A história

Universidade de Redlands


A University of Redlands é uma universidade privada de artes liberais e ciências localizada em Redlands, Califórnia. É uma comunidade acadêmica animada de diversos alunos e professores / acadêmicos. A University of Redlands é classificada entre as melhores universidades do país por U.S. News & World Report.Os alunos da universidade podem estudar em uma das três escolas: a Faculdade de Artes e Ciências, a Escola de Educação e a Escola de Negócios. A Faculdade de Artes e Ciências é um colégio residencial que oferece programas de graduação e pós-graduação, incluindo o Centro Johnston de Estudos Integrativos. A faculdade atende cerca de 2.400 alunos atualmente e tem 144 membros do corpo docente em tempo integral. A Escola de Educação, fundada em 1924, oferece programas convenientes para adultos que trabalham. A faculdade atende atualmente a cerca de 400 alunos, com 17 professores em tempo integral e 30 professores adjuntos. A Escola de Negócios oferece credencial de ensino e programas de pós-graduação para alunos com bacharelado. A faculdade atende atualmente a cerca de 1.500 alunos em tempo integral e um pequeno número de alunos em tempo parcial. As aulas são ministradas por 23 professores em tempo integral e 187 adjuntos. As aulas da School of Business são ministradas no campus principal de Redlands, bem como em locais satélites em Orange County, Riverside, Rancho Cucamonga / Ontário, Los Angeles County e San Diego County. Fundada em 25 de novembro de 1907, a University of Redlands foi associada com a Igreja Batista Americana. Os primeiros 59 alunos foram admitidos em setembro de 1909. Até 1972, a universidade manteve sua orientação religiosa e exigia a frequência obrigatória de todos os alunos na capela. A University of Redlands é agora uma instituição independente, mas ainda mantém um relacionamento informal com a igreja. Os programas acadêmicos que constituem o início da universidade são agora considerados o College of Arts and Sciences. O Johnston Center for Integrative Studies foi estabelecido como um instituição independente, Johnston College for Individualized Learning, em 1969. Posteriormente, tornou-se um centro dentro do College of Arts and Sciences em 1979. O Alfred North Whitehead College for Lifelong Learning (também conhecido como Whitehead College) foi estabelecido como Alfred North Whitehead College de Estudos Liberais e de Carreira, em 1976. A faculdade tornou-se um centro em 1979, e mais tarde foi restaurada ao seu status original em 1995. Em 2000, a School of Education foi separada do Whitehead College, que foi seguida pela School of Business no próximo ano. Agora, o nome Whitehead é usado apenas em contextos históricos e cerimoniais. Biblioteca Armacost, a principal bibliotecária da universidade y, é um portal de informações para alunos, professores e funcionários, no campus ou online. A biblioteca oferece serviços remotos para alunos fora do campus, incluindo os da Escola de Educação e da Escola de Negócios.


100 anos atrás em Redlands: 1920 vê mais alunos se matriculando em Redlands & # 8217 escolas públicas, University of Redlands

As inscrições de calouros na Universidade de Redlands começaram esta manhã e o registrador A. Harvey Collins acredita que antes do fim do dia quase 150 calouros terão se matriculado. A turma deve ser grande e provavelmente maior e as indicações são de que a matrícula total da escola será superior a 300 este ano.

Os preparativos adequados foram feitos para cuidar dos alunos. Os dormitórios estão em bom estado e o Fairmont Hall, que é o novo dormitório feminino & # 8217, estará pronto em pouco tempo. As meninas podem ser acomodadas lá, embora ainda haja muito trabalho a ser feito. O interior está quase concluído, embora algumas das portas ainda não tenham sido recebidas.

As inscrições dos calouros continuam hoje e parte de amanhã e as altas vão se inscrever amanhã. A escola não abre oficialmente até quarta-feira, quando o presidente Victor L. Duke dará as boas-vindas aos alunos antigos e novos aqui em seu discurso nos exercícios da capela.

As atividades sociais na universidade começarão imediatamente. Uma festa & # 8220dove & # 8221 para o Y.W.C.A. será realizado no Bekins Hall na quarta-feira à noite, de acordo com os planos, e ao mesmo tempo os meninos terão um & # 8220Stag & # 8221 no California Hall, o dormitório dos meninos & # 8217.

14 de setembro de 1920

Arranjando para abrir escola

H.G. Clement, superintendente das escolas de Redlands, espera uma das maiores matrículas da história da cidade quando as escolas forem inauguradas na próxima semana. Durante esta semana, G. Haven Smith, o novo diretor do colégio, está encontrando alunos do colégio em seu escritório e organizando cursos. O número de calouros que já se inscreveram é maior do que nunca.

Acredita-se que o ensino médio será tributado quase na capacidade e sabe-se que assim será até que o ensino médio possa ser concluído e todo o trabalho feito ali que agora está sendo feito nos prédios do ensino médio. O trabalho no novo prédio está sendo acelerado rapidamente.

O Sr. Clement terá uma lista dos professores para anunciar no final da semana. Muitos deles estão vindo para a cidade agora, mas a maioria deles não virá até sexta-feira ou sábado. Haverá uma reunião de todos os professores no sábado à tarde no colégio.

Draymond Green # 23 do Golden State Warriors vai para a cesta contra LeBron James # 23 do Los Angeles Lakers na segunda metade de um jogo de basquete da NBA Western Conference Play-In no Staples Center em Los Angeles na quarta-feira, 19 de maio, 2021. (Foto de Keith Birmingham, Pasadena Star-News / SCNG)

Stephen Curry # 30 do Golden State Warriors passa sobre LeBron James # 23 do Los Angeles Lakers na segunda metade de um jogo de basquete da NBA Western Conference Play-In no Staples Center em Los Angeles na quarta-feira, 19 de maio de 2021. ( Foto de Keith Birmingham, Pasadena Star-News / SCNG)

Kent Bazemore nº 26 do Golden State Warriors vai para a cesta contra LeBron James nº 23 do Los Angeles Lakers na segunda metade de um jogo de basquete da NBA Western Conference Play-In no Staples Center em Los Angeles na quarta-feira, 19 de maio, 2021. (Foto de Keith Birmingham, Pasadena Star-News / SCNG)

LeBron James nº 23 do Los Angeles Lakers controla a bola contra Draymond Green nº 23 do Golden State Warriors na segunda metade de um jogo de basquete da NBA Western Conference Play-In no Staples Center em Los Angeles na quarta-feira, 19 de maio de 2021 . (Foto de Keith Birmingham, Pasadena Star-News / SCNG)

14 de setembro de 1920

Matrícula nas escolas

A matrícula dos calouros do ensino médio acontecerá na quinta-feira, das 9h às 12h e da 1h30 às 4h. Os alunos das demais turmas farão a matrícula na sexta-feira, às 9h. É importante que todos os alunos das três classes altas estejam presentes. O tempo durante o qual o programa será executado e as preferências quanto às atribuições das aulas serão dadas aos alunos que estiverem presentes.

O colégio fornecerá livros didáticos gratuitos em todas as disciplinas neste ano. Um depósito de três dólares será exigido de todos os alunos antes da emissão dos livros e esta quantia será devolvida no final do ano e se todos os livros forem devolvidos em boas condições, exceto para uso normal.

Os alunos intermediários se matricularão no prédio intermediário nos mesmos dias em que os alunos do ensino médio forem matriculados. Os caminhões escolares irão nestes dias para Yucaipa, East Highlands e Mission District para a acomodação dos alunos que moram nesses distritos.

Os seguintes requisitos para a formatura do ensino médio devem ser observados. Cada aluno deve fazer dois anos de inglês, um ano de ciências de laboratório e um ano de história dos Estados Unidos. Além disso, dois assuntos devem ser perseguidos por três olhos cada. Esses cursos devem ser selecionados em inglês, história, matemática, ciências, línguas modernas.

As salas de aula para inscrição foram atribuídas da seguinte forma:

Idosos & # 8212 A-L, sala 32 M-Z, 36.

Juniors & # 8212 A-M, sala 52 N-Z, 42.

Sophomores & # 8212 A-E, sala 50 F-M, 27 N-Z, 4.

Freshmen & # 8212 A-F, sala 33 G-O, 37 P-Z, 23.

14 de setembro de 1920

Grande matrícula na universidade

As inscrições na University of Redlands continuam hoje e espera-se que haja mais de cem passagens pelas mãos do comitê do corpo docente durante o dia. Ontem foram quase 200 examinados e parece certo que a matrícula deste ano vai ultrapassar a marca de 300 da primeira semana.

& # 8220É de longe a maior turma de calouros que a Universidade de Redlands já teve & # 8221 disse o presidente Victor L. Duke esta manhã. & # 8220Antes do meio-dia de ontem, 97 calouros haviam passado por minhas mãos e não era muito mais que a metade deles. Eles vêm de todas as partes da Califórnia e de outros estados, muitos do leste. & # 8221

Tudo está pronto para a abertura da sessão de amanhã de manhã. O primeiro semestre será aberto com exercícios de capela amanhã de manhã e a partir daí as aulas serão realizadas regularmente.

Muitos mais cursos estão sendo oferecidos aos alunos da universidade neste ano e muitos receberão o treinamento de que precisam para trabalhos futuros.

15 de setembro de 1920

Chove hoje

Redlands foi visitada por uma chuva estranha esta tarde, a chuva começando a cair por volta das 2:15. O aguaceiro foi quase torrencial por alguns minutos, mas logo diminuiu. Nenhum dano foi feito, pois o vento que o acompanhava também diminuiu rapidamente

18 de setembro de 1920

Inscrição para bater o recorde

Baseando-se em previsões no registro de alunos do ensino médio, as autoridades escolares acreditam que as escolas de Redlands terão um número maior de matrículas quando as escolas abrirem na manhã da próxima segunda-feira do que nunca. A matrícula no ensino médio e intermediário tem sido de molde a onerar a capacidade das escolas.

Durante todo o dia de ontem, um fluxo de alunos da classe alta visitou o colégio e se matriculou no ano seguinte. Esta manhã os calouros começaram a percorrer a estrada e acredita-se que a turma de calouros será a maior que a escola já teve.

H.G. Clement, superintendente das escolas, encontrou-se com os professores esta tarde e expôs questões importantes para todos eles. Acredita-se que algumas mudanças terão que ser feitas para indicações de que alguns quartos estarão superlotados.

Redlands tem a sorte de conseguir o serviço de A. Haven Smith, novo diretor do ensino médio, que assumiu o trabalho lá da maneira mais competente. O horário das aulas foi cuidadosamente organizado e espera-se que não haja confusão na segunda-feira de manhã, quando a escola abrir.


University of Redlands - História

Esta pode ser sua casa pelos próximos quatro anos, então, enquanto estiver visitando, deixe algum tempo para explorar. Abaixo está uma lista de alguns dos nossos lugares favoritos em Redlands.

A.K. Smiley Public Library
125 W. Vine St.
Fundado em 1894, o A.K. A Biblioteca Pública Smiley, um marco histórico estadual, atendeu gerações de clientes na cidade de Redlands e além. Os visitantes voltam no tempo quando caminham pelas portas da biblioteca e rsquos, graças à arquitetura histórica, incluindo uma escadaria curva, arcos de madeira, vitrais, recantos de madeira e artefatos das Terras Vermelhas de ontem.

Downtown Redlands
State St. e Citrus Ave. entre Orange e 9th
Dê um passeio pela histórica State Street e Citrus Avenue no centro de Redlands, onde restaurantes, bares, boutiques, joalherias, lojas especializadas e padarias são abundantes.

Os Footlighters
1018 Barton Rd.
Este teatro comunitário oferece entretenimento gratificante e produções criativas de teatro ao vivo. O Footlighters Theatre acomoda 300 convidados em uma casa que oferece uma variação do tema do Theatre in the Round. O elenco totalmente voluntário realiza cinco produções por ano.

Museu Histórico do Vidro
1157 Orange St.
O Museu Histórico do Vidro abriga mais de 7.000 peças de vidro desde 1800 até os dias de hoje. As exibições incluem castiçais, lâmpadas de querosene, copo de leite, hastes, tigelas, compotas e pratos históricos das fábricas de Heisey, Cambridge, Fenton, Fostoria e Sandwich, bem como aquelas que produziram vidros da era da depressão. O museu fica dentro de uma casa de estilo vitoriano de 1903 que pertenceu a Emma Cryer, filha dos primeiros colonos de Redlands, Jerome e Martha Seymour.

Kimberly Crest House e amp Gardens
1325 Prospect Dr.
Esta bela propriedade fica em 6,25 hectares de terra no sul de Redlands. John Alfred e Helen Cheney Kimberly, que criaram os jardins do Renascimento italiano, compraram a casa Victorian Ch & acircteau em 1905. Quando sua filha, Mary Kimberly-Shirk, morreu, ela doou a propriedade para a & ldquopeople de Redlands. & Rdquo A casa permanece decorada no estilo da Sra. Kimberly-Shirk & rsquos com móveis antigos e os jardins contêm a fonte & ldquoVenus Rising from the Sea & rdquo lagos com nenúfares e peixes, rosas, magnólias e muito mais.

Lincoln Memorial Shrine
125 W. Vine St.
O Lincoln Memorial Shrine é o único museu e arquivo a oeste do rio Mississippi dedicado ao estudo do presidente Abraham Lincoln e à Guerra Civil Americana. Originalmente projetado pelo famoso arquiteto Elmer Gray em 1932, o Santuário abriga uma extensa coleção de manuscritos, artefatos, uniformes, colchas e outras peças da história, bem como uma pintura original de Norman Rockwell.

Redlands Bowl
25 Grant St.
Lar do festival de música de verão gratuito mais antigo e renomado internacionalmente nos Estados Unidos - o Redlands Bowl Summer Music Festival oferece de 16 a 18 programas, incluindo concertos clássicos e semiclássicos, ópera, balé, produções sinfônicas, dança folclórica e apresentações musicais no Terças e sextas-feiras à noite.

Noite do Mercado de Redlands
Noites de quinta-feira. Instalação na State Street entre Orange e 9th
Compre frutas frescas cultivadas localmente, vegetais, flores, itens de padaria e muito mais neste popular mercado ao ar livre nas noites de quinta-feira. Mais de 150 barracas de comida e mercadoria diferentes, bem como atividades divertidas para crianças, estão instaladas na State Street entre Orange e 9th.

Redlands Symphony Association
Visite www.redlandssymphony.com/concerts para ver as próximas apresentações
A missão da Redlands Symphony é inspirar, entreter e educar, proporcionando apresentações musicais notáveis ​​que aprimoram nosso ambiente cultural. As apresentações acontecem na Capela do Memorial da Universidade de Redlands durante o outono e o inverno, trazendo a qualidade de uma sinfonia de uma grande cidade para Redlands.

Prospect Park
Cajon St. e Highland
Sede do Redlands Theatre Festival, o Prospect Park tem 11,4 acres e oferece trilhas para caminhada e áreas para piquenique.

Redlands Theatre Festival
Localizado em Prospect Park
O Redlands Theatre Festival entretém o público desde 1973. As apresentações acontecem sob as estrelas no RTF Theatre dentro do Prospect Park, com a temporada começando na segunda semana de julho e terminando na terceira semana de agosto. Cada temporada é centrada em cinco peças, desde os principais musicais da Broadway até os dramas contemporâneos, e cada assento da casa fica a menos de 15 metros do palco principal.

Museu do Condado de San Bernardino
2024 Orange Tree Lane
Um museu regional com exposições e coleções de história cultural e natural. O museu busca inspirar o público a compreender nossa história por meio da coleta e preservação responsável de artefatos. Desfrute de exibições especiais rotativas, bem como do popular centro de descoberta de animais vivos da Estação de Exploração.


História e pontos de referência

Bem-vindo à bela cidade de Redlands. Uma grande cidade com uma sensação de cidade pequena.

Redlands - conhecida em 1900 como “A Cidade dos Milionários” e mais tarde como “A Cidade das Belas Casas” dá as boas-vindas a você! Fundada em 1881 e incorporada em 1888, Redlands é uma “cidade grande” por excelência com uma sensação de “cidade pequena”. Durante grande parte de sua história, Redlands foi a “Capital Mundial do Cultivo de Laranja em Washington umbigo”, tendo a citricultura como o principal foco de sua economia.

Ao longo dos anos, a economia pode ter mudado, mas aquele sentimento especial de comunidade em uma pequena cidade não mudou. Isso fica claro quando você olha ao redor de Redlands. A arborizada State Street ainda é composta principalmente de belos edifícios históricos e lojas e boutiques de propriedade local. Alguns de seus edifícios mais famosos, como A.K. A Biblioteca Pública Smiley, uma biblioteca em estilo mourisco construída em 1898, e o Redlands Bowl, construído em 1930 e lar da mais antiga série de concertos ao ar livre continuamente gratuito da Califórnia, estão a apenas alguns passos do centro histórico.

Apenas a oeste, pode-se passear pelo bairro Smiley Park, repleto de bangalôs da virada do século, bem como casas de referência. Com uma curta viagem de carro, pode-se navegar por algumas casas famosas, como “America's Favorite Victorian” a Morey House, no Terracina Boulevard, ver as imponentes casas da Olive Avenue, e da Highland Avenue, o “Butler Belt” tão conhecido porque ao mesmo tempo aquela era a população de lares mais densa que empregava mordomos na cidade! Você pode visitar a Kimberly Crest House and Gardens, um museu caseiro apresentado na série "America’s Castles" da A & ampE Network e não perder um passeio pelo Prospect Park, na porta ao lado.

Os parques de Redlands são perfeitos para piqueniques e foram projetados com isso em mente. Enquanto você está nisso, vale a pena ver o belo campus da University of Redlands, fundada em 1907.


Delta Kappa Psi

As aulas começaram na Universidade de Redlands em 30 de setembro de 1909 sob a direção de seu primeiro presidente, Jasper Newton Field. Menos de oito meses depois, em 17 de maio de 1910, cinco das vinte mulheres matriculadas na incipiente Universidade fundaram a primeira fraternidade no campus, Delta Kappa Psi. Os membros fundadores incluíam Ruth (Bekins) Holt, Lois (Field) Clatworthy, Helen (Field) Webster, Harriet Stuart e Beatrice (Fessenden) Fowler.

Deltas sempre foram os primeiros. Ruth Holt, membro fundador, que serviu como a primeira presidente da Delta, era filha do Sr. e da Sra. Martin Bekins, que financiou a construção do Bekins Hall, o primeiro dormitório no campus. Duas das filhas do Presidente Field & rsquos, Lois e Helen Field, estavam entre os cinco membros fundadores da Delta. Além disso, uma das mulheres mais admiradas da história de Redlands, a Sra. Elbert (Mary Kimberly) Shirk, filha do co-fundador da empresa de papel Kimberly-Clark, John Alfred Kimberly, tornou-se uma das primeiras patrocinadoras da Delta em 22 de novembro de 1922. Através pela visão e generosidade da Sra. Shirk, Redlands agora se beneficia da Kimberly Crest House and Gardens e do Prospect Park.

Desde a sua fundação em 1910, a Delta Kappa Psi representa uma feminilidade verdadeira e aberta, pela lealdade aos seus membros e aos seus ideais. A irmandade Delta Kappa Psi de hoje é composta por mulheres diversas e únicas que se esforçam pela excelência como indivíduos e como irmandade. Além do desempenho acadêmico, os membros da fraternidade se orgulham de seu envolvimento no atletismo (intercolegial e intramural), os papéis de liderança estudantil que assumem e a variedade de clubes e organizações do campus (sociedades acadêmicas, honorárias e profissionais, justiça política e social, religioso) que apóiam ativamente.

Deltas atuam como diretores e assistentes comunitários na vida residencial, como anfitriões de admissão e como conselheiros e tutores. Eles são membros das equipes Johnston Center, Mock Trial e Debate, e estudam em Salzburgo e em outros locais do mundo. Deltas são representados em Omicron Delta Kappa, Motarboard, Maroon & amp Gray, SPURS, Conselho Grego, Conselho Judicial e Senado ASUR. A Companhia de Dança, o Esquadrão de Líderes de Torcida, o Coro e os Departamentos de Teatro se beneficiam dos talentos que os Deltas possuem.

Os Deltas participam de uma variedade de esforços contínuos de serviço comunitário em todo o campus e foram os Deltas que trouxeram a Semana de Conscientização da Imagem Corporal para o campus da Universidade de Redlands.


Conteúdo

Zelikow é bacharel em história e ciências políticas pela University of Redlands, um J.D. pelo University of Houston Law Center (onde foi editor da revista jurídica) e um MALD e Ph.D. Doutora em relações internacionais pela Escola de Direito e Diplomacia Fletcher da Tufts University.

Cargos acadêmicos e do governo federal Editar

Depois de exercer a advocacia no início dos anos 1980, Zelikow se voltou para o campo da segurança nacional. Ele foi professor adjunto de assuntos de segurança nacional na Naval Postgraduate School em Monterey, Califórnia, em 1984–1985.

Ele ingressou no Departamento de Estado dos Estados Unidos por meio do processo de exame padrão para o serviço estrangeiro como funcionário público de carreira. Como Oficial do Serviço Exterior, ele serviu no exterior na Missão dos EUA nas conversações de controle de armas convencionais em Viena, no centro de crise 24 horas do Departamento de Estado e na equipe de secretaria do Secretário de Estado George P. Shultz, durante o segundo Reagan administração (1985–1989).

Em 1989, no governo de George HW Bush, Zelikow foi escalado para integrar o Conselho de Segurança Nacional, onde se envolveu como funcionário sênior da Casa Branca na diplomacia em torno da reunificação alemã e nos acordos diplomáticos que acompanharam o fim da Guerra Fria na Europa . Durante a primeira Guerra do Golfo, ele ajudou o presidente Bush, o conselheiro de segurança nacional Brent Scowcroft e o secretário de Estado James Baker em assuntos diplomáticos relacionados à coalizão. Ele foi coautor, com Condoleezza Rice, do livro Alemanha Unificada e Europa Transformada: Um Estudo em Estatística (1995), um estudo acadêmico sobre as políticas de reunificação. [1] [2]

Em 1991, Zelikow deixou o NSC para ir para a Universidade de Harvard. De 1991 a 1998, ele foi Professor Associado de Políticas Públicas e codiretor do Programa de Inteligência e Política de Harvard, na Kennedy School of Government de Harvard.

Em 1998, Zelikow mudou-se para a Universidade da Virgínia, onde até fevereiro de 2005 dirigiu o maior centro do país na presidência americana. Ele serviu como diretor do Centro Miller de Relações Públicas e, como Professor de História White Burkett Miller, ocupou uma cadeira dotada. O Centro lançou um projeto para transcrever e anotar as fitas anteriormente secretas feitas durante as presidências de Kennedy, Nixon e Johnson. [3] Em um projeto de história oral presidencial liderado por James Sterling Young, ele reúne sistematicamente informações adicionais sobre as presidências de Reagan, George H.W. Bush e Clinton.

Após uma nomeação no Departamento de Estado de 2005 a 2007 durante o governo Bush, Zelikow voltou a estudar na Universidade da Virgínia. Em 2011, foi nomeado Reitor Associado da Escola de Graduação em Artes e Ciências. Ele foi fundamental na reestruturação da Faculdade de Artes e Ciências. Também em 2011, Zelikow foi nomeado pelo presidente Barack Obama para o Conselho Consultivo de Inteligência do Presidente. [4]

Comissões e comitês Editar

Equipe de transição de Bush Editar

No final de 2000 e início de 2001, Zelikow serviu na equipe de transição do presidente Bush. Depois que George W. Bush assumiu o cargo, Zelikow foi nomeado para um cargo no Conselho Consultivo de Inteligência Estrangeira do Presidente [PFIAB], e também trabalhou em outras forças-tarefa e comissões. Ele dirigiu a Comissão Nacional bipartidária sobre a Reforma Eleitoral Federal, criada após as eleições de 2000 e presidida pelos ex-presidentes Jimmy Carter e Gerald Ford, junto com Lloyd Cutler e Bob Michel. As recomendações desta Comissão levaram diretamente à consideração do Congresso e à promulgação da Lei Help America Vote de 2002. [5]

Força-Tarefa Markle em Edição de Segurança

Em 2002, Phil Zelikow se tornou o diretor executivo da Força-Tarefa Markle sobre Segurança Nacional na Era da Informação. A Força-Tarefa compreende um grupo diversificado e bipartidário de formuladores de políticas experientes, executivos seniores da indústria de tecnologia da informação, defensores do interesse público e especialistas em privacidade, inteligência e segurança nacional. A Força-Tarefa Markle busca informar as decisões políticas e investimentos dos governos federal, estadual e local na coleta e uso de informações relacionadas à segurança nacional. Os relatórios e recomendações da Força-Tarefa foram codificados por meio de duas leis (IRPTA 2004 e Implementing 9/11 Commission Report Act 2007) e várias diretrizes presidenciais. [6]

Diretor Executivo da Comissão do 11/9 Edit

Zelikow foi nomeado diretor executivo da Comissão do 11 de setembro (Comissão Nacional de Ataques Terroristas contra os Estados Unidos), cujo trabalho incluiu o exame da conduta dos presidentes Clinton e George W. Bush e suas administrações antes e em 11 de setembro de 2001. O envolvimento anterior de Zelikow com a administração de George W. Bush levou à oposição do Comitê Diretor da Família do 11 de setembro, citando o conflito de interesses óbvio de ter trabalhado anteriormente na equipe de transição de Bush. O presidente republicano e o vice-presidente democrata da Comissão defenderam vigorosamente Zelikow, tanto na época como posteriormente. [7] Em resposta às preocupações, Zelikow concordou em se abster de quaisquer questões de investigação relativas à transição do Conselho de Segurança Nacional dos governos Clinton para Bush, que Zelikow ajudou a administrar. [8]

Depois de ser informado do projeto Able Danger do Departamento de Defesa pelo Tenente Coronel do Exército dos EUA Anthony Shaffer, ele não conseguiu que a Comissão do 11 de setembro investigasse, apesar da promessa de que a Comissão investigaria todos os tópicos relacionados ao 11 de setembro. Able Danger não foi incluído no relatório final da Comissão. Em 2005 e 2006, um membro do Comitê de Serviços Armados da Câmara, Rep. Curt Weldon, divulgou as alegações de Shaffer em audiências e declarações públicas. [9] Um relatório de setembro de 2006 do Inspetor-Geral do Departamento de Defesa concluiu que essas alegações eram infundadas. Um outro relatório do Comitê Selecionado de Inteligência do Senado chegou à mesma conclusão em dezembro de 2006. [10] [11]

Alguns membros da equipe da Comissão do 11 de setembro não confiavam em Zelikow, considerando-o uma "toupeira da Casa Branca" por ser um confidente próximo da Conselheira de Segurança Nacional Condoleezza Rice e por ter trabalhado em várias funções de alto nível no George W. Administração Bush. [12]

Projeto de estratégia de segurança nacional Rice Editar

No Ascensão dos Vulcanos (2004), James Mann relata que quando Richard Haass, assessor sênior do Secretário de Estado Colin Powell e diretor de planejamento de políticas do Departamento de Estado, esboçou uma visão geral da estratégia de segurança nacional dos Estados Unidos após os ataques de 11 de setembro de 2001, o Dr. Rice, a assessora de segurança nacional, "ordenou que o documento fosse totalmente reescrito. Ela achava que o governo Bush precisava de algo mais ousado, algo que representasse uma ruptura mais dramática com as ideias do passado. Rice passou a redação para seu antigo colega, Professor Philip Zelikow da Universidade da Virgínia. " Uma crítica a esse documento, emitido em 17 de setembro de 2002, é que ele deve ter sido um documento significativo em uma suposta doutrina de guerra preventiva do governo Bush. [13] [14] No entanto, na redação deste documento, Zelikow se opôs à linguagem proposta usando preempção no contexto de como lidar com armas de destruição em massa. [15]

Rework America Edit

Em 2014-15, enquanto estava de licença da University of Virginia e trabalhando para a Markle Foundation, Zelikow ajudou a liderar um grupo de americanos proeminentes patrocinado pela Fundação chamado "Rework America". O grupo desenvolveu argumentos e ideias sobre como usar a revolução digital para ampliar as oportunidades econômicas para todos os americanos. O grupo publicou suas idéias em "Momento da América: Criando Oportunidades na Era Conectada". [16]

Administração de George W. Bush Editar

O papel de Zelikow na segunda guerra do Iraque é discutido longamente no livro de Bob Woodward Estado de negação, que o apresenta como um crítico interno da forma como a guerra estava sendo conduzida em 2005 e 2006, e como um criador da abordagem alternativa denominada "limpar, manter e construir". Ele também é citado por fontes como Jack Goldsmith's A Presidência do Terror as an internal critic of the treatment of terrorist captives, and there was wide attention given to an address he made on this subject after leaving office in April 2007.

Based on speeches and internal memos, some political analysts believe that Zelikow disagreed with aspects of the Bush administration's Middle Eastern policy. [17]

As Counselor to Secretary of State Rice, Zelikow opposed the Bush administration Torture Memos. In 2006, Zelikow wrote a memorandum warning that the abuse of prisoners through so-called "enhanced interrogation" could constitute war crimes. [18] [19] Bush administration officials ignored his recommendations, and tried to collect all copies of the memo and destroy them. [20] [21] Jane Mayer, author of the Dark Side, [22] quotes Zelikow as predicting that "America's descent into torture will in time be viewed like the Japanese internments," in that "(f)ear and anxiety were exploited by zealots and fools." [23]

Expertise Edit

Zelikow's area of academic expertise is the history and practice of public policy. In addition to the work on German unification, he has been significantly involved in contemporary scholarship on the Cuban Missile Crisis, including the relation between this crisis and the East-West confrontation over Berlin.

While at Harvard, he worked with Ernest R. May and Richard Neustadt on the use, and misuse, of history in policymaking. They observed, as Zelikow noted in his own words, that "contemporary" history is "defined functionally by those critical people and events that go into forming the public's presumptions about its immediate past. The idea of 'public presumption'," he explained, "is akin to William McNeill's notion of 'public myth' but without the negative implication sometimes invoked by the word 'myth.' Such presumptions are beliefs (1) thought to be true (although not necessarily known to be true with certainty), and (2) shared in common within the relevant political community." [24] "

Zelikow and May also authored and sponsored scholarship on the relationship between intelligence analysis and policy decisions. Zelikow later helped found a research project to prepare and publish annotated transcripts of presidential recordings made secretly during the Kennedy, Johnson, and Nixon administrations (see WhiteHouseTapes.org) and another project to strengthen oral history work on more recent administrations, with both these projects based at the University of Virginia's Miller Center of Public Affairs.

In writing about the importance of beliefs about history, Zelikow has called attention to what he has called "'searing' or 'molding' events [that] take on 'transcendent' importance and, therefore, retain their power even as the experiencing generation passes from the scene. In the United States, beliefs about the formation of the nation and the Constitution remain powerful today, as do beliefs about slavery and the Civil War. World War II, Vietnam, and the civil rights struggle are more recent examples." He has noted that "a history’s narrative power is typically linked to how readers relate to the actions of individuals in the history if readers cannot make a connection to their own lives, then a history may fail to engage them at all." [24]

Terrorism Edit

Zelikow has also written about terrorism and national security, including a set of Harvard case studies on "Policing Northern Ireland." In the November–December 1998 issue of Negócios Estrangeiros, he co-authored an article Catastrophic Terrorism, with Ashton B. Carter, and John M. Deutch, in which they speculated that if the 1993 bombing of the World Trade Center had succeeded, "the resulting horror and chaos would have exceeded our ability to describe it. Such an act of catastrophic terrorism would be a watershed event in American history. It could involve loss of life and property unprecedented in peacetime and undermine America’s fundamental sense of security, as did the Soviet atomic bomb test in 1949. Like Pearl Harbor, the event would divide our past and future into a before and after. The United States might respond with draconian measures scaling back civil liberties, allowing wider surveillance of citizens, detention of suspects and use of deadly force. More violence could follow, either future terrorist attacks or U.S. counterattacks. Belatedly, Americans would judge their leaders negligent for not addressing terrorism more urgently." [25]

Zelikow has co-written many books. He wrote a book with Ernest May on The Kennedy Tapes, and another with Joseph Nye and David C. King on Why People Don’t Trust Government. Others include:

  • Philip D. Zelikow with Condoleezza Rice, To Build a Better World: Choices to End the Cold War and Create a Global Commonwealth" Twelve, 2019. 528 pages, ISBN1-538-76468-7
  • Philip D. Zelikow with Condoleezza Rice, Germany Unified and Europe Transformed: A Study in StatecraftHarvard University Press, 1995, hardcover, 520 pages, 0-674-35324-2 trade paperback, 1997, 520 pages, 0-674-35325-0
  • Philip D. Zelikow with Graham T. Allison, Essence of Decision: Explaining the Cuban Missile Crisis 2nd edition Longman, 1999. 440 pages, 0-321-01349-2
  • Philip D. Zelikow with Ernest R. May, The Kennedy Tapes: Inside the White House During the Cuban Missile CrisisHarvard University Press, 1997, 728 pages, 0-674-17926-9
  • Philip D. Zelikow, American Military Strategy: Memos to a President (Aspen Policy Series) W.W. Norton & Company, 2001, 206 pages, 0-393-97711-0

Zelikow is a member of the Global Development Program Advisory Panel, Gates Foundation. [ citação necessária ]


Universidade de Redlands

Founded in 1907, the University of Redlands is a higher learning institution based in the southern California city for which it is named. The campus is located both close to the urban attractions of the city of San Bernardino, and the spectacular natural location of a nearby mountain range.

There are over 40 fields of study for undergraduate students at Redlands at the College of Arts and Sciences, with majors such as environmental studies, chemistry, and global business, and minors in the fields of astronomy, human-animal studies, and art history. The Centre for Spatial Studies offers students a multidisciplinary approach towards research and study of geospatial technologies, offering both major and minor courses. Academics are also offered at the schools of business, education, and music, and the school of continuing studies provides certificate programmes, individual courses, workshops and on-site custom courses.

Undergraduate students will be expected to live on campus for the duration of their studies, and the university provides a wide range of accommodation opportunities. Anderson Hall houses 200 students across all educational years, Grossmont Hall is an all-women’s community, and Melrose Hall is a 60 student facility with extended quiet study hours.

The Redlands mascot is a bulldog, and the animal will often be seen at sporting events or around campus. Started as a prank in 1913, the carving of a large letter "R" into vegetation surrounding the campus is a tradition that continues to this day.

Alumni of Redlands include congresspersons Pete Aguilar and Juanita Millender-McDonald, high profile lawyer David Boies, and true crime writer Cathy Scott.


The Redlands Symphony was founded in 1950 by Dr. Edward C. Tritt as the University-Community Symphony Orchestra, an adjunct organization to the University of Redlands. The orchestra quickly became a vital part of Redlands’ cultural fabric, bringing a high level of artistic excellence to the stage of the Memorial Chapel. Early successes included the 1957 premiere of a work by William Grant Still and a sold-out performance by Jack Benny in 1974.

In 1974, the Redlands Winter Concert Association, which had been founded in 1956 to present concerts by touring artists in the Memorial Chapel, took over management of the University-Community Symphony Orchestra from the University of Redlands. The Winter Concert Association now assumed the dual role of performing symphonic concerts and presenting outside artists for the community.

The University-Community Symphony Orchestra officially merged with the Redlands Winter Concert Association in 1983, becoming the Redlands Symphony Association. That same season, Jon Robertson accepted the position of Music Director & Conductor. Under his leadership, the orchestra has evolved from a mix of faculty, students, and townspeople to a professional ensemble of the region’s foremost musicians.

In 1998, the Redlands Symphony expanded its service to the community by launching the OrKIDstra program, which provides music education and concert-going opportunities to schoolchildren throughout the region. OrKIDstra has grown steadily over the years and now presents four concerts and curriculum enrichment materials to over 6,000 students from 17 schools, as well as a free Family Concert & Instrumental Petting Zoo each spring.

The Redlands Symphony continues to maintain a close and mutually-beneficial relationship with the University of Redlands. The University provides the orchestra with support in numerous ways, not least of which is the use of the Memorial Chapel. In return, the Symphony provides an opportunity for outstanding students at the School of Music the opportunity to gain experience playing symphonic concerts with some of the region’s finest artist, many of whom are also on faculty at the University.

The Redlands Symphony Orchestra’s remarkable growth under the baton of Maestro Jon Robertson amazed critics and delighted audiences. Highlights have included performances of Mahler’s Ressurreição Symphony, the Mozart Requiem, and a staged production of Stravinsky’s A Soldier’s Tale featuring Tony Award-winner John Rubinstein. Over the years, the orchestra has received several “exemplary” ratings from the California Arts Council, which commented, “This is a remarkable, strong orchestra, boasting fine ensemble playing, attention to detail and a rich orchestral sound.” Maestro Robertson retired in 2016 after 33 years on the podium.

On June 4, 2016, the Redlands Symphony announced the appointment of Ransom Wilson as Music Director, promising a future in which the orchestra will soar to even greater artistic heights.


The Jalayirids: Dynastic State Formation in the Mongol Middle East

The period of Middle Eastern history between the collapse of the Mongol Ilkhanate in 1335 and the rise of Timur (Tamerlane) at the end of the fourteenth century is commonly seen as a tumultuous time of political breakdown and disorder. This book helps to make sense of this confusing period by tracing the origins, history and memory of the Jalayirid dynasty, a family that succeeded the Mongol Ilkhans in Iran and Iraq in the fourteenth and early fifteenth centuries and claimed to be the rightful heirs of the Chinggisid Mongols. The story of how the Jalayirids came to power is illustrative of the political dynamics that shaped much of the Mongol and post-Mongol period in the Middle East.


100 years ago in Redlands: Zanja Fiesta staged on first part of University of Redlands’ Alumni Greek Theatre

This ad for the University of Redlands’ 12th annual Zanja Fiesta, presented June 13, 1921, on the newly constructed Alumni stage, ran June 9, 1921, in the Redlands Daily Facts. (Redlands Daily Facts)

June 8, 1921

Out-of-town folks coming

A goodly number of the 1,500 to 2,000 persons expected at Zanja Fiesta given at the University of Redlands next Monday, will be from Riverside, Colton and San Bernardino, according to the expectations of those in charge of the production. Extensive advertising has been done in these cities in addition to the publicity which has been given the Fiesta in Redlands.

Many different kinds of appeals have been made to the public in these cities to tell them of the merits of the opera which is to be given as the annual commencement week production this year, “The Chimes of Normandy.” According to Student Manager Loper, who has complete charge of the Fiesta, this policy is in accordance with the determination of the management to make the Fiesta a big advertisement for the university among prospective students and supporters in nearby cities, as well as simply to draw a big crowd from the local public.

It is expected that a large number of these visitors from nearby towns will come in machines, and preparations have been made to care for the parking of cars in any number. Plans have also been made to reach the public not so well favored in the line of transportation, and dodgers and car-cards have been placed in the inter-urban cars running between Riverside and Redlands by way of San Bernardino and Colton.

The Alumni stage, newly completed, will be used Monday night for the first time. It should add a great deal to the enjoyment of the affair, for it is visible from every seat in the amphitheater without strain or exertion. The grounds have been so graded and sloped that everyone in the audience is given a clear and unobstructed view of the whole stage. Another feature which will add to the affair is that the Zanja, which flows through the grounds and gives he traditional affair its name, will be turned off for the evening, and its babbling tongue will be silent during the performance, telling no secrets of the hard work put in by cast chorus and management in preparing for the big affair.

June 8, 1921

Smiley Heights considered by the Moose

That there is some chance of Smiley Heights becoming the western home for the Moose lodge was reported at the meeting of the directors of the Chamber of Commerce this morning when a letter was read from Robert Lee Bettner, real estate man of Riverside

Mr. Bettner said that Smiley Heights, comprising 640 acres, has been offered to the Moose for a western home and headquarters, home for the aged and orphan children for $340,000. It is said that some of the officials consider it an ideal place.

G.S. Hinckley reported that the committee has had conferences regarding the sale of the property and it is hoped that some plan can be worked out so that the city can retain the scenic drive through the property.

Redlands also has an exceptional opportunity of locating the western college of the Lutheran Evangelical church, the third largest Protestant denomination in point of numbers in the country, for the national commission will be here tomorrow. The commission will be met at San Bernardino by Paul W. Moore, chairman of the reception committee, Mayor A.E. Brock and A.E. Isham and will be shown several available sites. It is believed that the commission will be impressed by the sites to be offered here.

Editor’s note: Smiley Heights did not become the western home for the Moose Lodge, but there is a Moose Lodge in Mentone. Redlands also did not become the home of a West Coast Lutheran college.

The Alumni stage at the University of Redlands, first used for the June 13, 1921, Zanja Fiesta, was the first part of the university’s Alumni Greek Theatre to be built. This drawing of the proposed Greek theater ran June 15, 1921, in the Redlands Daily Facts. The Alumni Greek Theatre was completed in 1927. (Redlands Daily Facts)

June 10, 1921

Much work on Zanja Fiesta

All set for the best Fiesta in history was the verdict of Director Bertrand and Harold Loper, student manager, today, speaking of the progress made recently in preparation for next Monday night when “The Chimes of Normandy,” 12th annual Zanja Fiesta of the university, is to be presented on the new Alumni stage at the college campus. …

An attractive poster in the window of Fowler and Thornquest Men’s Furnishings Store, where tickets are on reserve, shows a cross section of the Zanja Fiesta grounds in an interesting way. The new Alumni stage is indicated, used for the first time this year. The bed of the Zanja (which will be dry for the Fiesta) separates this from the seating space of the amphitheater. The graded floor and five terraces of seats are shown to give the patron a good idea of where he is sitting. Every one of these seats is well placed, with a clear view of the whole stage. Six hundred of the most central are on reserve, and some 1,400 are open to general admission tickets.

A new bridge over the Zanja will be introduced to general use on Monday night, to handle the crowds expected at the production.

This view of the University of Redlands’ Alumni Greek Theatre is from the 1960s, several decades after construction was completed in 1927. (Courtesy of the A.K. Smiley Public Library Heritage Room)

June 14, 1921

Zanja Fiesta is given by the students

Not the slightest stretch of imagination was necessary to make the audience at the annual Zanja Fiesta feel perfectly at home in a seacoast village last evening. The weather man had conspired with other elements to make the setting absolute in its fidelity, even in the cold, clammy hand of the fog as it steals into the very marrow of the bones. It was all realistic and helped wonderfully to make the fiesta one of the most brilliant ever given by the students.

It was not the first presentation of the “Bells of Corneville,” or as it is better known, “Chimes of Normandy,” in Redlands. The students of the university have given it once before, but under no such ideal conditions as last evening. The “Chimes” ring truer and are more delightful when given out-of-doors and the setting last evening was just as beautiful as could be imagined, the purling Zanja separating the players from the audience seated about the hillsides that rim in the bowl, the great cottonwood and eucalypti forming a graceful setting for the stage.

The new concrete stage was dedicated last evening and the people of Redlands given a taste of what is to come. This is but one section of the stage, later another is to be built, then the walls and finally the seats for those who attend the fiestas.

Editor’s note: The Alumni Association presented the completed Alumni Greek Theatre to the university community six years later, in June 1927.

List of site sources >>>