A história

Para onde os mórmons estavam indo?

Para onde os mórmons estavam indo?


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Pelo que ouvi, quando os mórmons deixaram Illinois em 1846, eles não haviam decidido onde exatamente iriam se estabelecer. Eles tinham algumas opções que estavam olhando? Eles tinham uma rota que planejavam seguir?


Eles estavam tentando deixar os Estados Unidos, pura e simplesmente. A nação de Deseret deveria estar especificamente em um território, para evitar o governo federal e ser um porto seguro após o massacre em Navoo.


A Visão Mórmon da América

O Livro de Mórmon é uma história, cronológica e religiosa, de vários grupos de pessoas que foram levadas às Américas pela influência do Senhor. Dois grupos - Leí e sua família e amigos e Muleque e sua família e amigos - foram conduzidos para fora de Jerusalém por volta de 600 a.C. para escapar do cativeiro babilônico. Leí foi um profeta, um entre muitos, chamado para alertar sobre a destruição iminente de Jerusalém e para chamar os cidadãos de Judá ao arrependimento. Muleque era filho de Zedequias, rei de Judá. Esses dois grupos nada sabiam um do outro até que já tivessem estabelecido cidades no Novo Mundo. Quando eles se encontraram, eles se juntaram em uma sociedade. Eles descobriram os restos de uma sociedade destruída, chamada de Jareditas, que havia sido levada para a América após a destruição da Torre de Babel. Leí disse,

Mas, disse ele, apesar de nossas aflições, obtivemos uma terra da promessa, uma terra escolhida entre todas as outras, uma terra que o Senhor Deus fez convênio comigo para ser uma terra para a herança de minha semente. Sim, o Senhor fez convênio desta terra comigo e com meus filhos para sempre e também com todos os que deveriam ser conduzidos para fora de outros países pela mão do Senhor.

Portanto eu, Leí, profetizo de acordo com a operação do Espírito que está em mim, que ninguém entrará nesta terra, a não ser que seja trazido pela mão do Senhor.

Portanto esta terra é consagrada àquele que ele trará. E se eles o servirem de acordo com os mandamentos que ele deu, será uma terra de liberdade para eles, portanto, eles nunca serão levados para o cativeiro se assim for, será por causa de iniqüidade para se iniqüidade Abundará maldita será a terra por causa deles, mas para os justos será abençoada para sempre.

E eis que é sábio que esta terra ainda seja mantida longe do conhecimento de outras nações, pois eis que muitas nações invadiriam a terra, para que não houvesse lugar para uma herança (2 Néfi 1: 5-8).

Os povos do Livro de Mórmon viviam de acordo com a Lei de Moisés, mas aguardavam a vinda de Jesus Cristo para cumprir essa lei, de acordo com os ensinamentos dos profetas do Livro de Mórmon. Cristo visitou essas pessoas após Sua morte e ressurreição e organizou Sua Igreja entre elas. Por mais de duzentos anos, o povo viveu em paz e prosperidade, aderindo sinceramente aos ensinamentos de Cristo. Mas, gradualmente, eles caíram na perversidade e partiram para destruir seus inimigos. Um grupo, os nefitas, foi destruído por outro grupo, os lamanitas. Os lamanitas guerrearam entre si por centenas de anos depois, tornando-se progenitores de algumas das tribos de índios americanos. O Livro de Mórmon registra essa iniquidade e destruição iminentes.

Mas eis que quando chegar o tempo em que eles minguarão na incredulidade, depois de terem recebido tão grandes bênçãos da mão do Senhor - tendo conhecimento da criação da Terra e de todos os homens, conhecendo as grandes e maravilhosas obras dos Senhor desde a criação do mundo tendo o poder dado a eles para fazer todas as coisas pela fé, tendo todos os mandamentos desde o início, e tendo sido trazido por sua infinita bondade a esta preciosa terra da promessa - eis que eu digo, se o dia chegará que rejeitarão o Santo de Israel, o verdadeiro Messias, seu Redentor e seu Deus, eis que os julgamentos daquele que é justo repousarão sobre eles. Sim, ele trará outras nações a eles e lhes dará poder e tirará deles as terras de suas posses e fará com que sejam dispersos e feridos (2 Néfi 1:10, 11) .

Esta profecia se refere à imigração da Europa e à destruição e dispersão das tribos indígenas. As profecias do Livro de Mórmon sobre a descoberta da América por exploradores europeus, especialmente Cristóvão Colombo, e a colonização da América por povos de ascendência europeia:

E aconteceu que olhei e vi muitas águas e elas separaram os gentios da semente de meus irmãos. E aconteceu que o anjo me disse: Eis que a ira de Deus está sobre a semente de teus irmãos.

E eu olhei e vi um homem entre os gentios, que foi separado da semente de meus irmãos pelas muitas águas e vi o Espírito de Deus que desceu e operou sobre o homem e ele foi sobre as muitas águas, até a semente de meus irmãos, que estavam na terra prometida.

E aconteceu que vi o Espírito de Deus agir sobre outros gentios e eles saíram do cativeiro para as muitas águas. E aconteceu que vi muitas multidões de gentios na terra da promessa e vi a ira de Deus, que era sobre a semente de meus irmãos e eles foram dispersos diante dos gentios e foram feridos.

E vi o Espírito do Senhor que estava sobre os gentios e eles prosperaram e obtiveram a terra como herança e vi que eram brancos e extremamente formosos e belos como meu povo antes de ser morto.

E aconteceu que eu, Néfi, vi que os gentios que haviam saído do cativeiro humilharam-se perante o Senhor e o poder do Senhor estava com eles. E vi que suas mães gentias estavam reunidas sobre as águas e também sobre a terra, para batalhar contra eles. E vi que o poder de Deus estava com eles e também que a ira de Deus estava sobre todos os que se reuniram contra eles para a batalha.

E eu, Néfi, vi que os gentios que haviam saído do cativeiro foram libertados pelo poder de Deus das mãos de todas as outras nações (1 Néfi 13: 10-19).

O profeta do Livro de Mórmon, Néfi, viu que a mão de Deus sustentaria os gentios que se estabeleceram na América, desde que acreditassem em Cristo e defendessem a retidão. O Senhor, porém, disse a Néfi que os gentios ficariam em um estado de confusão religiosa, por causa das muitas doutrinas errôneas que surgiram após a morte dos apóstolos de Cristo. O Senhor prometeu trazer um livro (o Livro de Mórmon):

Serei misericordioso para com os gentios naquele dia, de modo que apresentarei a eles, em meu próprio poder, muito de meu evangelho, que será claro e precioso, diz o Cordeiro. & # 8230para convencer os gentios e o resto da semente de meus irmãos, e também os judeus que foram espalhados por toda a face da terra, de que os registros dos profetas e dos doze apóstolos do Cordeiro são verdadeiros.

E o anjo falou-me, dizendo: Estes últimos registros, que viste entre os gentios, estabelecerão a verdade dos primeiros, que são dos doze apóstolos do Cordeiro, e tornarão conhecidas as coisas claras e preciosas que têm foi tirado deles e deve tornar conhecido a todas as famílias, línguas e povos, que o Cordeiro de Deus é o Filho do Pai Eterno e o Salvador do mundo e que todos os homens devem vir a ele, ou eles não podem ser salvou.

E eles devem vir de acordo com as palavras que serão estabelecidas pela boca do Cordeiro e as palavras do Cordeiro serão feitas conhecidas nos registros de tua semente, bem como nos registros dos doze apóstolos do Cordeiro, portanto eles ambos serão estabelecidos em um, pois há um Deus e um Pastor sobre toda a Terra (1 Néfi 13:34, 39-41).

América moderna

O Senhor estabeleceu uma América livre para abençoar aqueles que vêm a ela, mas também para estabelecer uma atmosfera de liberdade e proteção de direitos para permitir o surgimento do Livro de Mórmon e a restauração do verdadeiro evangelho aos gentios. Os santos dos últimos dias acreditam que os pais fundadores foram levantados por Deus para estabelecer a constituição dos Estados Unidos e que a Constituição é um documento inspirado.

Doutrina e Convênios diz o seguinte:

Portanto, eu, o Senhor, justifico você e seus irmãos de minha igreja em fazer amizade com aquela lei que é a lei constitucional da terra E no que diz respeito à lei do homem, tudo o que é mais ou menos do que isso vem do mal.

Eu, o Senhor Deus, vos liberto, portanto sois verdadeiramente livres e a lei também vos liberta (Doutrina e Convênios 98: 6-8)

De acordo com as leis e a constituição do povo, que tenho sofrido para ser estabelecido, e deve ser mantida para os direitos e proteção de toda a carne, de acordo com princípios justos e santos

Para que todo homem possa agir segundo a doutrina e os princípios relativos ao futuro, de acordo com o arbítrio moral que lhe dei, para que todo homem seja responsável por seus próprios pecados no dia do julgamento. Portanto, não é certo que qualquer homem seja escravizado por outro.

E para isso estabeleci a Constituição desta terra, pelas mãos de homens sábios que levantei para este mesmo propósito, e redimiu a terra pelo derramamento de sangue (Doutrina e Convênios 101: 77-80).

Os mórmons acreditam que Cristo voltará para governar e reinar sobre a terra por mil anos de paz. Ele governará de duas capitais: uma em Jerusalém, a cidade sagrada, e uma em Sião, que será fundada na América e que também será uma cidade sagrada. O centro de Zion & # 8217s será em Independence, Missouri.

E ele proferirá sua voz de Sião e falará de Jerusalém e sua voz será ouvida entre todos os povos (Doutrina e Convênios 133: 21)

E muitas nações virão, e dirão: Vinde, e vamos subir ao monte do Senhor, e à casa do Deus de Jacó, e ele nos ensinará os seus caminhos, e nós andaremos nas suas veredas: a lei sairá de Sião e a palavra do Senhor de Jerusalém (Miquéias 4: 2).

Para ler mais sobre a visão da Igreja & # 8217s da América e a Constituição dos Estados Unidos, consulte os seguintes artigos: Mão de Deus na Fundação da América, Nossa Constituição Divina, Se Eles Servem ao Deus da Terra


História Mórmon

A Igreja de Cristo (agora oficialmente A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias) foi organizada com seis membros fundadores em Fayette, Nova York, em 6 de abril de 1830. (O nome atual, A Igreja de Jesus Cristo dos Últimos Dias Os santos não apareceram até 1838.) Os primeiros membros eram quase todos familiares, amigos ou vizinhos do Profeta Joseph Smith. A Igreja incipiente começou imediatamente as atividades missionárias, o que levou a um rápido crescimento, especialmente no norte de Ohio. A perseguição em Nova York fez com que a Igreja e a maioria de seus membros se mudassem para Kirtland, Ohio. Posteriormente, a Igreja mudou-se novamente, primeiro para o oeste do Missouri, depois para Illinois e, por fim, através das grandes planícies até as Montanhas Rochosas. Todas as tentativas de expulsar os mórmons daquela região falharam e, com o fim da perseguição oficial no final do século XIX, a Igreja entrou em um período sustentado de crescimento e prosperidade, que continua até hoje. Em seus quase duzentos anos de história, o Mormonismo cresceu de uma pequena Igreja centrada na América para um grande e dinâmico corpo internacional de crentes de mais de 160 países diferentes, falando dezenas de idiomas. A história de um movimento tão amplo não pode ser adequadamente condensada, mas nas páginas que se seguem há um esboço da História Mórmon de 1820 aos tempos contemporâneos. Os links levam a páginas que fornecem um tratamento mais completo do período de tempo dos vários problemas e períodos.

Esboço da História Mórmon Período de Nova York: Joseph Smith e o Livro de Mórmon (1805–1831)

Joseph Smith nasceu e foi criado na Nova Inglaterra. Ele viu Deus o Pai e Jesus Cristo na Primeira Visão em 1820. Mais tarde, um anjo visita Joseph e o chama para ser um profeta e traduzir o Livro de Mórmon de placas de ouro de origens antigas enterradas em uma colina próxima. Ele publica o livro, recebe a autoridade do sacerdócio de Deus e funda A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em 6 de abril de 1830. Os missionários mórmons começam a fazer proselitismo em Nova York e arredores. A perseguição segue a Igreja. O trabalho missionário começa em Ohio, onde muitos se convertem.

A Igreja em Kirtland: A Primeira Reunião (1831–1832)

Os Mórmons começaram a chegar em Kirtland no início de 1831, assim como os missionários Mórmons estavam chegando ao oeste do Missouri, perto do que hoje é Kansas City. Esta foi a primeira “reunião” na história mórmon, reunião sendo um tema muito proeminente no mormonismo. Embora os ministros Campbellite locais estivessem criando alguns problemas, os Mórmons encontraram um refúgio seguro em Ohio. Pouco depois de sua chegada, Joseph Smith recebeu uma revelação que é chamada de “Lei do Senhor”, agora contida na seção 42 de Doutrina e Convênios. Essa revelação fala sobre ordenação, trabalho missionário, bênção dos enfermos e aflitos, a importância de consagrar propriedades , e vivendo pacificamente uns com os outros.

Dois Centros da Igreja: Ohio e Missouri: O primeiro templo, o chamado dos Doze Apóstolos (1831–1838)

Levados pela perseguição, os mórmons deixam Nova York. Alguns se estabelecem no norte de Ohio, perto de Cleveland, na cidade de Kirtland, enquanto outros viajam para o oeste do Missouri, onde Joseph Smith designou um local para o centro da reunião da Igreja. Em Ohio, o Profeta Joseph Smith recebe muitas revelações sobre a organização da nova Igreja. Bispos, sumos sacerdotes e apóstolos são chamados. Joseph Smith trabalha na tradução do Livro de Abraão e em sua própria tradução da Bíblia (agora chamada de Tradução de Joseph Smith). Doutrina e Convênios é publicado pela primeira vez. O primeiro templo Mórmon foi construído em Kirtland. Começam os esforços missionários no Canadá e na Inglaterra. O Acampamento de Sião é lançado para ajudar a resgatar os Mórmons perseguidos no Missouri que estão sendo cercados e atacados.

Enquanto isso, os Mórmons começaram a se estabelecer no oeste do Missouri desde 1831. Em 1833, eles são expulsos do Condado de Jackson, onde a maioria dos Mórmons do Missouri vivia na época. Seus líderes são cobertos de alcatrão e penas, seus prédios queimados e os membros são atacados e expulsos. Eles encontram refúgio temporário no Condado de Clay. O Acampamento de Sião traz 200 membros de Ohio para ajudar, mas sem sucesso. Os mórmons eventualmente se estabeleceram nos condados de Caldwell e Daviess, começando em 1836. As tensões continuam enquanto turbas assediam os assentamentos mórmons periféricos e impedem os mórmons de votar. Alguns mórmons, que se autodenominam Danitas, se organizam para lutar e defender suas famílias. O conflito entre Missourian e Mórmon aumenta à medida que Joseph Smith e os outros mórmons de Ohio se mudam para o Missouri em 1837 e 1838. Depois de várias escaramuças com turbas e a milícia estadual, Joseph Smith é preso e jogado na Cadeia de Liberty por vários meses sem julgamento. Em 27 de outubro de 1838, o governador Lilburn Boggs emite a ordem de extermínio que exige que todos os mórmons deixem o Missouri ou sejam mortos. Dezenas de mórmons são massacrados no Moinho de Haun e outros são queimados fora de suas casas no meio do inverno. Brigham Young e os apóstolos lideram os mórmons para Illinois.

Nauvoo: A Cidade de Joseph e o martírio do Profeta (1838–1846)

Os Mórmons finalmente estabeleceram sua própria cidade, que eles chamam de Nauvoo, Illinois. Ela cresce rapidamente e se torna uma das maiores cidades de Illinois. Missionários mórmons

comece sinceramente a fazer proselitismo na Europa, especialmente na Inglaterra e na Escandinávia. Em meados dos anos 1840 e 1850, mais mórmons viverão na Europa do que na América. Os mórmons constroem o belo templo de Nauvoo. A perseguição continua enquanto o Missouri busca extraditar os líderes mórmons por supostos crimes durante o conflito do Missouri. Joseph Smith e outras pessoas freqüentemente se escondem. Muitas revelações importantes são recebidas e publicadas durante esse período, incluindo doutrinas e práticas como poligamia, batismo pelos mortos, casamento celestial nos templos, o plano completo de salvação e o trabalho do templo. Em junho de 1844, Joseph Smith e outros são presos depois de um tumulto em Nauvoo, estimulado quando o conselho da cidade de Nauvoo destruiu uma gráfica anti-mórmon. Em 27 de junho, Joseph Smith e seu irmão Hyrum são assassinados na prisão. O Quorum dos Doze Apóstolos lidera a Igreja Mórmon. Eles terminam o templo rapidamente, mas são expulsos de Nauvoo em fevereiro de 1846. Os últimos mórmons são expulsos à força de Nauvoo no final daquele ano, na Batalha de Nauvoo.

Migração para o oeste: os pioneiros mórmons e o assentamento de Utah (1846–1857)

Os mórmons se espalham por Iowa e pelo território vizinho, embora a maioria siga Brigham Young e o Quorum dos Doze, que os conduzem a Winter Quarters em Nebraska. Os Estados Unidos pedem homens para lutar na Guerra EUA-México. A Igreja fornece o Batalhão Mórmon. Este grupo nunca luta, mas ajuda a explorar Novo México, Arizona e Califórnia. Os primeiros pioneiros Mórmons cruzaram as Grandes Planícies e estabeleceram a trilha Mórmon até Utah. Somente em 24 de julho de 1847, o corpo principal dos primeiros pioneiros chega ao Vale do Lago Salgado. Nos dez anos seguintes, os Mórmons estabeleceram cidades em Utah, Nevada, Wyoming, Arizona e Idaho. O presidente dos EUA, Millard Fillmore, nomeia Brigham Young como governador do território. Por dez anos, os Mórmons tiveram paz nas Montanhas Rochosas.

A Guerra de Utah (1857-1858)

Sob intensa pressão política, o presidente dos EUA James Buchanan reage às mentiras de ex-funcionários do governo em Utah, de que os mórmons estão se rebelando, enviando o Exército de Johnston para reprimir a rebelião inexistente e substituir Brigham Young como governador. Nenhum aviso é enviado aos mórmons, mas correm boatos de exploradores e missionários sobre o exército, e Utah está sob lei marcial, temendo uma repetição das expulsões do Missouri. Eles perseguem o exército invasor queimando grama forrageira e espalhando cavalos. No final das contas, uma solução pacífica é encontrada e o presidente Buchanan emite uma anistia geral. Embora a guerra tenha sido virtualmente sem sangue, os temores causados ​​pela invasão levaram alguns mórmons no sul de Utah a massacrar colonos com destino à Califórnia em um lugar chamado Mountain Meadows. Esta é a tragédia do Massacre de Mountain Meadows.

A Era da Perseguição Oficial: a Guerra Civil dos Estados Unidos, poligamia e a luta pelo Estado (1858-1896)

Por alguns anos, os Mórmons tiveram paz, já que a nação está preocupada com a Guerra Civil dos Estados Unidos. O trabalho missionário geralmente continua e começa no México, América do Sul, Ásia e Ilhas do Pacífico. Após a Guerra Civil, o Congresso dos Estados Unidos aprovou leis cada vez mais rígidas contra a poligamia mórmon, uma prática anunciada publicamente em 1852. Na década de 1880, milhares de mórmons são presos e outros são forçados a se esconder. As leis de Utah e Idaho proíbem os mórmons de votar, ocupar cargos públicos ou possuir propriedades. Juramentos de lealdade são introduzidos para manter os Mórmons fora de alguns empregos. Muitos mórmons fogem para o México e Canadá. Finalmente, a Igreja Mórmon é desincorporada e todos os recursos para a Suprema Corte falham. Orando por orientação, o Presidente e Profeta Mórmon Wilford Woodruff recebe uma revelação que põe fim à poligamia no Território de Utah. (Mais tarde, em 1904, Joseph F. Smith emitirá um manifesto que encerra oficialmente a doutrina e determina a excomunhão dos membros que continuam a praticar a poligamia, fora ou dentro dos Estados Unidos.) O presidente dos EUA, Grover Cleveland, perdoa todos os polígamos. Utah torna-se um estado em 1896 e a Igreja continua a crescer tanto nos Estados Unidos quanto no exterior.

Estabilidade e crescimento: os julgamentos Smoot, paz e guerra, crescimento (1896–1945)

Templo Mórmon Onde O Trabalho para a Salvação dos Mortos Ocorre

Conforme a Igreja Mórmon recupera sua propriedade e emerge da severa perseguição do século dezenove, há algumas décadas de relativa paz. A perseguição oficial acabou, mas ainda é difícil para os Mórmons obterem um cargo público. Reed Smoot, um apóstolo mórmon, é eleito no início de 1900, mas deve lutar por dois anos para ocupar seu lugar. Isso marca uma virada na história mórmon. O Presidente Joseph F. Smith recebe uma revelação importante sobre a salvação dos mortos. A Igreja comemora seu centenário e começa a comprar sítios históricos. Durante a depressão, a Igreja Mórmon cria o programa de Bem-Estar da Igreja para ajudar os membros. Também durante este período, a imigração Mórmon para Utah diminui e a maioria começa a permanecer em seus países de origem. A obra missionária decola na América do Sul e nas Ilhas do Pacífico, e os primeiros missionários são enviados para a China, Japão, Rússia e Índia, embora tenham pouco sucesso inicial. A Igreja Mórmon constrói templos no Canadá, Europa e Nova Zelândia. Durante a Segunda Guerra Mundial, os mórmons são encontrados em ambos os lados do conflito. Muitos mórmons permanecem atrás da Cortina de Ferro após a guerra.

Crescimento Internacional: expansão, consolidação e crescimento (1945-1990)

Após a Segunda Guerra Mundial, a Igreja Mórmon entra em uma era de grande crescimento internacional, que continua até hoje. Os templos são construídos em todos os Estados Unidos, Oceana, América do Sul e até mesmo na Europa Oriental controlada pelos soviéticos. O Presidente David O. McKay se torna o presidente Mórmon que mais viaja. A Igreja estabelece programas humanitários, expande seus esforços de bem-estar e dá uma ajuda valiosa na reconstrução da Europa. À medida que os esforços missionários se expandem, centros de treinamento missionário são construídos em todo o mundo para ajudar a treinar missionários em técnicas de ensino e idiomas. O Presidente McKay incentiva todos os membros a estenderem a mão para outras pessoas e se tornarem missionários. Mais tarde, o Presidente Spencer W. Kimball recebe uma revelação de que todos os homens devem servir missão. Na década de 1980, a Igreja Mórmon teria mais de 50.000 missionários em campo a qualquer momento.

Todo esse crescimento leva à duplicação e desperdício de recursos. O Presidente McKay institui o programa de correlação para agilizar os programas da igreja. Isso economiza dinheiro e recursos, imprimindo folhetos e manuais em um só lugar e coordenando a construção de igrejas. O crescimento da Igreja no Brasil, no Caribe e na África faz com que o Presidente Spencer W. Kimball ore sobre o levantamento da proibição de portadores do sacerdócio aos negros. Em 1978, ele recebeu uma revelação que estendia o sacerdócio a todos os homens dignos, independentemente da raça. Nas décadas de 1970 e 1980, a Igreja Mórmon enfoca as doutrinas básicas e a tradução do Livro de Mórmon para dezenas de outros idiomas. Em 1990, o Livro de Mórmon seria publicado em quase 100 idiomas. Com o crescimento da força missionária, as traduções do Livro de Mórmon e a extensão da autoridade do sacerdócio a todos os homens, a Igreja Mórmon cresce exponencialmente na África e na América do Sul. Os membros, e não apenas os missionários, atendem ao chamado do profeta para “inundar a Terra” com o Livro de Mórmon.

Desenvolvimentos contemporâneos (1990–2005)

Desde o início dos anos 1990, a Igreja Mórmon ultrapassou 13 milhões de membros em todo o mundo. A maioria deles mora fora dos Estados Unidos. Grande parte desse crescimento ocorreu na América do Sul e na África e, em menor escala, nos países da ex-União Soviética. Esse crescimento requer a construção de centenas de novas capelas, bem como dezenas de templos. Em 1995, Gordon B. Hinckley tornou-se presidente e profeta da Igreja. Ele supera David O. McKay como o líder Mórmon que mais viajou. Ele publica a Proclamação sobre a Família e o Cristo Vivo. Ele recebe uma revelação pedindo a construção de mais templos. Em 2000, haveria mais de 100 templos em todo o mundo, construídos em diversos lugares como China, Japão, Filipinas, África, América do Norte e do Sul e em toda a Europa. O templo de Nauvoo é reconstruído e, em 1997, a Igreja comemora o sesquicentenário da jornada dos pioneiros mórmons a Utah. Em 2002, as Olimpíadas ocorreram em Utah e a Igreja recebeu muita imprensa em todo o mundo. Em 2005, os mórmons comemoram o bicentenário do nascimento de Joseph Smith.

A história Mórmon está cheia de sofrimento, perseguição e provações, mas sempre os santos foram fiéis e superaram os desafios que enfrentaram. Com Deus, todas as coisas são realmente possíveis.


1831: Construindo a Igreja

A perseguição perseguiu os mórmons em Nova York. A pequena Igreja de Cristo continuou a crescer depois de sua organização em Nova York em 1830 e, no final daquele ano, Joseph Smith recebeu uma revelação de Deus ordenando que ele e outros mórmons se mudassem para Kirtland, Ohio, onde uma forte congregação havia surgido. O objetivo da reunião era construir um alicerce mais forte para uma igreja incipiente que se esforça para crescer.

Em janeiro de 1831, Joseph Smith e alguns membros da Igreja de Nova York chegaram a Kirtland e cumprimentaram os novos conversos em Ohio. Os sentimentos entre os membros da Igreja eram calorosos e cheios de amizade. Cada novo converso acreditava no chamado de Joseph Smith como profeta de Deus e queria fazer tudo o que pudesse para ajudar a edificar o reino de Deus. Imediatamente, Joseph e os outros líderes começaram a organizar a Igreja. Em maio daquele ano, os outros mórmons de Nova York foram para Kirtland. Essa pequena cidade perto de Cleveland tornou-se a sede da Igreja de janeiro de 1831 a dezembro de 1837.

O período de Kirtland é um dos períodos mais importantes da história Mórmon, porque durante esse tempo Joseph Smith recebeu várias revelações de Deus inspirando-o em certos pontos da doutrina e pontos importantes da organização da Igreja. Joseph voltou-se para Deus em oração constantemente. Ler as revelações que foram dadas a ele nesta época é comovente, porque se pode ver sua humildade e desejo sincero de fazer os desejos de Deus. Também é inspirador ver que o Senhor Se comunicou com outros membros da Igreja por meio de Joseph. Esta comunicação lembra a cada um de nós que Deus e seu filho, Jesus Cristo, conhecem cada um de nós como indivíduos e se preocupam com cada uma de nossas vidas.

Edward Partridge sempre foi um buscador desde a juventude. Ele buscou uma religião que fosse o verdadeiro evangelho de acordo com a Bíblia. Ele foi batizado em 11 de dezembro de 1830 por Joseph Smith. Apenas dois meses depois, Edward foi convidado a ser o primeiro bispo mórmon. No final das contas, Edward sacrificou muito para ajudar a liderar os membros dessa nova igreja e sofreu muitas perseguições, que são descritas com mais detalhes a seguir.

Joseph e Emma perdem seus gêmeos e adotam os gêmeos Murdock

Em 30 de abril de 1831, Emma Smith deu à luz gêmeos, que morreram depois de apenas três horas. A esposa de um homem da vizinhança, John Murdock, deu à luz gêmeos na mesma data, mas morreu pouco depois. Joseph e Emma decidiram adotar os gêmeos Murdock, esperando que eles consolassem Emma após a perda de seus dois filhos. Eles acolheram os gêmeos quando eles tinham nove dias de idade, e Joseph e Emma cuidaram dos filhos.

Condado de Jackson, Missouri, será o local de reunião de Sião

Em julho de 1831, uma revelação ordenou que Joseph Smith e outros fossem para o Missouri. Lá o Senhor revelou que o condado de Jackson era o lugar central para a reunião da Igreja Mórmon. A Igreja ainda era pequena e reunir-se era essencial para ajudar a apoiá-la, bem como a seus membros. Imediatamente, a Igreja Mórmon comprou terras no Condado de Jackson, e muitos Mórmons começaram a migrar para lá. Edward Partridge foi designado para ficar no Missouri e liderar a Igreja lá. Newell K. Whitney tornou-se bispo em Kirtland. O Senhor ordenou aos mórmons que comprassem terras e as dividissem entre os pobres, para que todos pudessem ter um lugar de herança. Todos os pobres entre eles foram ajudados. O sistema desenvolvido aqui para ajudar todos os membros, foi chamado de Ordem Unida, sob o qual os envolvidos concordavam em viver a Lei da Consagração.

Compilar Doutrina e Convênios e Joseph Smith & # 8217s Tradução da Bíblia

Em novembro, os mórmons em Ohio começaram a coletar e reunir revelações que Joseph Smith havia recebido para a Igreja, em um volume, que mais tarde seria chamado de Doutrina e Convênios. O nome original da compilação foi Livro de Mandamentos. Os diferentes capítulos de Doutrina e Convênios são chamados de & # 8220 seções. & # 8221 Nessa época, Joseph Smith também recebeu mais duas revelações: que mais tarde se tornaram as Seções 1 e 133. A seção 1 foi revelada como o prefácio do Livro de Mandamentos a outra, agora seção 133, foi uma revelação sobre a Segunda Vinda de Jesus Cristo. O prefácio de Doutrina e Convênios é único entre todos os prefácios já escritos, visto que foi escrito pelo próprio Jesus Cristo.

Os jornais locais condenaram e deploraram os Mórmons, mas isso não impediu o crescimento da Igreja & # 8217, pois centenas se reuniram em Kirtland. Joseph Smith recebeu um novo mandamento do Senhor, mesmo quando os missionários continuaram a pregar em Ohio e no Canadá. Joseph já havia começado uma revisão, ou tradução, como ele a chamava, da Bíblia. O Senhor ordenou que ele traduzisse o Novo Testamento novamente usando a inspiração do Espírito Santo. O objetivo era restaurar muitas & # 8220 coisas simples e preciosas & # 8221 (1 Néfi 13:29) que se perderam na tradução ou foram retiradas por homens maus ao longo dos anos. Ao contrário da crença popular, os mórmons usam uma versão padrão da Bíblia (a versão King James), não a revisão de Joseph Smith & # 8217s. No entanto, a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias imprime sua própria edição da King James Version, com notas de rodapé e referências cruzadas a suas outras obras-padrão. Incluídas nas notas de rodapé estão algumas das revisões da tradução da Bíblia de Joseph Smith & # 8217. A maioria das revisões de Joseph & # 8217s são pequenas, simplesmente mudando ou adicionando uma palavra ou frase. Embora sejam pequenas mudanças, no entanto, eles fornecem clareza e verdade para seções que foram preenchidas com ambigüidade devido às mudanças feitas ao longo dos anos.

Joseph Smith trabalhou nessa tradução enquanto também se esforçava para organizar a Igreja recém-formada. Ele precisava indicar outros líderes por meio de um sistema que ajudasse a governar toda a Igreja a fim de beneficiar todos os membros, delegar algumas de suas responsabilidades e criar ordem. Em junho de 1831, os primeiros homens foram ordenados para se tornarem sumos sacerdotes. Os deveres e ofícios do sacerdócio, que são o poder e a autoridade para agir em nome de Deus, foram explicados de maneira mais completa pelo Senhor à medida que Joseph Smith recebia mais revelações.

O Apocalipse ordena que os mórmons construam um templo em Kirtland

Em Ohio, os mórmons continuaram a estabelecer casas e negócios. Uma revelação recebida em julho de 1831 ordenou-lhes que construíssem o primeiro templo Mórmon, uma casa de Deus, em Kirtland. On August 3, 1831, Joseph Smith dedicated the land where the temple was to be built. However, it took another two years before the cornerstones were even laid. Joseph received another revelation from the Lord on June 1, 1833, which reprimanded the Church members for having procrastinated the building of the temple. Joseph and other Church leaders sent out a letter to all Church members requesting each member give all he or she could temporally to the building of the House of the Lord. Finally, on July 23, 1833, the cornerstones were laid for the Kirtland Temple. On August 2 Joseph received a revelation which set forth the blessings that the Church members would receive by having a temple. It was finally completed and then dedicated on March 27, 1836, after which the Lord poured out blessings on the Saints.

One of the biggest obstacles standing in the way of the Mormons building the Kirtland Temple was money. The members were all very poor and they had to sacrifice a great deal. Joseph recognized the blessings through their trials, however: “Great preparations were making to commence a house of the Lord and notwithstanding the Church was poor, yet our unity, harmony and charity abounded to strengthen us to do the commandments of God.”


2. Missouri is the Happening Place in Mormonism

It was in 1831 when Mormon founder Joseph Smith declared that the righteous would gather in Independence, Mo., to greet the Second Coming of Jesus Christ. Disputes with Missourians led to a very bloody Mormon War eventually ended after the state’s governor gave an “extermination order” to expel the then Smith’s followers Missouri is a fine place, but it holds special importance to Mormons. Most people consider Utah as the hub for the Mormon faith, and in Mormon doctrine, Missouri is where all the action is. Missouri claimed to be the home of the Garden of Eden, Missouri is also a key point in their belief of end time prophecies. This is one of the weird mormon beliefs and prophecies that estranged the mormon faith from traditional Christianity, as at today, At least 66,000 Mormons now live in the state


The Ute War

In 1853 relations with the Utes, specifically with Wah-Kara their chief, deteriorated. The trouble to some extent stemmed from Wah-Kara’s nomadic raiding lifestyle, which involved mounting raids against other tribes to take captives who were sold on as slaves to the Spanish settlers in the South West of the USA along the Spanish Trail that ran through Parowan. This trade was very profitable for Wah-Kara, and helped him keep control as pre-eminent Chief of the Ute tribes. All the tribes in the area did the same, it was an accepted, and indeed highly praised part of their way of life, and in general they made a point of not taking Mormon slaves, as the repercussions were likely to be too high coming from a culture that did not partake in the culture of slavery.

The Mormons philosophically objected to slavery, and it was especially alien to the English born working class Mormons in the area, slavery having been outlawed in the British Empire two decades before. At this time the Royal Navy actually intercepted slaving ships and freed the captives, as well as sending Royal Marines in to attack Arab and African slave trading posts on the coasts of Africa. So there was a heavy cultural aversion to the practice amongst the British, more so than some of the American Mormons who were from Slave owning US States. This came to a head when Mormon settlers started to break up such deals, and the Mormon trail had opened up the area to many non-Mormon “Gentiles” who regarded the Indians in a much more hostile way than the Mormons. There were a number of incidents where Natives had been murdered by these non-Mormon “Gentiles”

There were a number of other violent incidents with such Gentiles. One particular score stretching back years lead to The Danite Destroying Angel, Orrin Porter Rockwell, being accused (but never convicted) of attacking one such Gentile group. This group included a Missourian, one of the great Mormon Leader Joseph Smith’s unconvicted murderers. The Missourian had been very ill advised in deciding to travel through Deseret on his way West the man was discovered dead with his head cut off by a Bowie knife.

In 1853 Wah-Kara found himself being squeezed politically by a number of pressures the Shoshones were starting to raid his lands and muscle in on his trade routes, the Mormons were interfering with his traditional profitable slave trading, the Gentile whites were killing innocent Indians, and a number of outbreaks of measles epidemics had devastating effects on the Utes who had no genetic resistance to it. The fact that it mainly killed Utes and not the Settlers lead the Utes to believe it was be caused by White Men’s “magic” specifically to kill their enemies.

The Ute War, or “Walker’s War”, (Walker being the Anglicised name of Wah-Kara) started in July 1853 with an argument between settlers and Utes that resulted in the death of a number of the Utes. The Utes demanded reparations, which amounted to an eye for an eye under their laws, but the Mormons refused to give any settlers up to them. In order to even things up the Utes started raiding outlying farms, and the Mormons retaliated against groups of Utes. One family of Mormons were murdered whilst driving their Ox Wagon through the territory, so the Mormons retaliated by capturing a number of young Ute men and executing them two days later, these young men probably had nothing to do with the Ox Wagon massacre, but the sides had become polarised and anyone from the other side was now considered a legitimate target in tit for tat killings. Brigham Young ordered Mormons from outlying farms to pull back to the safety of Mormon forts like the one at Parowan. The killings were ended by a personal negotiations between Brigham Young and Wah-Kara in the winter of 1853, with a treaty finally agreed and signed in May 1854, this stopped the immediate killing, shored up the relationship between Mormons and Utes, but did not solve the underlying problems. A year later Wah-Kara died and relations between Utes and Mormons became much harder to predict.


Top 10 Bizarre Mormon Beliefs

While tithes are not uncommon among religion, rarely are they mandatory. LDS theology states that in order to make it to the highest kingdom of heaven, you deve pay a full and honest tithe.

D&C 119: 3-6
3 And this shall be the beginning of the tithing of my people.
4 And after that, those who have thus been tithed shall pay one-tenth of all their interest annually and this shall be a standing law unto them forever, for my holy priesthood, saith the Lord.
5 Verily I say unto you, it shall come to pass that all those who gather unto the land of Zion shall be tithed of their surplus properties, and shall observe this law, or they shall not be found worthy to abide among you.
6 And I say unto you, if my people observe not this law, to keep it holy, and by this law sanctify the land of Zion unto me, that my statutes and my judgments may be kept thereon, that it may be most holy, behold, verily I say unto you, it shall not be a land of Zion unto you.

9. Pleasure in Life

This is one of the most famous pieces of LDS doctrine. It's also the cause of many myths about Mormons. Basically no coffee, no drugs, no tobacco.

D&C 89: 5-13
5 That inasmuch as any man drinketh wine or strong drink among you, behold it is not good, neither meet in the sight of your Father, only in assembling yourselves together to offer up your sacraments before him.
6 And, behold, this should be wine, yea, pure wine of the grape of the vine, of your own make.
7 And, again, strong drinks are not for the belly, but for the washing of your bodies.
8 And again, tobacco is not for the body, neither for the belly, and is not good for man, but is an herb for bruises and all sick cattle, to be used with judgment and skill.
9 And again, hot drinks are not for the body or belly.
10 And again, verily I say unto you, all wholesome herbs God hath ordained for the constitution, nature, and use of man—
11 Every herb in the season thereof, and every fruit in the season thereof all these to be used with prudence and thanksgiving.
12 Yea, flesh also of beasts and of the fowls of the air, I, the Lord, have ordained for the use of man with thanksgiving nevertheless they are to be used sparingly
13 And it is pleasing unto me that they should not be used, only in times of winter, or of cold, or famine.

This one is very unique to the LDS faith. Basically, everyone on earth now was a spirit in the pre-existence. When we die, our spirits are separated from our bodies and if we were good they go to “spirit paradise.” If we were bad they go to “spirit prison.” The spirit world exists as a place for spirits to go while awaiting the second coming.

D&C 138: 8-14
8 “By which also he went and preached unto the spirits in prison
9 “Which sometime were disobedient, when once the long-suffering of God waited in the days of Noah, while the ark was a preparing, wherein few, that is, eight souls were saved by water.” (1 Peter 3:18—20.)
10 “For for this cause was the gospel preached also to them that are dead, that they might be judged according to men in the flesh, but live according to God in the spirit.” (1 Peter 4:6.)
11 As I pondered over these things which are written, the eyes of my understanding were opened, and the Spirit of the Lord rested upon me, and I saw the hosts of the dead, both small and great.
12 And there were gathered together in one place an innumerable company of the spirits of the just, who had been faithful in the testimony of Jesus while they lived in mortality
13 And who had offered sacrifice in the similitude of the great sacrifice of the Son of God, and had suffered tribulation in their Redeemer's name.
14 All these had departed the mortal life, firm in the hope of a glorious resurrection, through the grace of God the Father and his Only Begotten Son, Jesus Christ.

7. Modern Revelation

Almost everyone who knows anything about the Mormon religion knows they have a prophet. What many don't know, is anything that the prophet says in official capacity is considered official canon.

D&C 43: 2-9
2 For behold, verily, verily, I say unto you, that ye have received a commandment for a law unto my church, through him whom I have appointed unto you to receive commandments and revelations from my hand.
3 And this ye shall know assuredly—that there is none other appointed unto you to receive commandments and revelations until he be taken, if he abide in me.
4 But verily, verily, I say unto you, that none else shall be appointed unto this gift except it be through him for if it be taken from him he shall not have power except to appoint another in his stead.
5 And this shall be a law unto you, that ye receive not the teachings of any that shall come before you as revelations or commandments
6 And this I give unto you that you may not be deceived, that you may know they are not of me.
7 For verily I say unto you, that he that is ordained of me shall come in at the gate and be ordained as I have told you before, to teach those revelations which you have received and shall receive through him whom I have appointed.
8 And now, behold, I give unto you a commandment, that when ye are assembled together ye shall instruct and edify each other, that ye may know how to act and direct my church, how to act upon the points of my law and commandments, which I have given.
9 And thus ye shall become instructed in the law of my church, and be sanctified by that which ye have received, and ye shall bind yourselves to act in all holiness before me—

6. Jesus visited the Americas

The Book of Mormon is a book of LDS scripture that takes place during the same time as the Bible and takes place on the American continent. It follows the stories of two tribes who descended from the family of Lehi. After Jesus' resurrection LDS people believe he visited the peoples of the Americas.

3 Nephi 11: 7-12
7 Behold my Beloved Son, in whom I am well pleased, in whom I have glorified my name—hear ye him.
8 And it came to pass, as they understood they cast their eyes up again towards heaven and behold, they saw a Man descending out of heaven and he was clothed in a white robe and he came down and stood in the midst of them and the eyes of the whole multitude were turned upon him, and they durst not open their mouths, even one to another, and wist not what it meant, for they thought it was an angel that had appeared unto them.
9 And it came to pass that he stretched forth his hand and spake unto the people, saying:
10 Behold, I am Jesus Christ, whom the prophets testified shall come into the world.
11 And behold, I am the alight and the life of the world and I have drunk out of that bitter cup which the Father hath given me, and have glorified the Father in taking upon me the sins of the world, in the which I have suffered the will of the Father in all things from the beginning.
12 And it came to pass that when Jesus had spoken these words the whole multitude fell to the earth for they remembered that it had been prophesied among them that Christ should show himself unto them after his ascension into heaven.

Spread The Word & Share This Article:


5. The Nature of God

While most religions believe in God, the LDS religion believes in God, Jesus and the Holy Spirit as separate beings. They also believe that God, Jesus and resurrected beings have bodies of “flesh and bone.”

D&C 129:1-5
1 There are two kinds of beings in heaven, namely: Angels, who are resurrected personages, having bodies of flesh and bones—
2 For instance, Jesus said: Handle me and see, for a spirit hath not flesh and bones, as ye see me have.
3 Secondly: the spirits of just men made perfect, they who are not resurrected, but inherit the same glory.
4 When a messenger comes saying he has a message from God, offer him your hand and request him to shake hands with you.
5 If he be an angel he will do so, and you will feel his hand.

D&C 130: 22-23
22 The Father has a body of flesh and bones as tangible as man's the Son also but the Holy Ghost has not a body of flesh and bones, but is a personage of Spirit. Were it not so, the Holy Ghost could not dwell in us.
23 A man may receive the Holy Ghost, and it may descend upon him and not tarry with him.

4. Priesthood

In the LDS religion any worthy male can be given the priesthood and is given specific duties. Black people were not allowed to have the priesthood until 1978. Females are not allowed to have the priesthood.

D&C 107: 1-5
1 There are, in the church, two priesthoods, namely, the Melchizedek and Aaronic, including the Levitical Priesthood.
2 Why the first is called the Melchizedek Priesthood is because Melchizedek was such a great high priest.
3 Before his day it was called the Holy Priesthood, after the Order of the Son of God.
4 But out of respect or reverence to the name of the Supreme Being, to avoid the too frequent repetition of his name, they, the church, in ancient days, called that priesthood after Melchizedek, or the Melchizedek Priesthood.
5 All other authorities or offices in the church are appendages to this priesthood.

Official Declaration – 2, 1978
Aware of the promises made by the prophets and presidents of the Church who have preceded us that at some time, in God's eternal plan, all of our brethren who are worthy may receive the priesthood, and witnessing the faithfulness of those from whom the priesthood has been withheld, we have pleaded long and earnestly in behalf of these, our faithful brethren, spending many hours in the Upper Room of the Temple supplicating the Lord for divine guidance.

3. Multiple Heavens

In LDS doctrine there are three heavens: the Celestial Kingdom, Terrestrial Kingdom, and Telestial Kingdom. The Celestial is the highest, where God and the ones who followed his law reside. The Terrestrial is the middle, where people who followed the Law of Moses reside. The Telestial is the lowest, where the ones who followed carnal law reside.

D&C 76: 94-98
94 They who dwell in his presence are the church of the Firstborn and they see as they are seen, and know as they are known, having received of his fulness and of his grace
95 And he makes them equal in power, and in might, and in dominion.
96 And the glory of the celestial is one, even as the glory of the sun is one.
97 And the glory of the terrestrial is one, even as the glory of the moon is one.
98 And the glory of the telestial is one, even as the glory of the stars is one for as one star differs from another star in glory, even so differs one from another in glory in the telestial world

2. Forgiveness

In LDS theology you can be forgiven for any sin, save two. First, denying the Holy Spirit, and second, murder. Also, God is infinitely forgiving, until the second coming. After that, you end up where you end up, no matter what. There are no second chances. Período.

D&C 76: 43-45
43 Who glorifies the Father, and saves all the works of his hands, except those sons of perdition who deny the Son after the Father has revealed him.
44 Wherefore, he saves all except them—they shall go away into everlasting punishment, which is endless punishment, which is eternal punishment, to reign with the devil and his angels in eternity, where their worm dieth not, and the fire is not quenched, which is their torment—
45 And the end thereof, neither the place thereof, nor their torment, no man knows

D&C 18: 42
18 And now, behold, I speak unto the church. Thou shalt not kill and he that kills shall not have forgiveness in this world, nor in the world to come.

D&C 76: 111-112
111 For they shall be judged according to their works, and every man shall receive according to his own works, his own dominion, in the mansions which are prepared
112 And they shall be servants of the Most High but where God and Christ dwell they cannot come, worlds without end.

1. Multiple Worlds and Multiple Gods

This deserves some explanation. Mormons believe that God created multiple worlds and each world has people living on it. They also believe that multiple Gods exist but each has their own universe. We are only subject to our God and if we obtain the highest level of heaven we can become gods ourselves.

D&C 76: 24
24 That by him, and through him, and of him, the worlds are and were created, and the inhabitants thereof are begotten sons and daughters unto God.

D&C 93: 10
10 The worlds were made by him men were made by him all things were made by him, and through him, and of him.

Moses 1: 33
33 And worlds without number have I created and I also created them for mine own purpose and by the Son I created them, which is mine Only Begotten.

D&C 76: 108
108 Then shall he be crowned with the crown of his glory, to sit on the throne of his power to reign forever and ever.

Click on the links below to read more about:

Esperar! Before you go, take a look at ..

“Discover The Shocking Truth About Mormonism”

"Para o First Time in History These Rare Books
Have Been allowed in Public Hands. And it's Not
Hard to See Why Many Want to Keep them Quiet!”

Read on to discover.

Joseph Smith's first original vision and its myths
The church's hidden dark history and its true nature
The secret mormon temple rituals never revealed in public before
Was Joseph Smith was a true prophet of God?
Is mormon church a freemason's affiliate?
The secret of granite mountain and the truth behind Joseph's magic eye glasses
Was Mormonism Derived From Christianity?
And many many more.

Even if you only "scan" these documents once, your perception will be changed forever! This is really powerful stuff.


On July 24, 1847, the first pioneers finally reached the end of the Mormon trail. Led by Brigham Young they came out of the mountains and looked down upon the Salt Lake Valley. Upon seeing the valley President Young declared, "This is the right place." 3 The Saints had been led to a place where they could live in safety and worship God according to their beliefs without the overwhelming persecution they'd faced in the east.

From 1847 to 1868, about 60,000-70,000 pioneers traveled from Europe and the Eastern US to join the Saints in the Great Salt Lake Valley, which later became part of the state of Utah.


4 Joseph Smith Recorded Conflicting Visions

Mormons believe that Joseph Smith had a vision in 1820 in which he saw God and Jesus (&ldquofirst vision&rdquo depicted in a sculpture above). According to this story, they told him that all religions existing at the time were abominations. However, Smith told as many as 10 versions of the story and many had serious contradictions. Earlier versions featured only Jesus or angels appearing to Smith. That progressed into a host of angels, then it evolved to God appearing to Smith in a pillar of fire. The last known version, the one in which he saw both God and Jesus, is the version contained in the Mormon book of scriptures known as the Pérola de Grande Valor and is the version taught both to the Latter-day Saint faithful and those considering converting to the faith. The other versions are never mentioned, though they are available on a Church-run website.


Where were the Mormons going? - História

I grew up in Stirling, Alberta, Canada. It is one of many communities in a region now known as Canada’s Mormon Trail. The area was settled in the late 19th and early 20th century by Mormon immigrants coming from the Western United States. It wasn’t until I lived outside of the “Trail” that I started to recognize its uniqueness. Distance opened my eyes to the rare pattern of settlement in these Mormon communities. Their origins are reflected with wide streets, irrigation ditches, unpainted outbuildings, large lots, “Mormon fences” 1 and a handful of other traits. 2 Some traits are visible, while others need a keen eye to spot. The elements together form the Canadian Mormon landscape. This is a unique expression of a settlement pattern, the Plat of the City of Zion, started by Mormon leaders in Ohio, Missouri and Illinois. 3 As Mormons were forced to move west it adapted to meet their needs in Utah, Idaho, Arizona and California. It eventually made its way as far as Canada and Mexico.

130 years ago Charles Ora Card led a group of Mormon settlers to Lee’s Creek, in present day Cardston, Alberta, Canada. Mormon settlement in Southern Alberta marks one of the last colonization efforts led by The Church of Jesus Christ of Latter-day Saints. 4 As many as nineteen 5 communities were started by Latter-day Saints between the 1880s and 1910s. They blended urban and rural. Each town lot had enough land for gardens and livestock but was situated within a community environment. Nelson Lowry described Mormon villages as communities where “barns, chicken coops, pig pens, and stack yards, as well as the homes, are built on the village lots.” 3 Not all were planned identically, but they built off a similar distinctly Mormon pattern.

The uniqueness of the Mormon style of settlement was recognized in 1989 when the entire community of Stirling was designated as a National Historic site because it “is the best surviving example of a Mormon agricultural village.” 6

This website will endeavour to explore the history of these Mormon communities, highlight the unique characteristics of Mormon settlement in Canada, document their features and promote the preservation of the history of Mormon settlement in Canada. Though we won’t be limited to publishing strictly about Mormon settlements, our efforts will certainly be focused on the following communities that were originated by Mormons:

  • Aetna
  • Barnwell
  • Beazer
  • Caldwell
  • Cardston
  • Frankburg
  • Glenwood
  • Hill Spring
  • Kimball
  • Leavitt
  • Magrath
  • Mountain View
  • Orton
  • Raymond
  • Stirling
  • Taber
  • Taylorville
  • Welling
  • Woolford


In addition to the website and official Facebook page, we’ve started a group on Facebook where we’ll invite anyone who is interested in this topic to share photos, stories, examples and threatened sites associated with this history. Our vision is that this group will be a gathering point for people who share our passion for preserving the history of Mormon settlement.


Assista o vídeo: Ele foi dado como MORTO por 20 minutos e conta o que viu (Pode 2022).