Foster withdraws from the American Baptist Churches of Rhode Island.

April 1974: The American Baptist Churches of Rhode Island appoints a panel to study whether homosexuals can lead Christian lives. The task force is chaired by the Rev. Robert Drechsler, pastor of Shawomet Baptist Church in Warwick, who at the time was living with the secret of being gay. The task force would conclude that "homosexuals are persons for whom Christ died."

June 1976: Denied use of the Old State House on Benefit Street for a symposium on gay issues and denied permission to hold a pride parade in Providence, a gay rights group sues in U.S. District Court. Federal Judge Raymond J. Pettine rules for the gay group. A parade of about 70 marchers goes forth around Kennedy Plaza on June 26.

August 1977: The Rev. Robert Drechsler tells his congregation that he is gay. He must leave his job, but writes in parting to his congregation: "Perhaps some day we will be able to accept one another, each as a child of God, loved by God."

May 1978: Providence's MCC pastor, the Rev. Marge Ragona, stages an eight-day hunger strike on the steps of the federal courthouse in Providence, to support the city's proposed anti-discrimination ordinance that would include a provision to protect gays the ordinance passed without a gay provision.

May 30, 1980: National headlines focus again on a gay issue in Rhode Island. Cumberland High School student Aaron Fricke goes to federal court and wins the right to take a boy, Paul Guilbert, to the high school prom.

1982: Options magazine is launched as a newsletter for the gay community. Wisconsin is the first state to ban discrimination based on sexual orientation. In July, scientists and gay community leaders in Washington, D.C., give the name AIDS to a disease appearing among some gay men.

1983: The Rhode Island Alliance for Lesbian and Gay Civil Rights is founded to begin the push for anti-discrimination protection in law.

1984: Legislation to protect gays and lesbians from discrimination is introduced in the Rhode Island legislature by Rep. Linda J. Kushner. That bill and similar legislation filed every year would fail for the next decade.

August 1985: Rhode Island Gov. Edward D. DiPrete issues an executive order banning discrimination against gays and lesbians in state government.

September 1985: Bowing to pressure from Bishop Louis E. Gelineau and others, the Providence City Council rejects a civil rights proposal that would have protected gays and lesbians from discrimination in housing and jobs.

October 1987: The national Project AIDS quilt is shown publicly for the first time in Washington, D.C. Its first panel was sewn for Marvin Feldman, from Providence, who died of AIDS in 1986.

1993: Actor Tom Hanks wins the Oscar for Best Actor for playing a gay man with AIDS in the movie Philadelphia.

March 1995: Rhode Island Gov. Lincoln C. Almond tells The Providence Journal that he supports the long-debated antidiscrimination bill, now in its 12th year in the General Assembly. The bill passes and Almond signs it, making Rhode Island the ninth state to ban discrimination on the basis of sexual orientation.

1996: The Defense of Marriage Act, signed by President Bill Clinton, bans federal recognition of same-sex marriages.

1997: Providence Mayor Vincent A. Cianci Jr. appoints the city's first liaison to the gay community.

1998: Rhode Island repeals the 102-year-old law that made sodomy a felony.

2000: Vermont Gov. Howard Dean signs legislation legalizing same-sex civil unions. The Green Mountain state is the first to offer marriage-like benefits to homosexuals.

November 2002: David N. Cicilline is elected as the first openly gay mayor of Providence.

May 2004: Forced by its state Supreme Court, Massachusetts becomes the first state to allow gay couples to marry.

April 2005: The Connecticut Legislature legalizes civil unions for same-sex couples, while restricting marriage to homosexuals.

September 2006: A Massachusetts court rules that city and town clerks may issue marriage licenses to Rhode Islanders. Celis Winsor and Shannon Donovan celebrate the ruling at a Marriage Equality RI event.

February 2007: Rhode Island Attorney General Patrick C. Lynch issues a legal opinion that same sex marriages performed in Massachusetts are valid in Rhode Island.

June 2007: With 45 votes from the 200-seat Massachusetts Legislature, a proposed repeal of gay marriage fails to qualify for the 2008 statewide ballot. Opponents of gay marriage had gathered 170,000 signatures toward the ban, which needed at least 50 votes in consecutive legislative sessions to make the ballot. It had received 62 votes in the previous session.

December 2007: The Rhode Island Supreme Court rules that two women who married in Massachusetts cannot divorce in Rhode Island.

January 2008: A civil unions bill signed last May by New Hampshire Gov. John Lynch takes effect, leaving Rhode Island the only New England state with no recognition of same-sex relationships in the law.

Oct. 10, 2008: The Connecticut Supreme Court orders same-sex marriage legalized.

Jan. 4, 2011: In his inaugural speech, Governor Chafee reiterates his long-standing support for same-sex marriage.

July 2, 2011: Governor Chafee signs into law legislation legalizing civil unions for same-sex couples. Chafee says the bill didn't go far enough and vowed to continue fighting for full marriage rights for same-sex couples.

July 9, 2011: Aaron Couto and Ray Daignault, of Burrillville, are joined in Rhode Island's first civil union.

May 14, 2012: Governor Chafee affirms Rhode Island's recognition of out-of-state same sex marriage by signing Executive Order 12-02, mandating that all state departments, agencies and officers "shall recognize the lawful marriages of same-sex couples as valid for any purpose arising within the execution of its duties."

Jan. 22, 2013: House Judiciary Committee votes unanimously to approve same-sex marriage, only the second vote on the issue in 16 years.

Jan. 24, 2013: Full House approves same-sex marriage, 51 to 19.

April 23, 2013: Senate Judiciary Committee approves same-sex marriage, 7 to 4.

April 24, 2013: R.I. Senate approves same-sex marriage, 26 to 12.

April 30, 2013: House Judiciary Committee approves same-sex marriage unanimously.

May 2, 2013: The R.I. House votes 56 to 15 in favor of same-sex marriage, sending the matching House and Senate bills to Governor Lincoln Chafee. The governor signed the bills shortly after, in a signing ceremony on the steps of the State House before a jubilant crowd.

June 26, 2013: The U.S. Supreme Court strikes down federal Defense of Marriage Act, which denied federal benefits to legally married gay and lesbian couples, and clears the way for gay marriage in California.

Aug. 1, 2013: First day same-sex marriages can take place in Rhode Island.

Oct. 6, 2014: Rejecting appeals from five states seeking to preserve their bans on gay marriage, the U.S. Supreme Court effectively made such marriages legal in 30 states, up from 19 and the District of Columbia, taking in every region of the country.

June 26, 2015: The U.S. Supreme Court declares that same-sex couples have a right to marry anywhere in the United States, a historic culmination of two decades of litigation over gay marriage and gay rights generally. Gay and lesbian couples already could marry in 36 states and the District of Columbia. The court's 5-4 ruling means the remaining 14 states, in the South and Midwest, will have to stop enforcing their bans on same-sex marriage.

March 21, 2016: With its School Committee's unanimous approval, Cumberland becomes the first public school district in Rhode Island to have a formal policy protecting transgender students.

May 13, 2016: The Obama administration issues a landmark directive obligating public schools to treat transgender students in a way that matches their gender identity. Public schools must permit transgender students to use bathrooms and locker rooms consistent with their chosen gender identity. The directive was issued amid a court fight between the federal government and North Carolina.

June 6, 2016: The Rhode Island Department of Education releases comprehensive guidelines to protect transgender students, including language urging schools to allow a student to use the bathroom that corresponds to his or her gender identity. The guidance isn't a mandate, however.

Feb. 22, 2017: The Trump administration ends federal protections for transgender students that instructed schools to allow them to use bathrooms and locker rooms matching their gender identities. Without the directive issued under President Obama, it is up to states and school districts to interpret federal anti-discrimination law.

July 26, 2017: President Donald Trump announces he will ban transgender people from serving in the military in any capacity, an abrupt reversal of an Obama administration decision to allow transgender people to serve openly.

Dec. 11, 2017: The Pentagon announces transgender recruits will be allowed to enlist in the military beginning Jan. 1, despite opposition from President Donald Trump.

March 23, 2018: President Donald Trump releases an order banning most transgender troops from serving in military except under &ldquolimited circumstances.&rdquo

April 17, 2018: Rhode Island Department of Education implements regulations requiring all school districts to have comprehensive policies to protect the rights of transgender and gender non-conforming students and comply with federal civil rights laws.


Assista o vídeo: A Visit to the Rhode Island State House (Novembro 2021).