A história

Katie Couric faz estreia histórica como âncora da rede


Em 5 de setembro de 2006, Katie Couric ganhou as manchetes - e a história da TV - com sua estreia amplamente divulgada como a primeira âncora solo feminina de um noticiário noturno da rede durante a semana, CBS Evening News com Katie Couric. Couric, que atuou como co-âncora de The Today Show de 1991 a 2006, substituiu Dan Rather, que ancorou CBS Evening News de 1981 até sua aposentadoria em 9 de março de 2005, após uma história polêmica sobre o histórico militar do presidente George W. Bush. Barbara Walters foi a primeira mulher a co-apresentar o noticiário noturno da rede, quando ela fez par com Harry Reasoner no ABC Evening News de 1976 a 1978.

Couric nasceu em 7 de janeiro de 1957, em Arlington, Virginia, e se formou na University of Virginia em 1979. Nesse mesmo ano, ela começou sua carreira no jornalismo como secretária assistente na ABC News em Washington, DC Durante os anos 1980, ela foi repórter de TV em Miami e Washington, e acabou se tornando correspondente do Pentágono para a NBC. Em 5 de abril de 1991, Couric tornou-se co-anfitrião permanente, ao lado de Bryant Gumbel, do The Today Show, onde ela era conhecida por sua personalidade alegre no ar, bem como seu estilo de entrevista contundente com políticos e outros jornalistas. Em 5 de abril de 2006, após meses de especulação na mídia, Couric anunciou que iria embora Hoje. Naquele mesmo dia, a CBS confirmou oficialmente que Couric se tornaria o âncora e editor-chefe do CBS Evening News. Seu salário de US $ 15 milhões por ano - o que tornava sua âncora de notícias mais bem paga na TV - supostamente permanecia o mesmo. Couric disse adeus a Today Show espectadores em 31 de maio de 2006. Meredith Vieira, uma ex-apresentadora do festival de bate-papo diurno de Walters A vista, substituiu Couric em Hoje.

A estreia de Couric em 5 de setembro de 2006 no CBS Evening News atraiu um grande número de espectadores, mas as avaliações do programa mais tarde caíram abaixo das dos concorrentes NBC Nightly News com Brian Williams e ABC's Notícias do mundo com Charles Gibson. Ela ocupou o cargo até maio de 2011.


Katie Couric

Katherine Anne Couric, connue sous le nom de Katie Couric (nascido em 7 de janeiro de 1957 em Arlington (Virginie) aux États-Unis), est une journaliste, productrice et documentariste américaine. Elle est connue pour être la première femme américaine à parvenir à la présentation, en , d'un grand journal du soir, en l'occurrence CBS Evening News, sur CBS News, de 2006 a 2011, data à laquelle elle part à ABC pour présenter un nouveau programa de entrevistas.


Fora do anel viário

Melhor do que & # 822030 Minutos II & # 8221, eu acho. Ainda assim, tudo isso é injusto.

Eu não assisti o programa, mas tenho poucas dúvidas sobre sua caracterização do programa como sendo principalmente truques projetados para chamar a atenção para as várias personalidades da CBS. Afinal, foi para isso que as notícias da televisão evoluíram nos últimos vinte anos.

Na verdade, se Murrow fosse girar em seu túmulo, ele teria começado há muito tempo, quando & # 8220infotainment & # 8221 apareceu pela primeira vez no horizonte da TV e os apresentadores se tornaram personalidades pop semelhantes a estrelas de cinema e atores que aparecem em sitcoms. Murrow deve estar totalmente desfeito agora. Há muito tempo que está em declive.

A transmissão do Couric & # 8217s não pareceu apressar o declínio e queda das notícias na TV, mas também não ofereceu nada realmente novo, tampouco & # 8212 e, em sua primeira apresentação, não ofereceu nada de novo. Um estranho de outro planeta sintonizando o show teria que assumir que nada aconteceu na América ou no mundo ontem, exceto que uma foto do bebê de Tom Cruise & # 8217 se materializou.

Michelle Malkin, que ganha a vida escrevendo sobre as notícias, observa, & # 8220Eu não sou uma telespectadora regular do horário nobre da noite há anos. Décadas, ao que parece. Katie Couric não vai mudar isso. & # 8221

Mesmo aqui. Parei de assistir regularmente às notícias da rede há pelo menos 15 anos. Por um tempo, eu assisti Brit Hume e sua turma no & # 8220Fox Special Report & # 8221 porque era recente e sua duração dava a capacidade de fornecer profundidade. Bem mais de um ano atrás, no entanto, comecei apenas TiVo & # 8217 a enviá-lo e avançar rapidamente para o segmento de discussão da mesa redonda no final. Ultimamente, tenho deixado o TiVo substituir um episódio pelo seguinte, apenas muito raramente me preocupando em experimentar parte do programa.

Na era da Internet, o noticiário da televisão está virtualmente obsoleto. Estou acostumado a ser capaz de examinar rapidamente as histórias para obter apenas aquelas que me interessam. Mesmo com TiVo e fast forward, a televisão causa mais problemas do que vale a pena.

Além do debate ocasional ou entrevista coletiva, eu prefiro apenas ler sobre a história, em vez de esperar que ela se desenrole em tempo real enquanto os fanfarrões estourados na câmera descobrem novas maneiras de dizer a mesma coisa que vêm dizendo sobre o nas últimas duas horas enquanto esperam que algo aconteça.

As pessoas podem simplesmente receber notícias com mais eficiência hoje em dia. A única maneira de salvar os noticiários noturnos da rede, então, é torná-los mais sobre as personalidades do que sobre as notícias. Katie Couric pode ser a escolha perfeita para o trabalho. Afinal, ela conseguiu fazer com que as pessoas sentassem e a observassem por algumas horas pela manhã, em vez de passar cinco minutos vasculhando a Internet ou apenas ouvindo NPR em segundo plano.


Marido e morte

Couric & aposs sucesso incrível com Hoje continuou ao longo da década de 1990. No verão de 1998, ela assinou uma extensão de contrato de quatro anos com a NBC por US $ 28 milhões. Seu salário de US $ 7 milhões por ano a elevou à posição de uma das maiores personalidades do noticiário da TV, incluindo os âncoras do horário nobre Diane Sawyer, Tom Brokaw e Dan Rather. Naquele mesmo ano, porém, Couric enfrentou uma profunda tragédia em sua vida pessoal: Monahan, então analista jurídico da NBC News, morreu em janeiro após uma batalha de seis meses contra o câncer de cólon. Ele tinha 42 anos.

Após a morte prematura de seu marido, Couric montou uma campanha agressiva para arrecadar dinheiro para pesquisas e testes de combate ao câncer de cólon. Como parte de seus esforços, Couric planejou uma série de TV de duas semanas para aumentar a conscientização sobre a doença, até mesmo se submetendo a uma colonoscopia no ar para impressionar os telespectadores sobre a importância dos testes. No final de 2000, sua campanha arrecadou mais de US $ 10 milhões.

Em 2000, Couric publicou um livro infantil, The Brand New Kid, que superou o New York Times Lista dos mais vendidos de livros infantis e aposs por três semanas. Ela seguiu em 2004 com outro livro infantil, & # xA0Dia da Fita Azul, e alcançou o status de best-seller novamente em 2011 com O melhor conselho que já recebi: lições de vidas extraordinárias.


Conteúdo

Katherine Anne Couric nasceu em Arlington, Virgínia, filha de Elinor Tullie (nascida Hene), cujos pais, Bert Hene e Clara L. Frohsin, eram filhos de imigrantes judeus da Alemanha, [6] [7] uma dona de casa e parte - escritor da época, e John Martin Couric Jr. (que tinha ascendência francesa, inglesa, escocesa e alemã), executivo de relações públicas e editor de notícias da The Atlanta Journal-Constitution e a United Press em Washington, D.C. Sua mãe era judia, embora Couric tenha sido criada na fé presbiteriana de seu pai. [6] [8] Em um relatório para Hoje, ela rastreou sua ancestralidade patrilinear até um órfão francês que imigrou para os EUA no século 19 e se tornou um corretor no negócio de algodão. [ citação necessária ]

Couric frequentou as escolas públicas de Arlington: Jamestown Elementary, Williamsburg Middle School e Yorktown High School [9] e era uma líder de torcida. [10] Como estudante do ensino médio, ela estagiou na estação de rádio WAVA de Washington, D.C. Ela se matriculou na alma mater de seu pai, [11] a Universidade da Virgínia, em 1975 e era irmã da fraternidade Delta Delta Delta. Couric ocupou vários cargos no premiado jornal diário da UVA, The Cavalier Daily. Durante seu quarto ano na UVA, Couric foi escolhida para morar como Residente Sênior (SR) de The Lawn, o coração da Vila Acadêmica de Thomas Jefferson. [12] Ela se formou em 1979 com um bacharelado em Estudos Americanos. [13] [14]

Editar início de carreira

O primeiro emprego de Couric em 1979 foi no escritório da ABC News em Washington, D.C., mais tarde ingressando na CNN como editor designado. Entre 1984 e 1986, ela trabalhou como repórter de atribuição geral para a então afiliada da CBS WTVJ em Miami, Flórida. Durante os dois anos seguintes, ela reportou para a WRC-TV, a emissora de propriedade e operação da NBC em Washington, D.C., trabalho que lhe rendeu um prêmio da Associated Press e um Emmy. [15]

Edição NBC

Couric entrou NBC News em 1989 como correspondente adjunto do Pentágono. De 1989 a 1991, Couric foi um substituto da âncora. Ela substituiu Bryant Gumbel como apresentador do Hoje, Jane Pauley e Deborah Norville como co-âncora de Hoje, Boyd Matson, Garrick Utley, Mary Alice Williams e Maria Shriver como co-apresentadora do Sunday Hojee Connie Chung, Bob Jamieson, John Palmer, Deborah Norville, Faith Daniels, Margaret Larson e Ann Curry como âncora do antigo programa NBC News NBC News at Sunrise. Ela também substituiu Daniels, Norville e John Palmer como âncora de notícias em Hoje. [16]

Couric voltou à NBC para co-sediar as cerimônias de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018 com Mike Tirico e para fornecer cobertura adicional das Olimpíadas de Inverno e entrevistas com atletas. Durante a cerimônia de abertura, ela sugeriu, erroneamente, que os holandeses usassem seus patins como meio de transporte normal durante o inverno, gerando críticas e espanto da Embaixada dos Estados Unidos na Holanda e outros. Couric se desculpou porque o elogio pretendido não "saiu" como pretendido, o que a embaixada aceitou, e a convidou para um passeio na Holanda. [17] [18]

Hoje (1991–2006) Editar

Em 1989, Couric ingressou Hoje como correspondente política nacional, tornando-se co-anfitriã substituta em fevereiro de 1991, quando Norville saiu de licença maternidade. Norville não voltou e Couric tornou-se co-âncora permanente em 5 de abril de 1991. [19] Em 1994, ela se tornou co-âncora de Agora com Tom Brokaw e Katie Couric—Um noticiário semanal de TV noturno com Tom Brokaw — que mais tarde foi encerrado e dobrado em parte de Dateline NBC, onde seus relatórios apareciam regularmente e ela era nomeada âncora. Ela permaneceu em Hoje e a NBC News por quinze anos até 31 de maio de 2006, quando ela anunciou que iria para a CBS para ser âncora do CBS Evening News, tornando-se a primeira âncora solo feminina dos "três grandes" noticiários noturnos da semana. [20]

Enquanto estava na NBC, Couric ocasionalmente substituía Tom Brokaw e Brian Williams em NBC Nightly News. De 1989 a 1993, Couric também substituiu Maria Shriver e Garrick Utley e mais tarde Brian Williams e John Seigenthaler na edição de fim de semana de NBC Nightly News. Além disso, durante seu tempo em Hoje, ela serviu como apresentadora da parada anual do Dia de Ação de Graças da Macy's por 14 anos, de 1991 a 2005. Em 17 de junho de 1997, Couric pediu ao Washington PostBob Woodward sobre o escândalo "Chinagate" de Clinton: "Os membros da mídia, você acha, Bob, obcecados por escândalos, procuram algo em cada esquina?" [21]

Couric apresentou ou trabalhou em uma série de especiais de notícias, como Everybody's Business: America's Children em 1995. Especiais de entretenimento semelhantes foram Legend to Legend Night: A Celebrity Cavalcade em 1993, e Harry Potter: por trás da magia em 2001. Couric também foi co-anfitrião das cerimônias de abertura dos Jogos Olímpicos. Ela transmitiu com Bob Costas, começando com os Jogos Olímpicos de 2000.

Couric entrevistou muitas figuras políticas internacionais e celebridades, incluindo os presidentes Gerald Ford, Jimmy Carter, George H. W. Bush, Bill Clinton e George W. Bush e a primeira-dama Barbara Bush. John F. Kennedy Jr. deu a Couric sua primeira e última entrevistas.

Couric ganhou vários prêmios de reportagem de televisão ao longo de sua carreira, incluindo o prestigioso Peabody Award por sua série Enfrentando o câncer de cólon. [22] Couric também entrevistou o ex-primeiro-ministro britânico Tony Blair, a secretária de Estado dos EUA, Hillary Rodham Clinton (sua primeira entrevista para a televisão), o autor de Harry Potter, J.K. Rowling e Laura Bush. [19]

Em 28 de maio de 2008, Couric fez uma visita de retorno a Hoje desde que partiu quase dois anos exatamente no dia 31 de maio de 2006. Ela fez esta aparição ao lado de seus colegas noturnos, NBC Nightly News 'Brian Williams & amp ABC World News' Charles Gibson, para promover uma organização chamada Enfrente o câncer e aumentar a conscientização sobre o câncer nas três principais redes de televisão ABC, CBS e NBC. Couric, Gibson e Williams fizeram aparições juntas em todos os três programas matinais da rede principal, primeiro na CBS's Early Show, então na NBC's Hoje e finalmente no ABC Bom Dia America. [23]

Couric voltou para uma temporada de uma semana como co-apresentador do Today em janeiro de 2017 para marcar o 20º aniversário de Matt Lauer como âncora do programa.

Mover para a edição do CBS News

CBS Evening News (2006–2011) Editar

Couric anunciou em 5 de abril de 2006 que iria embora Hoje. [24] A CBS confirmou mais tarde no mesmo dia que Couric se tornaria o novo âncora e editor-chefe do CBS Evening News. Couric também contribuiria para 60 minutos e âncora de especiais de notícias do horário nobre da CBS. Couric ganhava US $ 15 milhões por ano na CBS, salário que a tornava a jornalista mais bem paga do mundo, salário semelhante ao de Barbara Walters na ABC. [25] [26] [27] [28] Ela fez sua primeira transmissão como âncora e editora-chefe do CBS Evening News com Katie Couric em 5 de setembro de 2006. [29]

A CBS promoveu fortemente a chegada de Couric à rede, na esperança de reviver o formato do noticiário noturno, mas houve sugestões de que o tiro saiu pela culatra. [30] Embora tenha havido muito interesse durante sua primeira semana como âncora, [31] CBS Evening News permaneceu um distante terceiro lugar na audiência, atrás ABC World News e NBC Nightly News. [32] [33] [34] Enquanto as avaliações de Couric melhoraram em relação ao seu antecessor, Bob Schieffer, Charles Gibson da ABC ampliou a liderança do World News sobre o Evening News. [35]

Couric também anunciou a projeção oficial da CBS News para as Eleições Presidenciais dos Estados Unidos de 2008.

o CBS Evening News com Katie Couric ganhou o prêmio Edward R. Murrow de 2008 e 2009 de melhor noticiário. [36] Em 2009, Couric foi premiada com o Emmy Governor's Award por sua carreira de radiodifusão. [36]

Ela entrevistou presidentes, membros do gabinete, celebridades e executivos de negócios em todo o mundo, incluindo o presidente Barack Obama, a secretária de Estado Hillary Clinton, o ex-presidente George W. Bush, a ex-secretária de Estado Condoleezza Rice, John Edwards logo após o anúncio de que seu O câncer da então esposa Elizabeth havia retornado, a ministra das Relações Exteriores de Israel, Tzipi Livni, Norah Jones e Michael J. Fox. [37]

Couric liderou a cobertura da CBS News das eleições de meio de mandato de 2006, as eleições presidenciais e convenções de 2008 e as eleições de meio de mandato de 2010. Couric foi a primeira âncora de rede em solo em Porto Príncipe após o terremoto de 2010 no Haiti. Após o derramamento de óleo da BP, Couric ancorou na Costa do Golfo semanalmente e chamou muita atenção para o desastre. Ela relatou da Praça Tahrir do Cairo durante a Revolução Egípcia em 2011. Em abril de 2011, ela liderou a cobertura da CBS News de Londres para o casamento do príncipe William, duque de Cambridge, e Catherine Middleton.

Couric era a única âncora solo feminina do noticiário noturno nos Estados Unidos, até 21 de dezembro de 2009, quando Diane Sawyer sucedeu ao aposentado Charles Gibson por ABC World News. [ citação necessária ] Couric e Sawyer foram rivais anteriores como anfitriões do Hoje e Bom Dia America, respectivamente. [38]

No início de 2011, Couric anunciou que deixaria seu posto âncora em CBS Evening News quando seu contrato expirou. [39] Couric fez sua última transmissão no CBS Evening News presidente na quinta-feira, 19 de maio de 2011. [40]

60 minutos (2006–2011) Editar

Couric era um 60 minutos correspondente e contribuiu com seis a oito histórias por ano para o programa. Notavelmente, ela foi a primeira a entrevistar o piloto Chesley Sullenberger após o pouso do avião "Milagre no Hudson". Ela também entrevistou Valerie Plame, Robert Gates e Michelle Rhee para o programa.

Entrevistas com Palin (2008) Editar

As entrevistas de Sarah Palin com Katie Couric foram uma série de entrevistas que Couric gravou com a candidata à vice-presidência republicana dos EUA em 2008, Sarah Palin. As entrevistas foram repetidamente transmitidas pela televisão antes da eleição presidencial de 2008 nos Estados Unidos. Couric recebeu o Prêmio Walter Cronkite de Excelência em Jornalismo pelas entrevistas. [41] [42] [43] Steve Schmidt, estrategista sênior de campanha e conselheiro de McCain, refletiu mais tarde sobre a entrevista, dizendo: "Acho que foi a entrevista mais importante, de uma perspectiva negativa, pela qual um candidato a um cargo nacional já passou". [44]

Relatórios CBS (2009–2011) Editar

Couric foi o repórter principal em dois Relatórios CBS série, que foi ao ar em todas as plataformas CBS News. A primeira série, "CBS Reports: Children of the Recession", destacou a dor sofrida pelas vítimas mais jovens da Grande Recessão. A série ganhou o Prêmio Alfred DuPont de Excelência em Jornalismo da Columbia School of Journalism. [45] A segunda série, que foi ao ar no início de 2010, foi "CBS Reports: Where America Stands", que apresentava correspondentes veteranos da CBS News relatando sobre os principais problemas enfrentados pelos Estados Unidos na década seguinte com pesquisas da Unidade de Sondagem da CBS News.

@katiecouric (2009–2011) Editar

Couric apresentou um programa de entrevistas semanais de uma hora em CBSNews.com. [46] Seu primeiro convidado foi o apresentador do Fox News Channel Glenn Beck. Entrevistas subsequentes incluíram o ex-vice-presidente Al Gore, o ator Hugh Jackman, a cantora Shakira, a primeira-dama Michelle Obama, o colunista do New York Times Thomas Friedman, o cantor Justin Bieber, a atriz Jane Lynch, a apresentadora de talk show Ellen DeGeneres, o ator Daniel Radcliffe, Bill Gates , o ex-chefe de gabinete da Casa Branca Rahm Emanuel, o líder do movimento Tea Party nacional Michael Johns, o jogador de futebol Drew Brees e o autor Malcolm Gladwell. [47]

Retornar para ABC News Edit

ABC News (2011–2013) Editar

De 2011 a 2013, Couric foi correspondente especial da ABC News, função que incorporou ao seu talk show. [ citação necessária ] Sua primeira aparição na rede foi uma entrevista com Sarah Jessica Parker no Nightline. [ citação necessária ] Couric co-ancorou a cobertura do 10º aniversário dos ataques de 11 de setembro, ao lado de Diane Sawyer, Christiane Amanpour, Barbara Walters, Elizabeth Vargas, George Stephanopoulos e Robin Roberts. Couric estava hospedando Hoje sobre NBC na época dos ataques, e liderou a cobertura do 5º aniversário da CBS News. Couric também foi co-anfitrião como convidado A vista e Ao vivo! com Regis e Kelly. Couric entrevistou Lady Gaga no horário nobre no Dia de Ação de Graças como parte de Um Dia de Ação de Graças Muito Gaga. Em novembro de 2011, Couric apresentou um programa especial de notícias da ABC em horário nobre destacando a aposentadoria de Regis Philbin, após o mandato de 25 anos de Philbin na ABC.

Semelhante à colega Barbara Walters, Couric apresenta especiais para a rede e para a revista de notícias 20/20. Enquanto contribui para o programa de notícias durante todo o ano, em 2011, Couric criou seu novo especial anual O ano com Katie Couric, que é um programa que marca o final do ano e cobre alguns dos maiores newsmakers e acontecimentos desse ano. Esta é uma colaboração com Pessoas revista, que também reflete eventos no mundo das notícias, esportes, política e as principais manchetes que ajudaram a moldar o mundo. Isso é muito semelhante ao icônico As 10 pessoas mais fascinantes de Barbara Walters, um programa de final de ano que marca o final do ano e reconhece as pessoas que mais impactaram o ano em curso com entrevistas sobre a perspectiva do ano. Como parte do especial, Couric entrevista colegas da mídia que podem fornecer algumas dicas sobre alguns eventos ocorridos.

De 2 a 6 de abril de 2012, Couric substituiu o co-âncora Robin Roberts no ABC's Bom Dia America, sua primeira passagem como apresentadora de um noticiário matinal desde que partiu Hoje.

Katie (2012–2014) Editar

Em 6 de junho de 2011, a ABC anunciou que Couric havia assinado um contrato recorde de US $ 40 milhões, [48] e começaria a hospedar um talk show diurno para seu braço de televisão doméstica Disney-ABC que estrearia em setembro de 2012. Couric também contribuiria para Programação ABC News. [49] Em 22 de agosto de 2011, foi anunciado que o talk show de Couric seria chamado Katie. Katie é o segundo programa da web ao qual Couric é afiliado, sendo o primeiro @katiecouric no CBS Evening News. O primeiro episódio foi ao ar em 10 de setembro de 2012. [50] [51]

Couric incorporou sua afiliação à ABC News Division com seu programa ABC Daytime, tendo seus colegas de jornal Christiane Amanpour, Deborah Roberts, Mike Boettcher, Matt Gutman, Richard Besser, Marci Gonzalez, Jim Avila, Dan Abrams, Josh Elliott, Brian Ross, ABC Notícias meteorológicas âncoras Sam Champion e Ginger Zee, bem como ABC World News âncoras Diane Sawyer e David Muir se correspondem no Katie para eventos de notícias importantes. Do lado doméstico de sua filiação, Couric teve como convidados A vista co-apresentador Whoopi Goldberg, Kelly Ripa e Michael Strahan do Ao vivo! com Kelly e Michael, bem como alguns membros do elenco da novela Hospital Geral.

Disney-ABC Domestic Television renovada Katie para uma segunda temporada começando no outono de 2013. [52] No entanto, em outubro de 2013, The Hollywood Reporter escreveu aquilo Katie estava perto do cancelamento por causa de um Q Score baixo, avaliações baixas e um desdém relatado de seu público feminino principal. O programa sindicado teve em média uma classificação familiar de 1,7 durante sua primeira temporada e 1,8 na temporada de 2013–14. [53] Em dezembro de 2013, a Disney – ABC Domestic Television anunciou que Katie tinha sido cancelado. [54] [55] A produção foi programada para continuar até junho de 2014. [56]

Yahoo! / ABC News (2014–2017) Editar

Em novembro de 2013, o Yahoo! A CEO Marissa Mayer anunciou que contratou Couric como Âncora Global do Yahoo! Notícia. [57] Couric estreou na nova função em 13 de janeiro de 2014, em uma entrevista com o ex-secretário de Defesa dos Estados Unidos, Robert Gates. [58] Mais tarde, ela entrevistou o secretário de Estado dos Estados Unidos, John Kerry. Em março de 2015, em um esforço para colaborar e consolidar seus pools de notícias, o Yahoo News e o ABC News expandiram sua parceria para incluir especiais e recursos, com Couric e outros editores do Yahoo aparecendo em segmentos diários no Bom Dia America. A parceria estendida garantiu a Couric um lugar na divisão ABC News, como colaborador especial.

Em junho de 2017, depois que a Verizon comprou o Yahoo! e combinou isso em Oath, Couric decidiu encerrar seu contrato no Yahoo! News, preferindo trabalhar com eles apenas "com base em projetos", enquanto ela continua a expandir sua própria produtora. [59]

Editar imagem pública

Couric foi apelidada de "namorada da América", em grande parte devido ao seu papel de co-âncora por 15 anos depois The Today Show. [60] Em 12 de maio de 2003, Couric foi hospedado como convidado The Tonight Show com Jay Leno como parte de uma campanha de troca, e teve 45 por cento mais espectadores do que em outras noites. Ela foi a única anfitriã convidada usada por Jay Leno em qualquer The Tonight Show ou sua curta vida The Jay Leno Show. Leno preencheu para ela em Hoje nesse mesmo dia. CNN e Nova York Notícias diárias observou que, em vez de usar a mesa sólida regular de Leno, "os trabalhadores cortaram a frente de sua mesa para expor suas pernas enquanto ela entrevistava ídolo americano juiz Simon Cowell e Austin Powers estrela Mike Myers ". [61]

Outro trabalho Editar

Em um crossover de mídia para filme de animação, Couric foi a voz da repórter "Katie Current" na versão americana do filme Shark Tale. Ela também fez participações especiais em Austin Powers em Goldmember (como guarda da Prisão Estadual da Geórgia) e um episódio de Hospital Geral (como uma jornalista que se finge de médica: um enredo que ela ajudou a criar). [62] [63] Ela estrelou como ela mesma no sitcom da CBS Murphy Brown em 1992 e na sitcom da NBC Will & amp Grace no final de 2002, e fez uma pequena aparição em um Estrelas de peão episódio. [64] Em 12 de maio de 2003, ela trocou de lugar por um dia com Show de hoje à noite anfitrião Jay Leno. Couric também co-apresentou a cobertura ao vivo da NBC da Macy's Thanksgiving Day Parade de 1991 a 2005. Ela recebeu o Golden Plate Award da American Academy of Achievement em 2005. [65] [66] Couric fez o discurso de formatura em sua alma mater University of Virginia em 20 de maio de 2012, no Randolph-Macon College em 1 de junho de 2013, e na Princeton University em 1 de junho de 2009. [67] [68] [69] Ela também trabalha com Carmen Marc Valvo para ajudar a divulgar a letalidade, ainda evitabilidade, de câncer colorretal. Em 16 de maio de 2010, Couric recebeu um doutorado honorário em ciências por seus esforços em aumentar a conscientização sobre o câncer colorretal e por seu compromisso com o avanço da pesquisa médica da Case Western Reserve University, e mais tarde deu o discurso de abertura da convocação de 2010 da universidade. [70] Em 2016, ela estrelou como ela mesma em Manchar para recriar o 60 minutos entrevista para o filme.

Em 2011, ela fez o discurso de formatura da universidade na Universidade de Boston e recebeu outro título de doutorado, Doutor em Letras Humanas. [71] Ela também apresentou um especial da Vila Sésamo, "When Families Grieve". O especial, que foi ao ar na PBS em 14 de abril de 2010, [72] tratou dos problemas pelos quais as crianças passam quando um dos pais morre. [73] Em 6 de fevereiro de 2011, Couric estrelou um episódio pós-Super Bowl de Alegria, interpretando a si mesma entrevistando Sue Sylvester depois que a equipe de líderes de torcida perdeu o campeonato. Sylvester sarcasticamente se referiu a Couric como "Diane Sawyer" durante o segmento. [74]

Couric é autor de dois livros infantis e de uma coleção de ensaios de não ficção. Livros infantis dela The Brand New Kid (2000) e O Dia da Fita Azul (2004) foram ilustrados por Marjorie Priceman e publicados pela Doubleday. The Brand New Kid superou o New York Times lista dos mais vendidos de livros infantis ilustrados, [75] e foi adaptado para um musical de 2006 por Melanie Marnich e Michael Friedman. [76] Terceiro livro de Couric, O melhor conselho que já recebi: lições de vidas extraordinárias, foi publicado pela Random House em 2011. [77] O livro é uma coleção de ensaios compilados no ano passado por colaboradores de Couric incluindo o prefeito de Nova York Michael Bloomberg, a rainha Rania da Jordânia e ex- Today Show colega Matt Lauer. Couric disse que um discurso de abertura da convocação em 2010 que ela deu a inspirou a escrever o livro. [78] Para este fim, todos os lucros do livro serão doados à Scholarship America.

Em dezembro de 2013, Couric publicou um segmento sobre a vacina contra o HPV [79] que os críticos acusaram de ser muito simpático às afirmações cientificamente não comprovadas de que esta vacina era perigosa. [80] Por exemplo, Seth Mnookin acusou sua transmissão de empregar um equilíbrio falso. Além disso, Alexandra Sifferlin, de Tempo revista, comparou Couric a Jenny McCarthy, uma conhecida celebridade anti-vacina. [81] Em 10 de dezembro de 2013, uma semana depois que o segmento original foi ao ar, Couric postou um artigo sobre The Huffington Post respondendo a esta crítica, na qual afirmou:

Achei que era um assunto que valia a pena explorar. Após o programa, e na verdade antes mesmo de ir ao ar, houve críticas de que o programa era muito antivacinas e anticientíficas e, em retrospecto, algumas dessas críticas eram válidas. Nós simplesmente gastamos muito tempo com os eventos adversos graves que foram relatados em casos muito raros após a vacina. Mais ênfase deveria ter sido dada à segurança e eficácia das vacinas contra o HPV. [82]

Ao longo da década de 2010, Couric atuou como produtor executivo em vários filmes. Em 2014, Couric foi produtor executivo e narrador do documentário Cheio, examinando a indústria de alimentos e a obesidade nos Estados Unidos. [83] [84] Em 2016, Couric foi um produtor executivo e narrador do documentário Sob a arma, examinando a violência armada e o controle de armas nos Estados Unidos. [85] O documentário foi criticado por ter uma pausa de oito segundos para "efeito dramático" inserida em vez da resposta dada a uma pergunta que Couric fez a um grupo de defesa dos direitos de armas na Virgínia. Couric postou uma resposta no site do documentário afirmando: "Eu assumo a responsabilidade por uma decisão que deturpou uma conversa que tive com membros da Virginia Citizens Defense League (VCDL)" e incluiu uma transcrição da resposta que recebeu. [86] Mais tarde naquele ano, o VCDL entrou com um processo por difamação de $ 12 milhões contra Couric e a diretora do filme, Stephanie Soechtig, por continuar a promover e distribuir o filme sem corrigir a pausa. [87] [88] O processo foi indeferido depois que um juiz da Virgínia determinou que a cena do filme não era falsa nem difamatória. [89] Em 2015 Couric fundou Katie Couric Media, uma produtora de filmes que fez parceria com a National Geographic para produzir vários documentários. O primeiro deles, Revolução de Gênero, estreou em 2017. [90] Ela também foi produtora executiva de pedra, um drama da vida de 2017 sobre a crise de água de Flint, Michigan. [91] [92] Em 2018, Couric apresentou uma série docudrama intitulada America Inside Out com Katie Couric, que foi transmitido no National Geographic Channel. [93]

Couric é membro do Conselho de Relações Exteriores. CFR é um think tank internacional dos EUA composto por funcionários do governo, executivos corporativos e magnatas da mídia, promovendo a globalização como o fator-chave na política externa moderna. [94] Ela também é membro do conselho de diretores do Peabody Awards, apresentado pelo Henry W. Grady College of Journalism and Mass Communication da Universidade da Geórgia. [95]

Em 2019, ela atuou como produtora executiva na minissérie de crimes reais da Netflix Inacreditável. [96]

Couric assinou contrato para servir como anfitrião substituto de Perigo! em janeiro de 2021 após a morte de Alex Trebek. O negócio também leva Couric em consideração para o cargo de anfitrião permanente. [97]

Couric casou-se com o advogado John Paul "Jay" Monahan III em 1989. [98] Ela deu à luz sua primeira filha, Elinor Tully "Ellie" Monahan, [99] em Washington, DC, em 23 de julho de 1991 [100], sua segunda filha , Caroline "Carrie" [99] nasceu na cidade de Nova York em 1996. [101] Seu marido morreu de câncer colorretal em 1998 aos 42 anos. [98] Couric então se tornou uma porta-voz da conscientização sobre o câncer de cólon. Ela foi submetida a uma colonoscopia no ar em março de 2000 e, de acordo com um estudo publicado em 2003 em Arquivos de medicina interna, pode ter inspirado muitos outros a serem examinados também: "A campanha televisiva de conscientização sobre o câncer de cólon de Katie Couric foi temporariamente associada a um aumento no uso de colonoscopia em dois conjuntos de dados diferentes. Isso ilustra a possibilidade de que um indivíduo conhecido pode chamar a atenção e apoiar a causas valiosas. " [102]

Em 7 de outubro de 2005, como parte do Mês Nacional de Conscientização do Câncer de Mama, Couric transmitiu sua própria mamografia no Hoje show, na esperança de recriar o "Efeito Couric" em torno da questão do câncer de mama. [103]

Ela também foi muito ativa na campanha Hockey Fights Cancer da National Hockey League, aparecendo em alguns anúncios de serviço público e dando voz a vários outros.

Sua irmã Emily Couric, uma senadora estadual democrata da Virgínia, morreu de câncer no pâncreas aos 54 anos em 18 de outubro de 2001. Couric fez um elogio no funeral. Ela ressaltou que Emily ficava irritada quando as pessoas perguntavam se ela era irmã de Katie Couric. Ela disse aos enlutados: "Só quero que saibam que sempre terei orgulho de dizer 'Sou a irmã de Emily Couric'." Couric tem dois outros irmãos, Clara Couric Batchelor e John M. Couric, Jr.

Couric foi o convidado de honra na gala de outono da Fundação de Pesquisa do Mieloma Múltiplo de 2004. [104] Como convidada de honra do baile inaugural da American Cancer Society Discovery Ball, Couric foi reconhecida por sua liderança no aumento da conscientização e rastreamento do câncer. [105] Em 2011, Couric se tornou o Presidente Honorário Nacional da campanha do Dia da Mudança da National Parkinson Foundation, uma campanha popular para destacar a conscientização sobre a doença de Parkinson em nível nacional. [106] Couric's father died in 2011 at age 90 from complications due to Parkinson's disease. [107]

In 2010, Couric attended a dinner party at the house of convicted sex offender socialite Jeffrey Epstein alongside Chelsea Handler, Woody Allen, Charlie Rose, Prince Andrew, Eva Andersson-Dubin and George Stephanopoulos. [108] The party was reportedly Couric's only encounter with Epstein. [109]

In September 2013, she became engaged to financier John Molner after a two-year relationship. [99] Couric married Molner in a small, private ceremony at her home in The Hamptons on June 21, 2014. [110] The two star in the online cooking series Full Plate with Katie & John, appearing on the Sur La Table website. [111] [112]

During the January 15, 2021 appearance on Real Time with Bill Maher, Couric revealed that she is distantly related to William Henry Harrison, the 9th President of the United States. [113]


Katie Couric Weighs Anchor

In one of the most highly anticipated developments in the recent history of network news, Katie Couric stepped into the spotlight Tuesday night as the anchor of the CBS Evening News.

"Hi, everyone. I'm very happy to be with you tonight," Couric said simply before introducing the broadcast's lead story, a piece on the resurgence of the Taliban in Afghanistan.

Her introduction normally would have been read by an announcer, but in this case, viewers heard the voice of CBS News legend Walter Cronkite make the introduction.

The 30-minute broadcast ran smoothly and ended with an appeal from Couric for suggestions from viewers on how she might sign off at the end of each show. For now, Couric chose this ending: I'm Katie Couric. Thank you so much for watching. I hope to see you tomorrow night."

Couric had ended the broadcast -- or so she thought. A round of applause erupted in the studio, and Couric stood up, throwing her script into the air. She was beaming.

But a second later, she realized the camera would be trained back on her momentarily. She sat back down, everyone hushed, and the closing music rolled with Couric on screen smiling, her notes on the floor.

Notícias populares

When the music ended, champagne corks popped in the studio. When Couric made her way out from behind the desk to greet the Evening News staff, a martini was thrust into her hand. She downed half of it before speaking.

"I have to interview the president tomorrow, so I can't have too much," Couric joked.

Evening News Executive producer Rome Hartman praised Couric's performance and then tossed a verbal bouquet to the news staff for a smooth production.

"We've all looked forward to this day, but this is really day one," Hartman said. "Imagine in six months what ass we will be kicking."

CBS is betting a chunk of the ranch that the 49-year-old newswoman can boost ratings, lure additional advertising dollars and re-energize a news division demoralized by a flawed story on President Bush's National Guard service that prompted the departure of four CBS News funcionários.

The first woman to solo as anchor of a network evening news show is also being asked to fill some big shoes: CBS has been home to many of the giants of broadcast journalism, including Edward R. Murrow and Cronkite.

The weeks leading up to Couric's debut have been among the most intense in the memory of CBS News veteranos. Interview shoots for an hour-long September 11 special as well as screenings and production meetings for her first 60 Minutes piece had to be scheduled around daily studio rehearsals for the evening news program. (The weekend news staff has produced the show over past two weeks while the weekday staff practiced with Couric.)

There have also been wardrobe fittings, promotional spots and a crash course on the Internet. Her online blog, "Couric & Co.," will appear on CBSNews.com.

"Sometimes I feel like human chum," Couric told one interviewer.

Couric went into battle with a new set, a rebuilt newsroom and fresh theme music written by an Oscar-winning composer (James Horner of "Titanic" fame).

The 15-year veteran of NBC's "Today" show will need all the help she can get.

The evening terrain has shifted mightily in the past two years. The three veteran network anchors who dominated the evening news since the early 1980s &mdash Tom Brokaw, Peter Jennings and Dan Rather &mdash all have departed.

Couric will go head-to-head with NBC's Brian Williams and ABC's Charles Gibson. CBS trails NBC and ABC in the evening ratings, but drew closer to the competition during the 18 months Bob Schieffer headed the show. Schieffer served as interim anchor while CBS sought a permanent replacement for Rather, who stepped down after 24 years in the anchor chair.

Couric is also battling some disconcerting long-terms trends that have discouraged many advertisers. The three network evening news shows have lost about half of their viewers over the past 20 years, and the median age of viewers hovers near 60.

If that isn't enough, there's Couric's gender. She was repeatedly asked about her wardrobe for the first show.

"You're kidding, right?" she told one reporter.

"Sadly, I'm not," the reporter replied.

Her long stint on NBC's morning show has raised the "fluff" factor, something that didn't happen when Gibson, a morning news veteran, took over as anchor of ABC's evening news program.

"I think there is some residual sexism, and I think women are sort of judged by different standards," Couric said. "But I try not to get too preoccupied by that. I think that I feel very confident in who I am as a person and as a professional. "

The impact of Couric's presence on the show may not be known for many months. Shifts in viewer preference tend to unfold at a glacial pace, and ratings are influenced by many other factors besides the performance and personality of the anchor.


'Jeopardy!' Viewers Are Divided after Katie Couric Hosts the Show — See Their Reactions

Alex Trebek was undoubtedly a fantastic host who significantly contributed to the success of “Jeopardy!” for many years. Now, the game show is finding a way to find the best fit host to replace him.

A few guest hosts have taken the stage, with Kate Couric most recently standing on the podium. The former “Today” anchor was the first woman who appeared as a guest host since Trebek’s demise.

Katie Couric during "Mornings With Maria" at Fox Business Network Studios on March 20, 2019 in New York City. | Fonte: Getty Images

Couric’s hosting coincided with International Women’s Day, which some fans believed was a perfect fit. Many commended the host for her job well done, including a fan who said:

“I’ve seen enough! Please make the fabulous Katie Couric the permanent host of #Jeopardy already!”

Katie Couric did a great job guest hosting Jeopardy tonight, very fitting for International Women’s Day! pic.twitter.com/JWoLgM48v3

&mdash janice nissen (@nissenja) March 9, 2021

“Jeopardy!” champion Laura Portwood-Stacer also expressed her delight working with Couric, revealing that she enjoyed her time on stage. However, there were also others who reacted differently on Twitter.

He made history as the host with most game show episodes on the Guinness World Record.

I did not know who the guest host would be when I showed up for the taping of my second episode. Gotta say, it was very fun to be the returning champ for @katiecouric’s first game as host! https://t.co/E0kM1Y3bIV

&mdash Laura Portwood-Stacer, Jeopardy Champ (she/her) (@lportwoodstacer) March 7, 2021

Some of the negative comments about Couric involved how she talked and her harsh attitude towards some players. “Kate [Couric] is reading the categories like she’s reading the news,” one disappointed fan said. “We need another one.”

Another Twitter user compared the host to the “Harry Potter” character, Dolores Umbridge, as she exhibited similar characteristics during the game.

My daughter on Katie Couric as #Jeopardy host: “She’s kind of like that teacher who when you get it wrong is like, “That’s okay. You’ll get it next time.”

&mdash Amy DeCamp (@decamptownraces) March 9, 2021

Ken Jennings and Mike Richards previously stood behind the lectern as host, while Dr. Mehmet Oz and Aaron Rodgers are scheduled to try their hosting skills next.


Katie Couric makes TV history in her debut as the first female host of Jeopardy! and admits she prepared by intensely studying the late Alex Trebek

She will make television tonight as the first female host of game show Jeopardy!

And Katie Couric says it was a no brainer to accept the gig when offered.

'It's just such an American institution and the opportunity to play a small part in the continuation of this show was just something I didn't want to pass up,' the 64-year-old said in an interview posted on YouTube Sunday,

Debut: Katie Couric, 64, will make television history Monday night as the first female host of CBS game show Jeopardy!

The veteran TV anchor will host the CBS game show through March 19 as one of a series of guest hosts following the death from cancer of legendary longtime host Alex Trebek.

Couric admitted she felt nervous about taking on the high-profile role.

'The last thing I wanted to do was come here and mess up and embarrass the show,' she shared.

'The thing is, everyone here [at Jeopardy!] takes such good care of you and it was such a relief to know that they weren't going to let me look stupid and they were going to have my back and help me out,' she said.

Temp gig: The veteran TV anchor will host the CBS game show through March 19 as one of a series of guest hosts following the death from cancer of legendary longtime host Alex Trebek

Couric revealed that she studied Trebek and how he transitioned from category to category and how he interacted with contestants in preparation for her stint on the game show.

Her hosting gig will also raise money for the charity she co-founded Stand Up To Cancer with the show donating an amount equal to the contestants' cumulative winnings.

Trebek passed away in November after a long and high-profile battle with cancer.

Jeopardy! champion Ken Jennings initially took over the reins before CBS announced that for the time being, no permanent replacement host will be named.

In addition to Couric, Anderson Cooper, Savannah Guthrie, Dr. Mehmet Oz, Dr. Sanjay Gupta, Green Bay Packers quarterback Aaron Rodgers, actress Mayim Bialik and journalist Bill Whitaker have all been tapped to host the quiz show.

Popular: Trebek passed away in November and Jeopardy! champion Ken Jennings initially took over the reins before CBS announced no permanent replacement host will be named yet


Katie Couric Announces Book Tour For "Going There"

Katie Couric will head out on an 11-city U.S. tour this fall in celebration of her forthcoming memoir, “Going There,” out on October 26th. Two days following the release of her highly anticipated book, Couric will kick off her tour in Boston at the Orpheum Theatre on October 28th making stops in New York, Philadelphis, and more, before wrapping up in Nashville at the Ryman Auditorium on November 15th.

Couric will bring attendees into her personal and professional life, sharing the emotional, riveting story of a thoroughly modern woman, whose journey took her from humble origins to superstardom. Joined by high profile, fascinating people at every stop, Couric and her special guests (to be revealed at a later date) will exchange stories of their life experiences that will make you laugh, cry, and think.

“Given the challenging period we’ve been through, I’m so excited to be out in the world, creating a sense of community and a place where we can all get together for meaningful conversations, and have some fun, too,” Couric said.

“It is truly an honor to work with the iconic Katie Couric and present her to live audiences across the country. She has always provided so much inspiration to people everywhere, particularly women. Live Nation Women exists to center and amplify women and their stories, and we can’t wait to hit the road with Katie this fall to share hers,” said Ali Harnell, President & CSO LNW.

General tickets go on sale starting Friday, June 25 at 10:00am Local Time at Ticketmaster.com.

Advertise with New Jersey Stage for $50-$100 per month, click here for info

“GOING THERE” BOOK TOUR DATES:

Thu Oct 28 – Boston, MA – Orpheum Theatre

Fri Oct 29 – New York, NY – Beacon Theatre

Sat Oct 30 – Washington, DC – The Anthem

Mon Nov 01 – Philadelphia, PA – The Met Philadelphia

Wed Nov 03 – Austin, TX – Bass Concert Hall

Thu Nov 04 – Dallas, TX – McFarlin Auditorium

Sat Nov 06 – Chicago, IL – The Chicago Theatre

Mon Nov 08 – Atlanta, GA – Atlanta Symphony Hall

Fri Nov 12 – Los Angeles, CA – Orpheum Theatre

Sat Nov 13 – San Francisco, CA – The Masonic

Advertise with New Jersey Stage for $50-$100 per month, click here for info

Mon Nov 15 – Nashville, TN – Ryman Auditorium

Katie Couric is an award-winning journalist, New York Times best-selling author and a co-founder of Stand Up To Cancer (SU2C). Since its launch in 2008, Stand Up To Cancer has raised more than $600 million to support cutting edge collaborative science and its research has contributed to nine new FDA approved therapies.

In 2017, she founded Katie Couric Media (KCM), which has developed a number of media projects, including a daily newsletter, a podcast, digital video series and several documentaries. KCM works with purpose driven brands to create premium content that addresses important social issues like gender equality, environmental sustainability and mental health.

Previous documentaries produced by KCM include: America Inside Out with Katie Couric, a six-part series for National Geographic Gender Revolution: A Journey with Katie Couric, for National Geographic Under the Gun, which aired on EPIX and Fed Up, available on iTunes, Amazon and YouTube. Couric was also the executive producer of Unbelievable on Netflix and is developing other scripted projects.

Couric was the first woman to solo anchor a network evening newscast, serving as anchor and managing editor of the CBS Evening News From 2006 to 2011 following 15-years as co-anchor of NBC’s Today Show. She also hosted a syndicated show and served as the Yahoo Global News Anchor until 2017. Most recently, Couric was the first guest host of the iconic game show, Jeopardy!.

She has won a duPont-Columbia, a Peabody, two Edward R. Murrows, a Walter Cronkite Award, and multiple Emmys. She was twice named one of Time magazine’s 100 most influential people and was a Glamour Magazine woman of the year three times. She has also received numerous awards for her cancer advocacy work honored by both the Harvard and Columbia schools of public health, the American Cancer Society and The American Association of Cancer Researchers.

In addition to writing The Best Advice I Ever Got: Lessons from Extraordinary Lives, Couric’s memoir will be published in the Fall of 2021.


Historic Couric soon may be history at 'CBS Evening News,' a victim of expectations

When offered the chance to make history, Katie Couric took it.

Being everything CBS News needed was anything but.

The expectations heaped upon Couric as the first solo female anchor of a U.S. broadcast network newscast were exceeded only by the hype. Both were amplified and undone by the Hollywood superstar-size paycheck CBS had given her, and almost none of it seemed rooted in reality.

Looking back, the only thing "The CBS Evening News with Katie Couric" truly reinvented was the launch playbook going forward: Never again will the debut of any newscast or newscaster be promoted like the latest cinematic gem from Jennifer Aniston, a PR campaign that can fuel a strong opening but almost ensures a fast fade.

(CBS photo of Katie Couric's Sept. 5, 2006 debut on "CBS Evening News," above, by John Paul Filo.)

Comentários

You may not think she did a good job, but my husband & I think she does a great job. We only watch CBS evening news for the national news. I don't know just what it was you thought she should have done better, perhaps it is just that she does not have testicles.

Rush is onec again showing his malicious ignorance. The CBS news started declining when then network prematurely got rid of Cronkite and replaced him with weird Dan. In the early 1970's CBS saw its future and it was not bright because advertisers discovered the value of urban 18-49 demographics and CBS was country 50+. After the Walters-Reasoner debacle ABC went with a more mature Jennings and things go competitive. It was Rather, not Couric. Moonvese mistakenly thought her personality would turn things around which was not likely and not her fault. She's got more talent in her little finger than Rush has in his body. Let's remember the FAILED RUSH LIMBAUGH TV SHOW. Of course he blamed everyone else for it - the stand up guy that he is.

I must have watched maybe two episodes, three tops of her anchoring the Evening News I've invested way to much time emotionally adapting to her on the news in the evening for her to just give up now.

Katie Couric was a disaster, what turned away a lot of people was the way she ignored Dan Rather. Bob Schieffer had higher ratings than Katie and is probably the only real chance they have. I think CBS Evening news is done.

Of course we should wonder, has Ms Couric’s failure at CBS to bring in the audiences been a reflection of her own brand failure or a more systemic trend in declining cable viewership and apathy?


Katie Couric makes history as first woman to guest host ‘Jeopardy!’

Coinciding with International Women’s Day, on Monday the veteran journalist became the first woman to guest host “Jeopardy!” Couric made her debut after repeat champion Ken Jennings and executive producer Mike Richards initially took over for the late Alex Trebek.

“It is such a thrill to be here guest hosting a show I’ve watched and loved for years — and of course a real honor to help out as all of us recover from the loss of the truly irreplaceable Alex Trebek,” Couric said during her brief opening monologue. “Now, let’s have some fun. Are you ready contestants? Let’s do this thing!”

Couric also announced on the show that “Jeopardy!” has pledged to match all of the winnings of all the competitors during her hosting stint and donate the amount to Stand Up to Cancer’s pancreatic cancer research team.

In November, longtime “Jeopardy!” emcee Trebek died after a battle with pancreatic cancer, the same disease Couric’s older sister died of. Couric, who also lost her husband to cancer, helped launch Stand Up to Cancer, which has raised more than $600 million for disease research since 2008.

“I can’t think of anything more important than supporting cancer research,” Couric said in a recent interview for “Jeopardy!” “It just means the world to me because it’s affected me so personally. And I know it probably means the world to everyone at ‘Jeopardy!’ who loved Alex Trebek.”

Jeopardy! will make a donation to @SU2C's Pancreatic Dream Team based on the cumulative winnings of the contestants that compete during @katiecouric's two-week guest host appearance! pic.twitter.com/OOaJVx0Oab

&mdash Jeopardy! (@Jeopardy) March 9, 2021

Couric also remarked on her historic achievement as the long-running game show’s first female guest host while encouraging other women and girls to take pride in their intelligence and resist the urge to curb their ambition.

“I’ve always believed it’s critically important to have representation in media — to have women, to have people of color, to have all kinds of people that make up this wonderful country we live in — because I want people at home to see people like them in these important powerful authoritative roles,” Couric said. “So to be the first woman on a show that stands for excellence and intelligence and integrity is a real honor for me.

“For little girls everywhere, it’s cool to be smart,” she added. “Girls would get to a certain age and they would sort of hold back, because they didn’t want to be seen as too aggressive or pushy or smarter than the boys, but I think society has really changed, and we’re championing and celebrating smart girls and women.”

In addition to “Jeopardy!,” Couric’s myriad hosting and guest-hosting credits include NBC’s “Today” show, “Good Morning America,” “The Tonight Show,” “60 Minutes” and the “Macy’s Thanksgiving Day Parade” telecast, as well as well as her self-titled talk show and “CBS Evening News With Katie Couric,” which ran from 2006 to 2011.


Assista o vídeo: Americas Sweetheart Katie Couric Turns Nasty In New Book! (Novembro 2021).