A história

22 de março de 1944


22 de março de 1944

Japão

Tojo avisa a Dieta que a situação da guerra é "grave" - ​​antes era "tensa"

Frente Oriental

Tropas soviéticas tomam Pervomaisk

Itália

General Alexander interrompe ataques frontais na posição Cassino

Birmânia

As tropas japonesas estão a apenas 30 milhas de Imphal

Guerra no ar

Oitava Força Aérea realiza ataque diurno sobre Berlim (primeira operação do 466º Grupo de Bombardeio)



Arquivo nº 328: & quotMinnesota Gremlin, março de 1944.pdf & quot

A atividade mais importante da Patrulha Aérea Civil,
neste momento, e que contribui diretamente para o
o prosseguimento da guerra é o alistamento e o treinamento de
Cadetes alistados da aviação da reserva da Força Aérea do Exército
Força.
Muito estresse não pode ser colocado sobre a importância
de compreender e dominar completamente cada assunto em seu programa de treinamento. Cada assunto em todo o programa foi escolhido por um motivo e é importante.
O conteúdo de cada assunto deve ser aprendido tão bem
que pode ser usado sem pensamento ou esforço consciente.
O que realmente importa não é a nota que ele tirou.
mas ele conhece bem o suficiente para usá-lo sem um
livro. Os bombardeiros têm pouco espaço para livros e tripulação
membros têm outras coisas para fazer em uma missão além
procure referências em livros.
Esses cadetes estão entrando em um dos mais importantes
períodos de suas vidas e o treinamento recebido do
Patrulha Aérea Civil pode muito bem ser o meio de salvar não
apenas seus navios, mas também suas próprias vidas. Na guerra, o
a segunda chance raramente vem, deve ser certo a primeira
Tempo.
O esforço e o tempo que despendemos neste trabalho podem
bem ser tomado como uma medida do valor que colocamos
sobre esses meninos & # 039 vidas.

Na noite de 2 de março de 1944, Major Clayton N.
Wulff revisou os três esquadrões de Minneapolis no
Minneapolis Armory diante de uma multidão de 800. Os ilustres convidados no estande de revisão incluíam o prefeito
Marvin L. Kline de Minneapolis e Sr. Glenn Wallace, Presidente do Conselho Municipal de Minneapolis.
Após a revisão, o Major Wulff delineou o Civil
Programa de cadetes da Patrulha Aérea e Professor John B. Akerman, Professor de Aeronáutica da Universidade de
Minnesota, disse aos meninos, “a aviação moderna está muito além do estágio de cowboy. É preciso mais do que mexer o
ficar entre os joelhos, você deve mexer alguma coisa
entre suas orelhas. & quot Ele elogiou a Patrulha Aérea Civil por
sua parte na formação dos jovens de 16 e 17 anos
cadetes e assegurou-lhes que a América iria longe
aviação com este tipo de interesse.
Uma competição de treino entre Minneapolis e St.
Paul Squadrons para uma bandeira e padrão apresentado por
o B & # 039nai B & # 039rith foi apresentado ao Esquadrão Um de Minneapolis.
Uma casa aberta seguida de aulas de demonstração
em Meteorologia, Código, Fotografia, Primeiros Socorros e um
aula de engenharia montando e aparelhando um navio no
chão.
A bateria e clarim do Esquadrão St. Paul
3 sob a direção do Warrant Officer Fred Goth ajudou na revisão.

Tenente-coronel Earle L. Johnson, comandante nacional, visitará Minneapolis
Em 31 de março de 1944, o tenente-coronel Earle L. Johnson,
Army Air Corps, National Commander of Civil Air
Patrulha, vai nos visitar. Um jantar será oferecido em sua homenagem & quot
no Radisson Hotel às 6h30 daquela noite e tudo
membros da Patrulha Aérea Civil são convidados a participar.
Esta é a primeira visita do Coronel Johnson & # 039 a Minneapolis como
Comandante Nacional, portanto, gostaríamos de ver
representação completa de todos os esquadrões em todo o

Estado. Também dará aos membros da Patrulha Aérea Civil uma
oportunidade de participar da Northwest Aviation Exposition no Minneapolis Auditorium, onde os arranjos foram feitos para a exibição de um dos
Patrulha Aérea Civil L

Aeronave M.
As reservas para o banquete devem ser nmdc
por meio de seu comandante de esquadrão e encaminhado
para o escritório da ala, o mais tardar na segunda-feira, março

Nós o veremos no banquete!

Opera ÷ ion Reporl & quot em voos
Três aeronaves do tipo Exército Liaison designadas para
o Minnesota Wing fez um vôo de demonstração
pela parte sul do estado na semana de
5 de março, visitando quinze comunidades em uma missão
de boa vontade e educação em relação ao Ar
programa de recrutamento de cadetes da tripulação, o recrutamento do Air WAC
programa, e o programa CAP cadete. Convites
também foram apresentados aos prefeitos e funcionários cívicos de
cada uma das cidades pedindo que participem do
Exposição de aviação do noroeste a ser realizada em março de Minneapolis

5 a 1 de abril.
Os navios foram pilotados pelo Capitão J. H. Laidlaw, Wing
Diretor de Operações, Capitão Geo. Main, Minneapolis
Comandante do Grupo e Tenente Vee Phillips, Comandante
Oficial de Minneapolis 3. Passageiros do Air WAC
e jornais de cidades gêmeas também foram publicados.
De acordo com os pilotos, Minnesota jogou muito perto
todo tipo de clima para voar durante o vôo, variando de
frio extremo ao calor definido, da neve à chuva, de
ventos fortes para ar parado, de solo congelado a como uma sopa
lama. Praticamente a única coisa que eles não encontraram foi um
chuva trovão de verão completa com relâmpagos.
Gremlins também fizeram sua aparição maliciosa em alguns
manchas, uma vez esgueirando-se sob a cauda do navio do Capitão Laidlaw & # 039s e quebrando o parafuso que segurava a roda traseira
no lugar. Felizmente, o navio estava taxiando lentamente e
nenhum dano foi feito que um novo parafuso e um par de
as chaves não podiam ser corrigidas. Em Montevidéu, o traiçoeiro
pequenas pragas se aproximaram do Capitão Main e o guiaram
direto em uma pequena estaca de ferro. O C. O. do Gremlin
a tripulação, sem dúvida, enfrentou um tribunal-marcial por seu descuido em não obter o apoio com esta façanha, e provavelmente teve que falar muito rápido para justificar apenas um
alguns orifícios no tecido da entretela horizontal
e elevador. No entanto, um pedaço de linho e alguma droga
da dime store consertou isso em algumas horas,
e o vôo pôde continuar.
O entusiasmo pela aviação estava em alta em todos os lugares que o vôo visitou. Intenso interesse em existir
Unidades CAP foram observadas, e várias comunidades que fazem
no momento, não há cadetes do CAP ansiosos para obter um
unidade iniciada. De acordo com os pilotos, há uma vasta
reservatório de material de cadete do corpo de aviação potencial que continua a ser explorado, e durante os próximos meses
CAP deve realmente ser capaz de ir à cidade trazendo
esses jovens excelentes para o programa de cadetes.

Esquadrão St. Paul vai repetir a campanha de Bond
The Bond Drive do St. Paul Squadron One no ano passado
teve tanto sucesso que foi planejado para torná-lo
um caso anual. A campanha de títulos foi iniciada em 1944
da semana de março

9º, e continuará por
quatro semanas consecutivas. É nosso plano recorrer ao
St. Paul Squadrons e convidamos os membros a venderem ingressos para o nosso Squadron e ao mesmo tempo convidamos
eles para nos incluir em qualquer uma de suas unidades.
Os oficiais do Esquadrão Um de São Paulo estão se tornando ambidestros em grande parte com apertos de mão e
acolhendo novos membros com uma mão e com o
outros se despedindo de seus membros que estão saindo
para as forças armadas.

W. E. R.S. em atualização
O Wing Communications Of fi cer relata que a atividade no Serviço de Rádio de Emergência de Guerra está no
melhoria. Vários testes foram feitos para verificar os
equiplnent e os resultados têm sido bons. Mais oito
transmissores foram registrados na FCC e
outros estão sendo construídos. As autorizações de operador estão sendo emitidas conforme os pedidos chegam para eles e tt, s para
espera-se que os membros que agora possuem autorizações ou licenças da FCC vejam seus escritórios de comunicações em
em relação ao preenchimento do formulário necessário para o WERS
licença especial. O titular de uma licença WERS pode
operar o equipamento licenciado de qualquer unidade, independentemente
se sua própria unidade está qualificada para participação
ou não.
Esta engrenagem de ultra-alta frequência fornece o único
Comunicação de rádio CAP possível entre aviões em
o ar, aviões para estações terrestres ou automóveis em
movimento, para fins de teste entre eles ou
missões de emergência. Esse equipamento também pode ser usado
em conjunto com outros modos de comunicação, como
como painéis e lâmpadas de sinalização, usando Morse ou Air-Ground
Código de ligação. Em caso de emergências envolvendo observação, como incêndios florestais, pessoas perdidas, aviões perdidos ou
linhas de comunicação interrompidas por tempestades com o uso de
o rádio deve ser inestimável.

Novos Manuais de Treinamento
Os novos manuais de treinamento referidos nas Regras 93
foram encomendados e espera-se que sejam
recebido para distribuição nas próximas semanas.
O fornecimento original destes manuais será encaminhado
sem requisição para todas as unidades.
Os dados sobre os filmes de treinamento serão fornecidos pelo Oficial de Treinamento.

NOTAS EXTRA
O Grupo St. Paul é agora liderado pelo Capitão 0. A.
Brandt e o primeiro tenente Chester A. Noltimeir assumiram o comando
do Esquadrão Um de São Paulo.
Tenente Robert C. Hanson, anteriormente Comunicações
Oficial, agora comanda o Esquadrão Um de Minneapolis, substituindo
J. Arnold Athelstan.
Jack Feller foi nomeado Comandante Interino do novo Esquadrão Rochester formado em março
10 em Rochester, Minnesota.
O Tenente Henry Allen assume as funções de Suprimento Assistente
Oficial do Minnesota Wing Staff e Tenente Walter A.
Howe, anteriormente do St. Paul Squadron 3, foi nomeado Assistant Training Officer sob o comando do capitão MacKnight.
O novo Austin Squadron será formado em 19 de março.
O Sr. Kent Peterson será nomeado esquadrão interino
Comandante.
O vencedor do concurso de nomes do Boletim foi o 1º Ten.
Reace H. Shanks, Adjutor, Albert Lea Squadron. Agora
tudo o que ele precisa fazer é esperar pelo prêmio.

Aviões de patrulha aérea civil fazem tour pelo estado
C a p t a i n J a m e s H. L a i d l a w, C a p t a i n G e o r g o J. Ma i n, L t. Ve e L.
P h i l i p s d C i v i l A i r P a t r o l com a S e r g e n t R o b e r t a D e a s on, A i r - WA C,
com representantes do Star Journal e do St. Paul Dispatch, visitou
o estado em uma missão tripla: o recrutamento para a Patrulha Aérea Civil, o
A i r - WA C s e n v i t i n g t h e o u t l y i n g t o w n s i n M i n n e s o t o t o p a r t i c i p a t o
na Exposição Aérea do Noroeste.


[Carta de Chas H. Tompkins para W. J. Bryan, 22 de março de 1944]

Carta de Chas H. Tompkins para W. J. Bryan enviando votos de felicidades, pois soube que o Sr. Bryan estava no hospital. Ele também informa ao Sr. Bryan que a Sra. Tompkins tem estado gravemente doente recentemente e isso limita sua capacidade de viajar para fora do estado.

Descrição física

Informação de Criação

Contexto

Esse carta faz parte da coleção intitulada: Abilene Library Consortium e foi fornecida pela Hardin-Simmons University Library para o Portal para a História do Texas, um repositório digital hospedado pelas Bibliotecas da UNT. Mais informações sobre esta carta podem ser vistas abaixo.

Pessoas e organizações associadas à criação desta carta ou ao seu conteúdo.

Autor

Correspondente

Pessoas Nomeadas

Pessoas que são significativas de alguma forma para o conteúdo desta carta. Nomes adicionais podem aparecer em Assuntos abaixo.

Audiências

Confira nosso site de recursos para educadores! Nós identificamos isso carta como um fonte primária dentro de nossas coleções. Pesquisadores, educadores e alunos podem achar esta carta útil em seu trabalho.

Fornecido por

Biblioteca da Hardin-Simmons University

As bibliotecas Richardson e Smith nesta universidade batista particular em Abilene fornecem os materiais necessários para apoiar a pesquisa de alunos e professores. Eles fornecem livros, documentos federais, mapas, partituras, gravações e periódicos que estão em prateleiras abertas e prontamente acessíveis a todos.


22 de março de 1944 - História



9ª Infantaria
"The Manchus"
"Mantenha o
Incêndio!"
Regimento



23ª Infantaria
"Tomahawks"
"Nós servimos"
Regimento

38ª Infantaria
"Rocha da
Marne "
Regimento

2ª Tropa de Reconhecimento (Mecanizada)
2º Batalhão de Combate Engenheiro
2º Batalhão Médico
15º Batalhão de artilharia de campanha (obuseiro de 105 mm)
37º Batalhão de Artilharia de Campanha (obuseiro 105 mm)
38º Batalhão de Artilharia de Campanha (obuseiro 105 mm)
12º Batalhão de artilharia de campanha (obuseiro de 155 mm)
702ª Empresa de manutenção de luz de artilharia
2ª Companhia Quartermaster
2ª Companhia de Sinais
Pelotão da Polícia Militar
Sede da banda da empresa

Morto em ação : 3031
Ferido em Ação : 12758
Morreu de feridas : 457

Dias de combate : 303

MG John C. H. Lee
6 de novembro de 1941 8 de maio de 1942

MG Walter M. Robertson
9 de maio de 1942 junho de 1945

BG W. K. Harrison
Junho setembro de 1945

MG Edward M. Almond
Setembro de 1945 junho de 1946

MG Paul W. Kendall
Junho de 1946 24 de maio de 1948

MG Harry J. Collins

30 de junho de 1948

Medalha de Honra - 6
Silver Star - 741
Medalha Estrela de Bronze - 5530
Cruz de Serviços Distintos - 34
Medalha de Serviço Distinto - 1
Legiões de Mérito - 25
Medalha do Soldado - 14
Medalha Aérea - 89

Cruzou o canal para pousar na Praia de Omaha perto de St. Laurent-sur-Mer na D mais 1.

Mudou-se para posições defensivas em St. Vith, Bélgica.

2ª Divisão de Infantaria
23º Regimento de Infantaria
3º Batalhão

Operações no
Ataque na Colina 192,
Oeste de Berigny, França

2ª Divisão de Infantaria
23º Regimento de Infantaria

Operações no
Ataque na Colina 192,
Leste de St. Lo, França

2ª Divisão de Infantaria
9º Regimento de Infantaria
2º Batalhão

Operações no
Ataque no setor da caixa de pílulas
Wehlerscheid, Alemanha

2ª Divisão de Infantaria
38º Regimento de Infantaria
Empresa M

Operações no
Vizinhança de
Krinkelt, Bélgica

Adrennes - Alsácia
Campanha

2ª Divisão de Infantaria
23º Regimento de Infantaria
Empresa G

Operações em
Ondenva, Bélgica

Adrennes - Campanha da Alsácia

2ª Divisão de Infantaria
23º Regimento de Infantaria
Empresa L

Operações no Ondenval Iveldingen Pass, Bélgica

Adrennes - Campanha da Alsácia


Publicação Conneticut Men1945
História da Divisão
Lista e histórias
de Conneticut

6 medalha de honra
Citações

divisão de Infantaria
Citações da segunda guerra mundial
1943 - 1945

Ardennes - Alsácia
Campanha

Guerra contra a alemanha
e mediterrâneo
e Áreas Ajacentes

EXÉRCITO AMERICANO
Teatro europeu
de operações

Segunda Guerra Mundial
Mapas de Situação

Organização
Regimento USArmy

Mapa dos Estados Unidos
Regiões da USArmy

Segunda Guerra Mundial
Jornal
Manchetes

o
GRANDE IMAGEM
Documentário

Um oficial
Reportagem de televisão
para a nação
De
Exército dos Estados Unidos

"Allied Vise aperta
Na Renânia "
Universal Newsreel
7 de dezembro de 44
Filme: 7m17s

"Nazis Surrender"
Universal Newsreel
14 de maio de 45
Filme: 7m24s

"O ano de 1945"
United Newsreel
Filme: 8m34s

Sicília e a
Rendição da itália

Força aérea dos Estados Unidos
Cronologia de combate
1941 - 1945

europeu
Operações de teatro

Breve história
da segunda guerra mundial

Serviço Postal do Exército
Endereços

Formulário SF180
Solicitação de registros

Pedido para
Registros de Pessoal

Arquivos Nacionais
Encontrando Informações de
Participação Pessoal
no Guia da Segunda Guerra Mundial

Minas - Armadilhas
Guia de Identificação

Aeronave
Guia de Reconhecimento

alemão
Segunda Guerra Mundial
Pôsteres

Correção
Identificação
Guia

Alistado Masculino
Insígnias Uniformes

Exército
HIT KIT
de canções populares

Depois de treinar na Irlanda do Norte e no País de Gales de outubro de 1943 a junho de 1944, a 2ª Divisão de Infantaria cruzou o canal para pousar na Praia de Omaha em D plus 1, 7 de junho de 1944, perto de St. Laurent-sur-Mer. Atacando através do rio Aure, a Divisão libertou Trevieres, em 10 de junho, e passou a atacar e proteger a Colina 192, o principal ponto forte do inimigo na estrada para St. L . Com a colina tomada em 11 de julho de 1944, a Divisão ficou na defensiva até 26 de julho. Explorando a ruptura de St. L , a 2ª Divisão avançou através do Vire para tomar Tinchebray em 15 de agosto de 1944. A Divisão então mudou-se para o oeste para junte-se à batalha por Brest, a fortaleza fortemente defendida que se rendeu em 18 de setembro de 1944 após uma disputa de 39 dias.

A Divisão teve um breve descanso em 19 de setembro a 26 de setembro antes de passar para posições defensivas em St. Vith, Bélgica, em 29 de setembro de 1944. A divisão entrou na Alemanha em 3 de outubro de 1944, e a Segunda foi ordenada, em 11 de dezembro de 1944, para atacar e apreender as barragens do rio Roer. A ofensiva alemã nas Ardenas em meados de dezembro forçou a Divisão a se retirar para posições defensivas perto de Elsenborn, onde o avanço alemão foi interrompido. Em fevereiro de 1945, a Divisão atacou, recapturando o terreno perdido, e apreendeu Gemund, em 4 de março. Alcançando o Reno em 9 de março, o 2ID avançou para o sul para tomar Breisig, de 10 a 11 de março, e para proteger a ponte Remagen, de 12 de março a 20 de março.

A Divisão cruzou o Reno em 21 de março e avançou para Hadamar e Limburg an der Lahn, aliviando elementos da 9ª Divisão Blindada, 28 de março. Avançando rapidamente na esteira da 9ª Divisão Blindada, a 2ª Divisão de Infantaria cruzou o Weser em Veckerhagen, 6 de abril 7 de abril, capturou G ttingen em 8 de abril, estabeleceu uma cabeça de ponte em Saale em 14 de abril, apreendendo Merseburg em 15 de abril. Em 18 de abril, a Divisão tomou Leipzig, limpou a área e expulsou os elementos do rio Mulde que haviam cruzado o rio foi retirado em 24 de abril. Aliviado no Mulde, o 2 ° moveu 200 milhas, 1 ° de maio a 3 de maio, para posições ao longo da fronteira germano-tcheca perto de Schonsee e Waldm nchen, onde 2 ID aliviou o 97º e 99º IDs. A divisão cruzou para a Tchecoslováquia em 4 de maio de 1945 e atacou na direção geral de Pilsen, atacando aquela cidade no Dia VE.

A 2ª Divisão de Infantaria retornou ao Porto de Embarque de Nova York em 20 de julho de 1945 e chegou ao Acampamento Swift em Bastrop, Texas, em 22 de julho de 1945. Eles começaram um cronograma de treinamento para prepará-los para participar da invasão programada do Japão, mas eles ainda estavam no Acampamento Swift no Dia do VJ. Eles então se mudaram para a área de preparação em Camp Stoneman em Pittsburg, Califórnia, em 28 de março de 1946, mas a mudança para o leste foi cancelada e eles receberam ordens para se mudar para Fort Lewis em Tacoma, Washington. Eles chegaram a Fort Lewis em 15 de abril de 1946, que se tornou seu Home Station. De sua base em Fort Lewis, eles conduziram o Ártico, o transporte aéreo, o anfíbio e o treinamento de manobra.

Depois de escapar da cabeça de praia na Normandia, o 9º travou um combate de 18 horas durante a Batalha do Bulge. Com a linha Aliada estabelecida, o 9º liderou uma investida em direção à Linha Siegfried, cruzou o Reno em março de 1945 e avançou rapidamente através da Saxônia para a Tchecoslováquia, terminando a guerra com muitas condecorações, incluindo três citações de Unidade Presidencial.

Postado em Ft. Sam Houstin Tex como parte da 2ª Divisão.

24 de novembro de 42 - Mudança para o Cp McCoy Wis.

27 Set 43 - Encenado no Cp. Shanks N.Y.

8 de outubro de 43 - partiu de Nova York P / E.

19 de outubro, 43- chegada à Inglaterra.

12 de junho de 44 - desembarcou na França.

3 de outubro de 44 - Cruzou para a Bélgica e entrou na Alemanha na mesma data.

19 de julho de 45 - chegada a Boston P / E.

23 de julho de 45 - Mudou-se para o Cp Swift Tex.

29 mar 46 - Transferido para o Cp. Stoneman Cal.

16 de abril de 46 - Transferido para Ft. Lewis Wash esteve ativo durante 1946.

23ª Infantaria
"Tomahawks"
"Nós servimos"
Regimento

Postado em Ft. Sam Houstin Tex como parte da 2ª Divisão.

24 de novembro de 42 - Mudança para o Cp McCoy Wis ..

29 Set 43 - Encenado no Cp. Shanks N.Y.

8 de outubro de 43 - partiu de Nova York P / E.

18 de outubro de 43 - Chegou à Inglaterra em 18 de outubro de 43.

12 de junho de 44 - desembarcou na França.

3 de outubro de 44 - Cruzou para a Bélgica e entrou na Alemanha na mesma data.

16 a 18 de dezembro de 44 - 99ª Divisão de Infantaria anexada.

13 a 24 de janeiro de 45 - 1ª Divisão de Infantaria anexada.

20 de julho de 45 - Nova York devolvida.

25 de julho de 45 - Mudado para o Cp. Rápido, Tex.

30 mar 46 - Transferido para o Cp. Stoneman, Cal.

16 de abril de 46 - Transferido para Ft. Lewis Wash. Esteve ativo até 1946.

16 de outubro de 39 - estacionado em Ft. Douglas Utah como parte da 3ª Divisão até ser designado para a 2ª Divisão.

9 de novembro de 39 - Mudança para o Cp. Bullis Tex onde participou de manobras.

27 de janeiro de 40 - mudou-se para Ft. Sam Houstin onde participou das manobras.

24 de novembro de 42 - Transferido para o Cp McCoy.

30 Set 43 - Encenado no Cp. Shanks N.Y. 30 de setembro de 43.

8 de outubro de 43 - partiu de Nova York P / E.

19 de outubro de 43 - Chegou à Inglaterra.

12 de janeiro de 44 - Aterrissou na França.

21-30 de agosto de 44 - Anexo VIII Corpo.

3 de outubro de 44 - Cruzou para a Bélgica e entrou na Alemanha na mesma data.

8 de março de 45 - 78ª Divisão de Infantaria anexada.

25 de março a 5 de abril de 45 - 9ª Divisão Blindada anexada.

5 de maio de 45 - Cruzou para a Tchecoslováquia.

20 de julho de 45 - Retornado a Nova York P / E.

25 de julho de 45 - Mudado para o Cp. Swift Texas.

28 abr 46 - Transferido para o Cp. Carson Coloado esteve ativo em 1946.

Campanhas da Segunda Guerra Mundial
Normandia 6 de junho a 24 de julho de 1944
França do norte 25 de julho - 14 de setembro de 1944
Rhineland 15 de setembro de 1944 - 21 de março de 1945
Ardennes-Alsace 16 de dezembro de 1944 - 25 de janeiro de 1945
A Europa Central 22 de março a 11 de maio de 1945

Campanha da Normandia
6 24 de julho de 1944

Uma grande força de invasão permaneceu na costa da França da Normandia quando o amanhecer rompeu em 6 de junho de 1944: 9 navios de guerra, 23 cruzadores, 104 destróieres e 71 grandes embarcações de desembarque de várias descrições, bem como transportes de tropas, varredores de minas e mercadores em todos , quase 5.000 navios de cada tipo, a maior armada já montada. O bombardeio naval que começou às 0550 naquela manhã detonou grandes campos minados ao longo da costa e destruiu várias posições defensivas do inimigo. Para um correspondente, relatando do convés do cruzador HMS Hillary, parecia "a batida rítmica de um tambor gigante" ao longo de toda a costa. Nas horas que se seguiram ao bombardeio, mais de 100.000 combatentes desembarcaram para iniciar um dos ataques épicos da história, um "esforço poderoso", como o presidente Franklin D. Roosevelt descreveu ao povo americano, "preservar. . . nossa civilização e para libertar uma humanidade sofredora.

Campanha do Norte da França
25 de julho 14 de setembro de 1944

Quando julho de 1944 entrou em sua semana final, as forças aliadas na Normandia enfrentaram, pelo menos na superfície, uma situação muito desanimadora. No leste, perto de Caen, os britânicos e canadenses estavam fazendo pouco progresso contra a feroz resistência alemã. No oeste, as tropas americanas estavam atoladas nas sebes normandas. Essas enormes paredes quadradas de terra, com um metro e meio de altura e cobertas por sebes, foram usadas pelos fazendeiros locais ao longo dos séculos para dividir seus campos e proteger suas plantações e gado dos fortes ventos oceânicos. Os alemães transformaram esses aterros em fortalezas, canalizando o avanço americano em canais estreitos, que eram facilmente cobertos por armas antitanque e metralhadoras. Os teimosos defensores também foram auxiliados por algumas das piores condições meteorológicas vistas na Normandia desde a virada do século, quando as chuvas incessantes transformaram as estradas rurais em rios de lama. Em 25 de julho, o tamanho da cabeça de ponte Aliada não tinha nem chegado perto das dimensões que os planejadores do dia anterior haviam previsto, e o lento progresso reavivou os temores no campo Aliado de um retorno à guerra estática da Primeira Guerra Mundial Poucos acreditariam que, no espaço de um mês e meio, os exércitos aliados estariam triunfantes na fronteira alemã.

Campanha da Renânia
15 de setembro de 1944 21 de março de 1945

A campanha da Renânia, embora custosa para os aliados, foi claramente ruinosa para os alemães. Os alemães sofreram cerca de 300.000 baixas e perderam uma grande quantidade de equipamentos insubstituíveis. Hitler, tendo exigido a defesa de toda a pátria alemã, permitiu que os Aliados destruíssem a Wehrmacht no oeste entre a Linha Siegfried e o Rio Reno. Agora, o Terceiro Reich estava virtualmente prostrado diante dos exércitos concentrados de Eisenhower.

Ardennes - Campanha da Alsácia
16 de dezembro de 1944 25 de janeiro de 1945

Em agosto de 1944, enquanto seus exércitos estavam sendo destruídos na Normandia, Hitler secretamente colocou em ação ações para construir uma grande força de reserva, proibindo seu uso para reforçar as defesas sitiadas da Alemanha. Para fornecer a força de trabalho necessária, ele reduziu as forças militares existentes e recrutou jovens, os inaptos e os velhos que não haviam sido contratados para o serviço militar durante a Segunda Guerra Mundial.

Em setembro, Hitler nomeou o porto de Antuérpia, na Bélgica, como o objetivo. Selecionando a região de Eifel como área de preparação, Hitler pretendia massificar 25 divisões para um ataque através da área escassamente controlada da Floresta de Ardennes, no sul da Bélgica e Luxemburgo. Uma vez que o rio Meuse fosse alcançado e cruzado, essas forças girariam para noroeste cerca de 60 milhas para envolver o porto de Antuérpia. A manobra foi projetada para cortar as já esticadas linhas de abastecimento dos Aliados no norte e para cercar e destruir um terço das forças terrestres dos Aliados. Se tivesse sucesso, Hitler acreditava que a ofensiva poderia esmagar a coalizão Aliada ou, pelo menos, prejudicar muito suas capacidades de combate terrestre, deixando-o livre para se concentrar nos russos em sua porta dos fundos.

Campanha da Europa Central
22 de março a 11 de maio de 1945

No início da Campanha da Europa Central na Segunda Guerra Mundial, a vitória dos Aliados na Europa era inevitável. Tendo apostado sua capacidade futura de defender a Alemanha na ofensiva das Ardenas e perdido, Hitler não tinha mais forças para deter os poderosos exércitos aliados. Mesmo assim, Hitler forçou os Aliados a lutar, muitas vezes com amargura, pela vitória final. Mesmo quando a desesperança da situação alemã se tornou óbvia para seus subordinados mais leais, Hitler se recusou a admitir a derrota. Somente quando a artilharia soviética estava caindo em torno de seu bunker do quartel-general em Berlim, o Führer alemão começou a perceber o resultado final de sua cruzada megalomaníaca.


22 de março de 1944 - História

Kentucky - 45 (treinador principal: Adolph Rupp)

JogadorFGFTFTAPts
Jack Tingle43311
Rudy Yessin0010
Tom Moseley0000
Bob Brannum3127
Truett DeMoisey3228
Jack Parkinson2004
Wilbur Schu71215
Totais 19 7 10 45

St. Johns - 48 (treinador principal: Joe Lapchick)

JogadorFGFTFTAPts
William Kotsores71615
Ray Wertis50010
Ivy Summer1113
Tom Larkin0000
Hy Gotkin3127
Wade Duym2236
Don Wehr3147
Totais 21 6 16 48

Resultado do intervalo: Kentucky 24, St. Johns 24
Funcionários: Pat Kennedy e Sam Schoenfeld
Presença: 18.353
Arena: Madison Square Garden (antigo)
Referências: New York Times, St. Johns University, Louisville Courier-Journal e Lexington Herald
Esta caixa requer dados adicionais.
Verifique aqui para mais informações.

Redação do jogo - por Louis Effrat, New York Times

St. John's perturba Kentucky para avançar para as finais do NIT

18.353 VER REDMEN RALLY PARA VENCER, 48-45

St. John's Five derruba 8 pontos na liderança do Kentucky na semifinal nacional por convite

Magnífico é a palavra que melhor descreve o rali do time de basquete da St. John's University, que ontem à noite no Madison Square Garden derrotou o Kentucky em sua luta pela semifinal no sétimo torneio nacional anual por convite. Embora quase todos tenham desistido do Brooklyn Redmen depois que eles caíram oito pontos atrás no segundo período, os atletas de Joe Lapchick se recusaram a desistir e foram recompensados ​​com uma vitória por 48-45.

Na final da noite de domingo, o St. John's enfrentará De Paul de Chicago, que também foi forçado a sair de trás para conquistar Oklahoma A. e M., 41-38, no segundo jogo do doubleheader. Os Aggies, jogando no último minuto e 39 segundos com apenas quatro homens, desbotaram após uma vantagem inicial de 15-4.

St. John's superou uma onda de selvageria, alguns arremessos de falta indesculpavelmente fracos e uma agregação de Wildcats que havia sofrido apenas um revés durante toda a temporada. O fato de eles terem emergido no topo foi um crédito para os Redmen, aos quais Kentucky infligiu uma derrota por 44-38 no início da campanha.

Mas o Jardim, lar de favoritos perdidos muitas vezes, estava destinado a abrigar ainda outro transtorno. Com Bill Kotsores inspirando seus companheiros para a vitória mais notável e todos eles contribuindo nos momentos mais oportunos, o St. John's recuperou depois de perder por 32-24 e 37-29.

Quando Kotsores rebateu o rebote que empatou a questão aos 45 - todos - o oitavo impasse deste thriller - a dois minutos do final, a maior multidão da temporada foi à loucura. O público oficialmente anunciado foi de 18.353.

A grande chance veio quando Jack Tingle falhou em Wade Duym, o par espalhado sobre a madeira. Exatamente 1 minuto e 47 segundos restantes quando Duym errou o primeiro de seus dois lances livres, mas o próximo passou pela rede e St. John's estava por cima.

Em seguida, seguiu o que todos esperavam. Assim que os Redmen recuperaram a bola, eles a congelaram.

Com seu pequeno capitão, Hy Gotkin, a influência estabilizadora, St. John's segurou firmemente o couro até que, com 20 segundos restantes, Don Wehr esgueirou-se por baixo da cesta. Foi fácil para Sonny Wertis dar um passe certeiro para Wehr, cujo gol encerrou a questão.

Meio minuto antes, ocorreu um incidente que irritou muito os Kentuckians. Precisando desesperadamente de uma cesta, os Wildcats deram um tiro inútil, mas pareciam em posição de capturar o rebote. O árbitro Pat Kennedy, tentando sair do caminho, impediu um homem de Kentucky que perseguia a bola, que saltou para fora de campo em posse de St. John.

Após a campainha, dois jogadores do Kentucky abordaram Kennedy e lançaram insultos ao árbitro. No entanto, cabeças mais frias logo intervieram.

Os 15 pontos de Kotsores permitiram que ele compartilhasse as honras de pontuação com Wilbur Schu, do Kentucky. Kotsores errou cinco das seis faltas, caso contrário, ele teria sido o homem alto sozinho.

Tom Moseley (# 4) agarra a bola para o Kentucky. Também são mostrados Jack Tingle (à esquerda), Jack Parkinson (# 3) e Wilbur Schu (atrás de Moseley)

Bob Brannum tenta ganhar a posse da bola enquanto é defendido por Ivy Summer de St. Johns


Esta página foi feita com um Macintosh
Use o melhor, não se contente com menos
Retorne às estatísticas, cronogramas de equipes, escalações de equipes, oponentes, jogadores, técnicos, técnicos adversários, jogos, oficiais, assistência, página do Kentucky Basketball ou pesquise neste site.
Por favor, envie todas as adições / correções para.
Esta página foi gerada automaticamente usando um banco de dados Filemaker Pro


Mapa da bomba Enfield 1944/1945

A primeira bomba voadora V-1 lançada em Londres foi em 13 de junho de 1944, pousando em Mile End e matando oito pessoas. Em três dias, Enfield foi atingido por seu primeiro V-1. Nos dez meses seguintes, Enfield foi atingido por quarenta e uma bombas voadoras e vinte e seis mísseis balísticos. O último acerto em Enfield (um V2) aconteceu em 27 de março de 1945, poucos dias antes do fim da guerra na Europa. O foguete se partiu parcialmente, caindo em pedaços entre Chingford e Montagu Road. Uma pessoa foi morta perto de Edmonton Green. O último foguete a atingir a Inglaterra foi lançado no mesmo dia em Kent e a última bomba voadora da guerra foi derrubada dois dias depois. A campanha de armas V acabou. A guerra na Europa terminou apenas algumas semanas depois. A lista abaixo é das armas V que atingiram Enfield.

V1 Flying Bomb ataca

1944
(1) 16 de junho Fernley Hill Farm
(2) 18 de junho King George Reservoir
(3) 25 de junho Baker Street
(4) 27 de junho Chesterfield Road
(5) Fábrica de 28 de junho, Edmonton
(6) 30 de junho Trent Park
(7) 1º de julho Bullsmoor Way
(8) Avenue Road, 1º de julho, Southgate
(9) 1º de julho Novo Reservatório
(10) 2 de julho Trent Park
(11) Jardins Carpenter, 7 de julho
(12) 10 de julho Trent Park
(13) Bullsmoor Lane, 19 de julho
(14) 19 de julho, Grove Road e amp High Road
(15) 19 de julho Morton Way
(16) 20 de julho Gasworks, Edmonton
(17) Field 20 de julho, Ladysmith Road
(18) Avenida Marrilyne, 20 de julho
(19) 20 de julho, loteamentos do Weir Hall
(20) 22 de julho Estação Brimsdown
(21) 24 de julho Montagu Road
(22) 24 de julho Brimsdown
(23) 25 de julho St Mary’s Road
(24) 25 de julho Huxley Parade
(25) 2 de agosto Kenninghall Road
(26) Durants Road, 3 de agosto
(27) 15 de agosto Vault Hill Wood
(28) 15 de agosto Ridgeway Country Club
(29) Ridge Crest, 17 de agosto, Ridgeway
(30) 23 de agosto Hadley Wood
(31) 24 de agosto Holmwood Road
(32) Groveland Park, 24 de agosto
(33) 29 de agosto Broad Walk
(34) Novo reservatório de 29 de agosto
(35) Scotland Green Road, 30 de agosto
(36) 22 de setembro Cotswold Way
(37) 25 de setembro Holly Hill Farm
(38) Jardins Woodgrange, 27 de setembro
(39) 18 de outubro Fore St. / Fairfield Rd.
1945
(40) Whitewebbs Lane, 14 de janeiro
(41) 5 de março Whitewebbs Road

Ataques de mísseis balísticos V2

1944
(1) Tewkesbury Terrace, 16 de setembro
(2) 26 de outubro Palmers Green Station
(3) 15 de novembro Ringwood Way
(4) 27 de novembro Reservatório King George
(5) Avenida Eastbournia, 29 de novembro
(6) Avenida Broadlands, 1º de dezembro
(7) Abbey Road, 9 de dezembro
(8) Brownlow Road, 14 de dezembro
(9) Campo de golfe Whitewebbs, 31 de dezembro
1945
(10) Park Ave, 3 de janeiro, Parque Bush Hill
(11) 7 de janeiro Edmonton Gas Works
(12) 10 de janeiro Cuckoo Hall Lane
(13) 13 de janeiro Crews Hill
(14) 23 de janeiro Angel Road
(15) 24 de janeiro Holly Hill Farm
(16) 24 de janeiro Enfield Crematorium
(17) 25 de janeiro Gordon Hill
(18) Novo reservatório de 1º de fevereiro
(19) 20 de fevereiro Novo Reservatório
(20) 28 de fevereiro Novo Reservatório
(21) 3 de março Wilbury Way / Bull Lane
(22) 4 de março Novo Reservatório
(23) Linha ferroviária Angel Road de 7 de março
(24) 10 de março Great Cambridge Road
(25) 25 de março Mapleton Road
(26) 27 de março Montagu Road

A lista acima cobre o moderno Borough of Enfield que, em 1944/1945, era composto por três distritos menores
boroughs & # 8211 Enfield, Southgate e Edmonton - bem como uma pequena parte do distrito de Chingford.

Os ataques a Enfield.

A primeira bomba voadora V-1 lançada em Londres foi em 13 de junho de 1944, pousando em Mile End e matando oito pessoas. Em três dias, Enfield foi atingido por seu primeiro V-1. Nos dez meses seguintes, Enfield foi atingido por quarenta e uma bombas voadoras e vinte e seis mísseis balísticos. A última arma V a pousar em Enfield o fez em 27 de março de 1945, poucos dias antes do fim da guerra na Europa. O foguete V2 se partiu parcialmente ao entrar. Aterrissando em pedaços entre Chingford e Montagu Road, em Edmonton. Uma pessoa foi morta perto de Edmonton Green. The last rocket to hit England struck later that same day in Kent and the last flying bomb of the war was shot down two days later. The V weapon campaign was over. The war in Europe ended just a few weeks later.

The V1 and V2 strikes in Enfield killed at least 100 people and injured many hundreds more. Across London the weapons killed over 8900 civilians and injured over 24,000 more. These figures do not include the thousands of forces personnel who gave their lives in trying to stop the V weapons. Nor does it include the tens of thousands of prisoners who died in camps during the weapons construction.

Strategically the V weapons did contribute to delaying of the end of the war but their impact on morale in Britain was never enough to have any significant influence. Overall they are regarded as the final technological horror of Hitler’s Germany.

Some of the publications that contained information about the V weapons (details were heavily censored to avoid giving away any useful information to the enemy).


Majdanek and Auschwitz

The first major Nazi camp to be liberated was Majdanek, located in Lublin, Poland. It was liberated in the summer of 1944 as Soviet forces advanced westward. The previous spring, the SS had evacuated most of the Majdanek prisoners and camp personnel. The evacuated prisoners were sent to concentration camps further west, such as Gross-Rosen, Auschwitz, and Mauthausen. As the Soviet troops approached Majdanek at the end of July, the remaining camp personnel hastily abandoned the Majdanek concentration camp without fully dismantling it.

Soviet troops first arrived at Majdanek during the night of July 22–23 and captured Lublin on July 24. Majdanek was captured virtually intact. At Majdanek, the Soviet troops encountered a number of prisoners who had not been evacuated in the spring, mostly Soviet prisoners of war. They also encountered substantial evidence of the mass murder committed at Majdanek by Nazi Germans. Soviet officials invited journalists to inspect the camp and evidence of the horrors that had occurred there.

Six months later, on January 27, 1945, Soviet troops liberated Auschwitz. Auschwitz was the largest Nazi killing center and concentration camp complex. In the weeks preceding the arrival of Soviet units, Auschwitz camp personnel had forced the majority of Auschwitz prisoners to march westward in what would become known as "death marches." When they entered the camp, Soviet soldiers found over six thousand emaciated prisoners alive. These prisoners greeted the soldiers as their liberators.

As at Majdanek, there was abundant evidence of mass murder in Auschwitz. The retreating Germans had destroyed most of the warehouses in the camp. But in those warehouses that remained, Soviet soldiers found personal belongings of the victims. Among these personal items were hundreds of thousands of men's suits, more than 800,000 women’s garments, and more than 14,000 pounds of human hair.

In the following months, Soviet units liberated additional camps in the Baltic states and Poland. Shortly before Germany's surrender in May 1945, Soviet forces liberated the Stutthof, Sachsenhausen, and Ravensbrück concentration camps.


Jack Duggan: Distinguished Flying Canadian

When John ‘Jack’ Duggan enlisted in the Royal Canadian Air Force in 1941, his father was less than pleased. Duggan senior feared everything and was no risk-taker. But Jack, born 1918 in Petrolia, Ontario, was different unknown to his father and most of his family he had already been taking private flying lessons in London, Ontario.[1]

Father’s concerns aside, Jack went on to obtain his RCAF Wings in 1942 and was being taught to train pilots - and was training pilots - in Vulcan, Alberta and Yorkton, Saskatchewan that same year.[2] One of his instructors the following year reported, ‘He has a great desire to go overseas and should become a good operational pilot.’[3] A 1942 instructor’s assessment offered fainter praise: ‘Trainee is of average ability, general flying is satisfactory…lacks confidence in himself. instrument flying average…’[4] Apparently the Flight Trainee had been misjudged: two years later, aged 25, Jack was a Captain, First Pilot and Flight Lieutenant in the 431 Iroquois Squadron commanding a 7-man crew flying Avro Lancaster bombers out of Croft airfield, England.

Jack’s Air Operations baptism of fire was in the colossal October 14, 1944 air-attack on Duisburg.[5] This, his first bombing mission and the only raid in which he piloted a Halifax, was the opening raid of Operation Hurricane which would, according to Sir Arthur Harris’ Bomber Command directive, ‘demonstrate to the enemy in Germany the overwhelming superiority of the allied forces in this theatre.’[6] Over one and a half thousand aircraft were involved - the highest number of sorties flown by Bomber Command aircraft in a single day.[7] From that October until March, 1945 Jack and his seven-member crew flew Canadian built Lancaster MK Xs on a number of historically and strategically important bombing raids. They struck a U-boat plant in Hagen, synthetic oil refineries in Merseberg and Zeitz, the Bosch aero-engine factory in Stuttgart, railway yards in Soest and Opladen and an aerodrome and steelworks in Düsseldorf.[8] During the same period Jack and crew bombed Duisberg another two times, Chemnitz twice and Cologne three times. They also flew in the first of the two controversial Allied bombings of Dresden, Feb 13th, 1945.[9]

If Jack’s father had misgivings about his son being a bomber pilot, they were well-placed - fewer than 40% of RAF and Commonwealth bomber aircraft servicemen survived the minimum required 30 sorties.[10] Jack flew thirty-four. Returning from a raid on Bochum (November 4th, 1944) he was ‘unable to feather’ his starboard inner engine, which then caught fire.[11] He struggled back to a forced landing at Station Coningsby. Jack and crew then survived their second attack on Chemnitz (March 5th, 1945) when 12 Lancasters and Halifaxes on the same harrowing raid crashed in freezing conditions during take off and a further 22 were shot down.[12] Just two days later over Dessau on his 29th sortie as an Operations Pilot, Jack’s plane was hit by 'cannon fire' on its port undercarriage from an attacking Fucke Wulf 109.[13] Once again he managed to pilot his Lancaster back to Croft airbase.[14]

On Operations against Hildesheim, March 22nd, Jack’s luck ran out. Bomber Command’s specific target in Hildesheim was a railway yard, but the ensuing bombardment destroyed two thirds of the city, including an 11th century cathedral.[15.16.] Ivan Moscovich, a survivor of nearby Bergen-Belsen, witnessed the attack: "I heard this strange noise . mmmmmmmmmmmm . that filled the air, and we suddenly realised that the sky was filled with planes. The next second everything was on fire. It was the Allied carpet bombing of Hildesheim. I saw German soldiers burning, running, and everything became chaos. I ran. After a while I stopped and looked back at the city, which was one big torch.”[17] Jack and crew were unable to contribute to the conflagration: they were downed just as they neared Hildesheim at around midday when the single HC ‘Cookie’ bomb they carried was detonated by anti-aircraft flak.[18]

Flight Lieutenant Jack Duggan’s Lancaster was one of only four allied planes lost in the March 22nd attack on Hildesheim, which involved 235 RAF/Commonwealth bombers.[19] Bomber Command’s rationale in ordering Jack and crew out in daylight to deliver one bomb to an already bomber-saturated target is difficult to determine.[20] Uncertain also is why Jack was being sent out on bombing operations when he had already completed the requisite thirty sorties.[21]

Jack was awarded a Distinguished Flying Cross, March 21st, 1945, for ‘numerous operations against the enemy’ in which he ‘displayed the utmost fortitude and devotion to duty’.[22] Jack - John Philip - Duggan is buried at the Commonwealth War Cemetery in Hanover, Germany, where the Commonwealth War Graves Commission lists his age as ‘unknown’.[23] He was 26.

Below is the RCAF list of Jack’s fellow crew members, lost at Hildesheim in Lancaster KB808, verbatim (circa) March 23rd, 1945:

J.91026 P/O F.K. Trent (second pilot), Pathlow, Saskatchewan
J.39003 F/O G.A. Zuback (navigator), Kamloops, British Columbia
J.38407 F/O G.D. McLean (bomb aimer), wife in Ottawa
J.89833 P/O J.W. Dorrell (wireless operator), wife in Willoughby, Ohio
R.261128 Flight Sergeant C.E. Root (air gunner), wife in London, Ontario
R.139321 Flight Sergeant J.B. Ketchen (air gunner), wife in St. Catharines, Ontario
3005762 Sergeant J.H. Bentley (RAF, flight engineer), father in Oceana Close Poplar, London [24]

End Notes-Sources Consulted and Used

1. This, and a wealth of important background detail about Jack Duggan, was obtained from discussions and correspondence with two of his siblings: Dennis Duggan and Clare MacLean, November, 2004-April, 2005. Thank you so much, Aunt Clare and Dad.
NB ‘Jack’ is also referred to as ‘Johnny’ and ‘Johnnie’ by some of his relatives, and in some RCAF documents.

2. RCAF file, John Philip Duggan, Government of Canada Archives, Ottawa, Canada

3. RCAF file, John Philip Duggan, Government of Canada Archives, Ottawa, Canada

4. RCAF file, John Philip Duggan, Government of Canada Archives, Ottawa, Canada

5. Jack Duggan’s flight Log, Sept 24th, 1944- March 22nd, 1945

6. Bomber Command Campaign Diary http://www.raf.mod.uk/history/line1944.html About links accessed, Jan-March, 2005

7. Bomber Command Campaign Diary http://www.raf.mod.uk/history/line1944.html About links accessed, Jan-March, 2005

8. - Jack Duggan’s flight Log, Sept 24th, 1944- March 22nd, 1945.
- Bomber Command Campaign Diary http://www.raf.mod.uk/history/line1944.html About links accessed, Jan-March, 2005

9. -Jack Duggan’s flight Log, Sept 24th, 1944- March 22nd, 1945
- Bomber Command Campaign Diary http://www.raf.mod.uk/history/line1944.html About links accessed, Jan-March, 2005

10. www.bbc.co.uk/ww2 accessed January-March, 2005 - Site helper/researcher Peter

11. -RCAF file, John Philip Duggan, Government of Canada Archives, Ottawa, Canada
-Jack Duggan’s flight Log, Sept 24th, 1944- March 22nd, 1945

12. Jack Duggan’s flight Log, Sept 24th, 1944- March 22nd, 1945

13. Jack Duggan’s flight Log, Sept 24th, 1944- March 22nd, 1945

14. Jack Duggan’s flight Log, Sept 24th, 1944- March 22nd, 1945

15. - Bomber Command Campaign Diary http://www.raf.mod.uk/bombercommand/mar45.html About links accessed, Jan-March, 2005
- WW 2 Axis Military History Day by Day http://wwwfeldgrau.com/march.html About links accessed February, 2005
- www.worldwar-2.net/timelines/war-in-europe/european-air-war/index-1945.htm accessed February, 2005

16. - Bomber Command Campaign Diary http://www.raf.mod.uk/history/line1945.html About links accessed, Jan-March, 2005
- WW 2 Axis Military History Day by Day http://wwwfeldgrau.com/march.html About links accessed February, 2005
- www.worldwar-2.net/timelines/war-in-europe/european-air-war/index-1945.htm accessed February, 2005
- www.hildesheim.de About links accessed Feb-April, 2005
- http://whc.unesco.org/pg.cfm?cid=38id_site=187 About links

Rebuilt Hildesheim Cathedral is a UNESCO World Heritage Site.

17. ‘Wired Magazine’, Issue no. 209, September, 1996

18. -RCAF file, John Philip Duggan, Government of Canada Archives, Ottawa, Canada
-Jack Duggan’s flight Log, Sept 24th, 1944- March 22nd, 1945

19. - Bomber Command Campaign Diary http://www.raf.mod.uk/history/line1945.html About links accessed, Jan-March, 2005
- Jacobs, Peter The Lancaster Story Silverdale Books, London, 2002, pg 190

20. A Lancaster could carry 7 tons of bombs. A typical Lancaster payload at this point in the war might be one 4000 lb HC (High Capacity) ‘Cookie’ Blast Bomb along with six 1000 lb GP bombs as well as two 500 lb GP bombs. Jacobs, Peter The Lancaster Story Silverdale Books, London, 2002, pp 75-76

21. www.bbc.co.uk/ww2 accessed January-March, 2005 - Site helper/researcher Peter
A first tour was 30 ‘ops’ - some flew 70(!). Early returns, aborted missions did not count toward the 30 total, and only half-credits were given for some ops this might explain why Jack was still flying Operations on March 22nd, 1945

22. Award effective 21 March 1945 as per London Gazette dated 1 March 1946. http://www.gazettes-online.co.uk/index.asp?webType=0 About links

23. Commonwealth War Graves Commission http://www.cwgc.org About links accessed January, 2005

24. RCAF file, John Philip Duggan, Government of Canada Archives, Ottawa, Canada. In the same document Jack is listed as: J.35871 F/L J.P. Duggan (pilot and captain), London, Ontario

I am greatly indebted to Ann Sadler and Hugh Halliday for their help in obtaining several crucial primary sources. Ann Sadler provided me with information on Jack’s DFC and she introduced me to Hugh Halliday who accessed Jack Duggan’s RCAF file in Ottawa and spent a considerable amount of time carefully transcribing the documents he found there. Thank you, thank you!

© Os direitos autorais do conteúdo contribuído para este arquivo pertencem ao autor. Descubra como você pode usar isso.

This story has been placed in the following categories.

Most of the content on this site is created by our users, who are members of the public. The views expressed are theirs and unless specifically stated are not those of the BBC. A BBC não é responsável pelo conteúdo de quaisquer sites externos referenciados. In the event that you consider anything on this page to be in breach of the site's House Rules, please click here. For any other comments, please Contact Us.


The story behind the first known dunk in college basketball history

Believe it or not, dunking was around long before Zion Williamson.

In fact, dunking — the most efficient, and arguably most exciting shot in basketball — is about 56 years older than Zion himself. In 1944, college basketball saw its first-ever dunk, when Oklahoma A&M's Bob "Foothills" Kurland dunked by acidente. Yes, you read that correctly.

Kurland, one of the first 7-foot centers, is credited with the first dunk in college basketball history when his Oklahoma A&M Aggies, which has since been renamed to Oklahoma State, played Temple.

“The ball happened to be under the basket. I got it up and stuffed it in. That started it, I guess,” the late Kurland told the Orlando Sentinel in 2012. "It was an unintentional accident. It wasn't planned, just a spontaneous play in Philadelphia.

Temple won the game 46-44 — one of Oklahoma A&M's four losses by a combined 10 points that season — but Kurland had made history.

Kurland later noted that the ceremony and style around dunks have come a long way since he first "stuffed it in," referencing the 2011 NBA dunk contest when former Oklahoma star Blake Griffin dunked over a car.

"It evolved, just evolved over time with these guys today. Back then I wasn't trying to jump over an automobile. That wasn't my bag."

There is no footage available of Kurland's first dunk, but watching the highlight clip below can give you a pretty good idea of how dominant of a player he was.

While perhaps not a household name outside of Oklahoma State circles, Kurland was one of college basketball's first stars, in addition to being the originator of the dunk at the college level. He was a three-time First Team All-American who was named the NCAA Tournament's Most Outstanding Player twice during Oklahoma A&M's back-to-back national championships in 1945-46. The Aggies went 99-22 in his four-year career.

Kurland scored a team-high 22 points in Oklahoma A&M's 49-45 win against NYU in the 1945 national championship game. He helped hold opponents to 33.5 points per game.

/>Bob Kurland (back row, fourth from left) was named the 1945 NCAA Tournament Most Outstanding Player.

An interesting side note is that Kurland's imposing size and skill at the rim helped prompt the NCAA to also add a rule against goaltending. From Oklahoma State's media guide: "It is probable that Kurland had more to do with the rule against goaltending than any player since he was the chief target of the rule." He once blocked 17 shots, including 10 in the first half, against Oklahoma when goaltending was still legal.

That stat line is reminiscent of Patrick Ewing's performance against North Carolina in the 1982 championship, where Ewing was repeatedly called for goaltending in the opening minutes of the game in an effort to intimidate the Tar Heels.

How many players have had a bigger impact on the strategy and rules of basketball than Kurland, who both introduced college basketball to the dunk (which was later banned temporarily) and was so good defensively that goaltending was outlawed?

In 1946, the Sporting News National Player of the Year scored a game-high 23 points in the team's 43-40 win over North Carolina in the national title game. His 19.5 points per game was the nation's highest scoring average and his 58 points against St. Louis in February 1946 is the school's single-game record by 13 points. (For perspective, Oklahoma A&M didn't score at least 58 points on 26 occasions that season.)

The first player to win to Olympic Gold Medals for basketball, Kurland was enshrined in the Naismith Memorial Basketball Hall of Fame.

But Kurland wasn't the only dunking pioneer in college basketball.

On Dec. 21, 1984, West Virginia's women's basketball team was facing off against the University of Charleston, when Georgeann Wells caught a pass at midcourt with no defenders in front of her, and dunked. It was the first dunk by a player in NCAA Division I women's basketball.

Wells would go on to score 1,484 points, grab 1,075 rebounds and block 436 shots in her time at West Virginia, but no moment would live up to the dunk. And if you need any more proof as to how impressive of a feat it was, no other player would dunk in women's college basketball for another 10 years.

Andy Wittry has written for Stadium, SI.com, Sporting News, the Indianapolis Star, Louisville Courier-Journal and Pittsburgh Post-Gazette. He is a graduate of Indiana University. You can follow him on Twitter @AndyWittry.

As opiniões nesta página não refletem necessariamente as opiniões da NCAA ou de suas instituições membros.


This Day in Black History: March 26, 1944

Diana Ross, the world-renowned singer and actress, has been a force in music since the 1960s, when she appeared on the world stage as a member of The Supremes. The all-female group became Motown’s most successful act and remains the nation’s most successful vocal group.

During her time as a member of the Supremes, Ross rivaled the Beatles in popularity and the group’s success set a path for mainstream success for a number of other African-American musical acts. She was part of the most lucrative groups managed by mogul Berry Gordy, with whom she was linked romantically.

In the 1970s, Ross released a solo album which contained some of her most successful songs, including “Reach Out and Touch (Somebody’s Hand)” and “Ain’t No Mountain High Enough.” During the time, she ventured into acting, most notably with her starring role in Lady Sings the Blues, for which she was nominated for an Academy Award. She later starred in the films Mogno e The Wiz.

Ross was named the "Female Entertainer of the Century" by Billboard magazine. In 1993, the Guinness Book of World Records listed her as the most successful female music artist in history. Ross has sold more than 100 million records worldwide when her releases with The Supremes and as a solo artist are tallied.

In 1988, Ross was inducted to the Rock and Roll Hall of Fame as a member of The Supremes alongside Florence Ballard and Mary Wilson.

BET National News - Mantenha-se atualizado com as últimas notícias de todo o país, incluindo manchetes do mundo do hip hop e entretenimento. Clique aqui para se inscrever ao nosso boletim informativo.


Assista o vídeo: Карабин Anschutz 1710, 22 LR. Обзор и обслуживание (Novembro 2021).