A história

Detalhe arquitetônico no Mosteiro Tatev



Mosteiro Tatev

O mosteiro Tatev (Տաթեվ) está situado perto da aldeia de mesmo nome em parte de Zangezur - a antiga Syunik. O mosteiro foi fundado no século IX no lugar de um tabernáculo muito conhecido na antiguidade. A localização estrategicamente vantajosa em um cabo formado por um desfiladeiro de rio profundo com encostas rochosas íngremes favoreceu a construção de um poderoso complexo de defesa ali. Os monumentos Tatev destacam-se pela alta qualidade das obras. Ao mesmo tempo, Tatev era o centro político do principado de Syunik. No século 10, tinha uma população de 1.000 e controlava várias aldeias. No século 13, possuía 680 vilas, embora algumas das vilas hippies lutassem muito para ficar fora do domínio de Tatev. O terremoto de 1931 causou uma destruição considerável, mas as partes que sobreviveram nos permitem julgar os méritos artísticos do complexo. O principal monumento é a Igreja de Pogos e Petros (Pedro e Paulo) construída em 895-906. Reproduz o tipo de basílicas abobadadas do século VII, mas com novidades. No interior alongado, predomina a nave central, coroada por uma enorme cruz a meio da planta. Diferente da basílica abobadada, a igreja tinha em sua parte oeste vários anexos, cujos cantos serviam de encontro com a cúpula. Os seus encontros orientais ainda não se fundiam com as paredes da abside do altar, consequentemente, a forma de asa em cruz do seu interior não é muito pronunciada. Essas características nos dão motivos para considerar a igreja como um elo intermediário no desenvolvimento do salão da cúpula em um tipo de construção em forma de cúpula com asas em cruz, que mais tarde se espalhou amplamente na Armênia.

A aparência externa do templo é severa e lacônica. Suas proporções harmoniosas contribuem para a impressão de sua altura considerável. A grande cúpula, o arranjo baixo e espaçado de janelas estreitas e um tambor alto e redondo coroado com um telhado pontiagudo de 32 dobras imediatamente chamam a atenção.

As fachadas da igreja, tal como as dos monumentos do século XVII, são lisas e isentas de pormenores supérfluos. Na fachada oriental existem dois nichos triangulares profundos coroados, tal como as janelas, com finas bordas ornamentadas. Quatro deles são decorados com representações de rostos humanos, para os quais são voltadas cabeças de cobra com ferrões de fora. Os armênios acreditavam que as cobras eram os protetores de suas casas. Os rostos ovais, com longas mechas de cabelo emoldurando-os e as órbitas oculares apenas sugeridas, são bastante esquemáticos. A única exceção é o relevo da fachada norte em que o entalhador tentou retratar alguém. De acordo com Stepanos Orbelyan, um historiador armênio, esses são os retratos dos fundadores da igreja - Príncipe Ashot, sua esposa Shushan, Grigor Supan, o governante de Gekharkunik e o Príncipe Dzagik.

Foi dada especial atenção à decoração interior da igreja, que era a principal catedral do principado de Syunik. Em 930, as paredes da igreja eram decoradas com afrescos, agora quase totalmente perdidos, que diferiam dos da Igreja da Cruz na Ilha de Aghtamar. Na abside principal havia uma representação de Cristo sentado em um trono e rodeado por três profetas e quatro santos. A parede oeste era ocupada por um enorme afresco mostrando o Dia do Juízo, e a parede norte, cenas da Natividade. As figuras nos afrescos são monumentais e mostradas em movimentos complexos e cariosos (um homem se levantando do caixão, um anjo voador) que são enfatizados pelas dobras dos trajes. O requintado esquema de cores de branco, azul claro, amarelo e vermelho escuro deu ao interior uma aparência elegante e solene.

Os autores dos afrescos da Igreja de Pogos e Petros, que provavelmente trabalharam com pintores da Europa Ocidental, estavam ligados a uma escola fundada em Tatev no início do século X, cujos alunos estudavam ciências humanitárias e manuscritos ilustrados. A escola foi de grande importância. Atualmente, escolas semelhantes foram abertas em vários mosteiros de Syunik, como G'ndevank, Tsakhats-kar e Bgheno-Noravank. A escola desempenhou um papel especialmente ativo no desenvolvimento da ciência e da arte nos séculos 14 a 15, sob Ovnan Vorotnitsi (1315-1388) e Grigor Tatevatsi (1346-1411). Este último não foi apenas um filósofo nominalista conhecido, mas também um pintor. Seu retrato, um dos raros retratos na pintura de livros armênios, pode ser visto em uma miniatura de 1449 em "A Interpretação dos Salmos de Davi". O cientista é mostrado entre seus discípulos. No final do século 13, Tatevatsi criou várias miniaturas para o Evangelho de 1297. Essas miniaturas se distinguem pelo contraste entre os tons de vermelho e amarelo brilhantes e os tons de marrom e azul selecionados com gosto requintado (a miniatura da "Anunciação"). A composição é severa e monumental. Os rostos são detalhados e cada um possui uma individualidade distinta. Os finos ornamentos florais e geométricos em algumas partes da miniatura aumentam o valor decorativo da composição.

A Igreja Grigory fica ao lado da igreja principal no lado sul. Segundo a crônica, a igreja foi construída em 1295 no lugar de uma construção anterior de 836-848. Artisticamente, trata-se de um edifício do tipo salão abobadado, muito difundido na Armênia, com abside semicircular. A sua decoração é muito modesta. A janela oriental da abside tem a forma de duas cruzes e um círculo acima delas. O portal de entrada está decorado com um belo ornamento geométrico de talha, típico do século XIII.

A oeste da Igreja de Gregório havia uma galeria abobadada com aberturas em arco no lado sul, e a oeste da Igreja de Pogos e Petros, um campanário de três níveis do século XVII. Sua característica era o clareamento das seções para cima, o que é enfatizado não apenas pela forma e tamanho da seção transversal dos pilares, mas também pelo tamanho e proporções dos arcos que os ligam. O piso térreo é mais pesado do que o do meio, que era uma transição para o leve campanário de oito colunas com um telhado redondo pontiagudo. Correspondentemente, a decoração da camada inferior era mais alta do que a da camada superior.

O monumento "Gavazan", erguido em 904 no pátio, junto às instalações de habitação do mosteiro, é uma obra única da arte de arquitectura e engenharia arménia. Este é um pilar octaédrico, construído com pequenas pedras de oito metros de altura, é coroado por uma cornija ornamentada, com um khachkar de obra aberta elevando-se sobre ela. Como resultado de tremores sísmicos, e mesmo com um simples toque da mão humana, o pilar, acoplado por dobradiça a um estilóbato, inclina-se e depois retorna à posição inicial.

A igreja quadrada de Astvatsatsin, que remonta ao século 11, é de um tipo raro na arquitetura armênia. É um pequeno átrio abobadado com nichos em todas as fachadas, exceto na ocidental, e suas proporções são orientadas verticalmente. O tambor de cúpula tem um telhado redondo pontiagudo.

Os aposentos do Padre Superior, o refeitório abobadado com cozinha e despensas, as instalações de habitação e de serviço formam um círculo quase completo à volta destas estruturas. Eles foram reconstruídos de maneira capital nos séculos XVII-XVIII. Havia muitos depósitos secretos em rocha sólida.

Os artesãos de Tatev criaram obras de arte aplicada. A estrutura de ouro do Evangelho de Tatev merece menção especial. Este é um exemplo da perseguição do século XVII. Mostra cenas do Evangelho e retratos dos cientistas Tatev - Ovnan Vorotnetsi e Grigor Tatevatsi (agora no museu da Catedral de Echmiadzin).

A porta da Igreja Tatev é uma obra notável de arte em talha (1253 e 1614, o Museu de História do Estado da Armênia). As dobras e o batente da porta são totalmente esculpidos com um intrincado ornamento geométrico intercalado com pequenos padrões florais. No centro da porta de 1253 há uma grande representação da cruz sobre um grande círculo em forma de escudo com duas rosetas de 16 pétalas nas laterais. No topo, há uma inscrição de três linhas.

O conjunto Tatev se encaixa perfeitamente na paisagem montanhosa ao seu redor. Uma grande igreja, dominando as estruturas circundantes e visível de longe, é o centro arquitetônico e artístico do conjunto. As instalações residenciais e de serviço, dispostas em uma única fileira no perímetro, destacam a fundação de rocha poliédrica e parecem ser uma extensão dela. Isso dá ao conjunto uma aparência original e majestosa.


Detalhe arquitetônico no Mosteiro Tatev - História

Mosteiro Tatev, Armênia e # 8211 YouTube

Uma colega minha acaba de voltar de sua terra natal, a Armênia. Ela me deu uma lembrança de Tatev. Quanto você sabe sobre o país da Armênia? e Tatev? & # 8211kas

A tradição armênia preservou várias lendas sobre a origem da nação armênia. O mais importante deles fala sobre Hayk (Hayg ou Haig), o herói homônimo dos armênios que se autodenominava Feno (Hye) e seu país Hayk & # 8217 ou Hayastan. O historiador do século 5, Movses Khorenatsi, também relata, em certa extensão, os atos valentes de Aram cuja fama se estendeu muito além dos limites de seu país. Consequentemente, as nações vizinhas chamaram o povo Armens ou Armênios.

Nos séculos 14 e 15, o Mosteiro de Tatev hospedou uma das mais importantes universidades medievais armênias, a Universidade de Tatev, que contribuiu para o avanço da ciência, religião e filosofia, reprodução de livros e desenvolvimento da pintura em miniatura. Acadêmicos da Universidade Tatev contribuíram para a preservação da cultura e da cultura armênia durante um dos períodos mais turbulentos de sua história.

O mosteiro é o & # 8220 melhor local conhecido & # 8221 em Syunik. [1] Wings of Tatev, um teleférico de Tatev para a vila de Halidzor foi inaugurado em outubro de 2010. [2] [3] Foi incluído no Guinness World Records como o teleférico de via dupla sem paradas mais longo do mundo & # 8217s & # 8220. & # 8221 [4]

Tatev

18/09/2015, Yerevan, Armênia. Carmen. Recomendado. 8 dias e 7 noites Shiraz-Yazd-Isfahan-Teerã. Veja mais. Fazer o que Armênio petróglifos nos dizem?

TaTever & # 8211 Wings of Tatev

O que fazer em Armênia: Visita Armênia, Tatever ropeway, Tatev Complexo do portal, ingressos e horários de funcionamento, trilhas para caminhadas, restaurante-café Tatevatun, Tatev

Armênia: a jornada ao mosteiro Tatev

28 de março de 2015 & # 8211 Passeio no teleférico sem paradas mais longo do mundo & # 8217s para TatevMosteiro. É um mosteiro medieval isolado no sudeste Armênia

Mosteiro Tatev e # 8211 Armeniapedia.org

15 de outubro de 2010 e # 8211 Tatev (Տաթեվ) mosteiro está situado perto da aldeia de mesmo nome em parte de Zangezur & # 8211 Syunik antigo. O mosteiro foi fundado no & # 8230

Mosteiro Tatev & # 8211 maravilha da arquitetura e da natureza & # 8211 Armênia

Descobrir Tatev: Tatev Mosteiro e obra-prima # 8211 de Armênio arquitetura, aprenda sobre a origem do nome Tatev, Stick-Column of Tatev.


Coluna Gavazan no Mosteiro Tatev

Ver todas as fotos

Quase mil anos antes do desenvolvimento do sismógrafo moderno no século 19, monges armênios que viviam no mosteiro Tatev construíram o “ Gavazan ” coluna, um pilar com uma base pivotante, que se inclinou quando o solo estremeceu com os tremores causados ​​por terremotos (ou exércitos se aproximando).

O mosteiro Tatev de 1.000 anos, dramaticamente situado, foi um grande centro de ciência e filosofia na era medieval, como tipificado pelo Gavazan e outras estruturas dentro do complexo. O local, com vista para a garganta do rio Vorotan, era originalmente usado para adoração pagã, até que a primeira igreja foi construída lá entre 895 e 906, dedicada aos santos Paulo e Pedro. Era a sede do bispado da região de Syunik e exercia uma influência considerável.

Com a construção de outro santuário, dedicado à Virgem Maria, no século XI, o mosteiro entrou numa época áurea, com cerca de 1.000 monges e artesãos a habitarem nele. Sua biblioteca abrigava mais de 10.000 manuscritos. Infelizmente, tanto os livros quanto este período de prosperidade chegaram ao fim com a invasão dos turcos seljúcidas em 1170. Os manuscritos foram enviados para um forte para custódia, mas o forte foi arrasado e o próprio mosteiro foi saqueado e saqueado .

Foi lentamente reconstruída e a recuperação acadêmica ocorreu nos séculos 14 e 15, quando a Universidade Tatev foi estabelecida e se tornou um importante centro de aprendizagem armênio, sob a liderança de Grigor Tatevatsi. Com três escolas diferentes, disciplinas como arquitetura, filosofia e astronomia eram ensinadas. Todo o complexo era autossuficiente com sua própria prensa de óleo, moinho de farinha e pomares e vinhedos próximos no desfiladeiro de Vorotan. Este período terminou quando Timur, o Manco, e seu filho lançaram sucessivas campanhas militares na região.

Ao longo dos séculos seguintes, o complexo de pedra foi atingido por invasões e um terremoto que atingiu em 1931. Foram feitos esforços para reconstruir parcialmente as estruturas principais e há um projeto em andamento para restaurar o mosteiro extraordinário à sua antiga glória.

Os visitantes podem andar no Wings of Tatev, o teleférico sem escalas mais longo do mundo, que o leva da vila de Halidzor ao mosteiro, oferecendo uma vista panorâmica deslumbrante do desfiladeiro. o Gavazan coluna ainda está no mosteiro, embora não se incline mais quando os tremores atingem. Um lagar bem preservado da Idade Média também está no local, junto com o túmulo de Grigor Tatevatsi, que chefiou Tatev durante uma de suas épocas mais frutíferas.


Uma jornada de história da arquitetura para a Armênia

Palm Beach tem tudo a ver com uma vida luxuosa & # 44 escondida de olhos curiosos. MARSHALL WATSON

Projete do ponto de vista do Maine. MARSHALL WATSON

O Matenadaran com estátua de Mesrop Mashtots. ANNE SURCHIN

O Mosteiro Khor Virop data do século IV d.C. ANNE SURCHIN

Mais sobre a vila das cavernas ANNE SURCHIN

Famosa vila na caverna em Khndzoresk ANNE SURCHIN

Uma iguaria encontrada apenas no mercado ao ar livre Stepanakert - ervas frescas salteadas em uma fina massa de pão sem fermento. Todos nós enlouquecemos com essa forma de junk food da Armênia (embora não seja realmente prejudicial à saúde). ANNE SURCHIN

Fresco restaurado em Dadivank. ANNE SURCHIN

Mosteiro de Dadivank em Artsahk construído para St. Dadi em 1214. Escadas que levam às celas dos monges na nave. ANNE SURCHIN

Curva de curva típica em Artsahk - uma experiência complicada quando o ônibus está a 6 pés da borda, sem guarda-corpos. ANNE SURCHIN

Mosteiro de Sevanavank ANNE SURCHIN

As meninas com a nova estrutura de pente que estão construindo do zero. LISA DAFFY

Avestruzes emplumadas em exibição dentro de Henri Bendel. MARSHALL WATSON

O Templo de Garni. Observe o tamanho dos degraus da escada & # 44, o que realmente diminui a escala da estrutura. ANNE SURCHIN

Antigo hotel da era soviética & # 44 revestido em pedra de tufo & # 44 convertido em um Marriott na Praça da República. ANNE SURCHIN

Palm Beach tem tudo a ver com uma vida luxuosa & # 44 escondida de olhos curiosos. MARSHALL WATSON

Projete do ponto de vista do Maine. MARSHALL WATSON

O Matenadaran com estátua de Mesrop Mashtots. ANNE SURCHIN

O Mosteiro Khor Virop data do século IV d.C. ANNE SURCHIN

Mais sobre a vila das cavernas ANNE SURCHIN

Famosa vila na caverna em Khndzoresk ANNE SURCHIN

Uma iguaria encontrada apenas no mercado ao ar livre Stepanakert - ervas frescas salteadas em uma fina massa de pão sem fermento. Todos nós enlouquecemos com essa forma de junk food da Armênia (embora não seja realmente prejudicial à saúde). ANNE SURCHIN

Fresco restaurado em Dadivank. ANNE SURCHIN

Mosteiro de Dadivank em Artsahk construído para St. Dadi em 1214. Escadas que levam às celas dos monges na nave. ANNE SURCHIN

Curva de curva típica em Artsahk - uma experiência complicada quando o ônibus está a 6 pés da borda, sem guarda-corpos. ANNE SURCHIN

Mosteiro de Sevanavank ANNE SURCHIN

As meninas com a nova estrutura de pente que estão construindo do zero. LISA DAFFY

Avestruzes emplumadas em exibição dentro de Henri Bendel. MARSHALL WATSON

O Templo de Garni. Observe o tamanho dos degraus da escada & # 44, o que realmente diminui a escala da estrutura. ANNE SURCHIN

Antigo hotel da era soviética & # 44 revestido em pedra de tufo & # 44 convertido em um Marriott na Praça da República. ANNE SURCHIN

Forma e função de amp

Ir para a Armênia em uma excursão explorando a rica cultura do país & # 8217s & # 44 história e patrimônio arquitetônico & # 44 especialmente as catedrais e mosteiros & # 44 era simplesmente algo que eu não poderia deixar de lado. Tendo estudado arquitetura medieval na faculdade & # 44, estava ansioso para ver essas estruturas & # 44, o que acabaria me deixando sem fôlego. Patrocinada pela organização sem fins lucrativos Adirondack Architectural Heritage & # 44, esta viagem provou ser uma experiência única na vida. Armênia & # 8212 limitada pela Geórgia ao norte & # 44 Irã ao sul & # 44 Azerbaijão ao nordeste e sudoeste & # 44 Artsahk (anteriormente Nagorno Karabagh) a leste & # 44 e a Turquia a oeste & # 8212 está localizada no sul do Cáucaso. Geograficamente & # 44 a Armênia é bastante diversa & # 44 com dramáticas montanhas vulcânicas & # 44 desfiladeiros de montanha & # 44 as águas cristalinas do Lago Sevan de água doce com 74 quilômetros de extensão em um cenário montanhoso & # 44 florestas e riachos. A paisagem é acidentada & # 44 e 90 por cento do país está 1 & # 44.000 metros acima do nível do mar, se não mais alto. O país de 3 milhões de habitantes é equivalente em tamanho à Bélgica.

Nossa primeira parada & # 44 Yerevan & # 44 na capital da Armênia & # 44 data de 782 aC & # 44 quando a fortaleza de Erebuni foi construída pelo Rei Argishti I de Urartu. Esta cidade estrategicamente localizada existia como uma intersecção para o comércio de caravanas que cruzava a Europa e a Índia.

Consequentemente, os persas e os otomanos lutaram por ela durante séculos. Em 1828 & # 44, a Rússia anexou Yerevan dos persas & # 44 e em 1920 & # 44 tornou-se a capital da República Socialista Soviética Armênia. Quando a União Soviética entrou em colapso em 1991 & # 44, Yerevan se tornou a capital da República independente da Armênia.

Após o genocídio de 1915 & # 44, Yerevan serviu como um centro cultural para a Diáspora Armênia. Nas décadas de 1920 e 1930 e # 44, o arquiteto / planejador armênio russo Alexander Tamanian transformou esta pequena cidade provinciana em um modelo europeu movimentado de parques e praças com avenidas arborizadas e estradas circulares em sua periferia.

O Monte Ararat & # 44, o suposto local de descanso da Arca de Noé & # 8217s & # 44, assoma à distância. Ao redor desta montanha outrora vulcânica está a rocha de lava feita de cinza compactada conhecida como tufo (pronuncia-se tuffa). Os edifícios da era soviética foram revestidos com esta pedra & # 44, cuja cor pode variar entre rosa e laranja claro, dependendo da hora do dia. Tuff é usado em todo o país e também vem em um cinza quente & # 44, mas o rosa / laranja é a cor predominante encontrada em Yerevan.

A Praça da República & # 44 modelada por Tamanian a partir de São Pedro & # 8217s em Roma & # 44 tem forma elíptica e possui fontes cantantes em frente ao Museu de História. A praça & # 44 formada por cinco edifícios neoclássicos com motivos armênios e fachadas curvas revestidas de tufo & # 44 é simplesmente deslumbrante & # 8212especialmente à noite & # 44, quando pessoas de toda a cidade vêm para assistir às exibições de fontes coreografadas com música.

Tamanian também projetou o Teatro Nacional Armênio de Ópera e Ballet & # 44 em 1937, que ganhou o grande prêmio em uma exposição internacional em Paris. Embora não seja ornamentado em detalhes & # 44, toda a circulação do edifício gira em torno da procissão. Construído em uma época em que o traje formal era necessário & # 44, só podemos imaginar como o enorme saguão e os corredores espaçosos permitiam que os participantes desfrutassem do esplendor e glamour do momento.

Outros pontos de interesse incluem o Museu Matenadaran & # 44 de 1957, que contém uma coleção renomada de 23 & # 44000 manuscritos antigos iluminados & # 44 documentos e mapas. Na base deste depósito de livros semelhante a uma catedral está uma estátua de Mesrop Mashtots & # 44, um linguista que inventou o alfabeto armênio em 405 DC.

O Memorial e Museu do Genocídio Armênio & # 44, que comemora o massacre de um milhão de armênios no Império Otomano em 1915 & # 44, bem como as deportações e massacres anteriores que levaram a ele & # 44, apresenta uma poderosa exposição de texto e fotografias que documentam uma imagem do mundo & # 8217s atrocidades mais horríveis. Quarenta e oito estados e municípios nos Estados Unidos reconhecem o genocídio & # 44, mas ainda não foi reconhecido nacionalmente. Claramente & # 44, isso tem a ver com a aliança estratégica da América & # 8217 com a Turquia & # 44, que se recusa a reconhecer o próprio genocídio que criou.

Uma curta excursão à fábrica de Aguardente Ararat revelou-se bastante interessante. A empresa fabrica conhaque (essencialmente conhaque & # 44) desde 1887. O passeio cobriu o processo de fabricação do conhaque e a história da empresa. Churchill & # 44 Roosevelt e Stalin consumiram o conhaque Ararat & # 8220Dvin & # 8221 em Yalta. Embora esse conhaque em particular não seja mais feito & # 44, fomos informados de que era o favorito de Churchill & # 8217 & # 8212 ele costumava pedir 400 garrafas por ano.

Yerevan & # 44 com uma população de 1 milhão de pessoas & # 44 está atualmente passando por um boom de construção & # 44 e é difícil tirar uma foto sem um guindaste ao fundo. Grande parte do financiamento para esses projetos vem de dinheiro da diáspora que chega ao país de armênios americanos, como James Tufenkian & # 44 Houvanian Enterprises & # 44 e o falecido empresário e filantropo Kirk Kerkorian & # 44, entre outros.

Esta construção & # 44, embora boa para a economia & # 44, provou ser desastrosa para grande parte dos prédios de apartamentos e estruturas comerciais do século 19 no centro da cidade & # 8217, bem como bairros adjacentes com casas de madeira. As leis de preservação foram ignoradas & # 44 e os críticos advertiram que, se isso durar muito mais tempo, Yerevan será & # 8220 uma cidade sem memória. & # 8221

O bairro de Kond & # 44 do século 19, situado em uma colina íngreme & # 44, ainda está relativamente intacto. Três de nós subimos degraus infinitos e degraus ascendentes de larguras e alturas irregulares para descobrir um agrupamento de estruturas vernáculas de pedra e madeira que simplesmente evoluíram com o tempo. Ninguém jamais projetou esses edifícios & # 44, mas a soma das partes forma um todo notável.

Enquanto tirávamos fotos & # 44, um idoso de Yerevan parou seu carro e nos perguntou em um inglês perfeito & # 44 & # 8220Como você gosta da Antiga Yerevan? & # 8221

Escusado será dizer que & # 44 fizemos um sinal de positivo com o polegar.

Arquitetura Devocional

Armênia & # 44 em 301 DC & # 44 foi o primeiro país do mundo a adotar o Cristianismo como religião oficial. Hoje, a maioria dos armênios étnicos são membros da Igreja Apostólica Armênia. É chamado de Apostólico porque acredita-se que o Cristianismo foi trazido para a Armênia pelos discípulos de Jesus, Bartolomeu e Tadeu.

O mosteiro Khor Virap (& # 8220deep dungeon & # 8221) & # 44 com suas vistas sensacionais do Monte Ararat & # 44 é um dos locais históricos mais importantes do país. Os edifícios neste local foram reconstruídos repetidamente desde o século VI.

Este é o lugar onde o rei Trdat III & # 44, um pagão & # 44, prendeu seu assistente & # 44 Gregório o Iluminador & # 44 por 13 anos no poço da masmorra do mosteiro & # 8217s. Depois que Gregory Lusavorich & # 44 o primeiro líder da Igreja Apostólica Armênia & # 44 e mais tarde um santo padroeiro & # 44 foi capaz de curar o rei de suas enfermidades & # 44, ele foi libertado & # 44 e o rei se converteu ao Cristianismo.

A própria igreja principal do século 17 tem um tambor de 12 lados com uma cúpula e é dedicada a São Astvatsatsin. Há uma escultura do santo curando o rei no lado oriental da igreja.

Noravank (& # 8220Nora & # 8221 significando & # 8220new & # 44 & # 8221 e & # 8220vank & # 8221 significando & # 8220 mosteiro & # 8221) é um dos locais mais impressionantes da Armênia. No final da tarde & # 44, os tons vermelhos das falésias adjacentes aumentam & # 44 e a pedra vermelha / dourada de suas duas igrejas & # 44 St. Karapet & # 44 circa 1300 & # 44 e St. Astvatsatsin & # 44 1339 & # 44 assume um brilho luminoso do sol poente. Os historiadores notaram que esta igreja os lembra das torres funerárias encontradas no início do Cristianismo.

O complexo do mosteiro Tatev do século IX & # 44 perto da fronteira iraniana & # 44 fica em um planalto de basalto com vista para o desfiladeiro do rio Voroton & # 44 com os picos de Karabakh à distância. A emocionante abordagem ao complexo é por meio do bonde aéreo Wings of Tatev & # 44, considerado o mais longo do mundo. O passeio sobre o desfiladeiro & # 44 centenas de metros abaixo & # 44 não é para os fracos de coração.

A principal igreja do século 9 e # 44 Sts. Poghos-Petros (São Paulo e São Pedro) & # 44 fica ao lado da capela Grigor do século 11. Em seu apogeu & # 44, mais de 600 monges viveram e trabalharam aqui & # 44 e o complexo foi o lar da Universidade medieval de Tatev. O complexo está prestes a se tornar um Patrimônio Mundial da UNESCO.

Também visitamos o mosteiro Gandzasar & # 44 construído em 1240. De acordo com a lenda & # 44, foi construído sobre os restos mortais de João Batista. O mosteiro Haghpat & # 44 fundado em 976 & # 44 também é um Patrimônio Mundial da UNESCO. O composto consiste em estruturas interconectadas que formam um enclave harmonioso. Seus khachkars (pedra com lápides cruzadas) são bastante incomuns em termos ornamentais. O pequeno & # 44 mosteiro de Dadivank & # 44 em reforma quando visitamos & # 44 tem afrescos recentemente restaurados em sua capela.

Ao longo do caminho & # 44, paramos na vinícola Areni-1 de 6 & # 44100 anos & # 44 descoberta em um complexo de cavernas por arqueólogos armênios e irlandeses & # 44 que encontraram sementes de uva & # 44 uvas prensadas e uma cuba de vinho em 2007.

Artsahk (o antigo Nagorno Karabagh) é a área disputada do Azerbaijão & # 44 agora um país independente que não é reconhecido por ninguém. Seus ocupantes são principalmente armênios. Nós ficamos em sua capital & # 44 Stepanakert & # 44 que tem um museu & # 44 mercado ao ar livre & # 44 e uma série de edifícios governamentais e hotéis ao longo de belas ruas.

Também no itinerário estavam as cavernas da aldeia Khndzoresk na região de Syunik. Essas cavernas foram ocupadas por habitantes locais até os anos 1950 e 44, quando foram condenados por motivos de saúde. Hoje & # 44, eles fornecem armazenamento de feno para os fazendeiros locais.

Perto do final de nossa viagem & # 44, visitamos o Templo de Garni & # 44 construído no século I & # 44, que é o único templo pagão helenístico na Armênia. As ruínas da Catedral de Zvartnots & # 44 construída no século 7 & # 44 consistem em uma catedral de tetraconch com corredores (do grego para & # 8220four conchas & # 8221). Continha quatro absides, uma indo em cada direção & # 44, o que essencialmente transforma o plano em uma cruz grega.

O mosteiro Geghard & # 44 também um Patrimônio Mundial da UNESCO & # 44 é chamado de & # 8220Monestuário da Lança & # 44 & # 8221 desde que a lança que feriu Jesus na crucificação foi trazida para a Armênia pelo apóstolo Judas. A lança está em exibição no tesouro de Echmiadzin & # 44 parte do complexo religioso que é a Armênia & # 8217s Vaticano.

O alcance desta viagem foi enorme & # 44 e tornou-se muito mais do que uma simples excursão de prazer. Nosso grupo consistia em arquitetos & # 44 preservacionistas históricos & # 44 pessoas com interesses ecléticos e vários indivíduos de ascendência armênia.

A Armênia é um país em uma encruzilhada. Este ano & # 44, os cidadãos elegeram democraticamente um novo presidente & # 44 Nikol Pashinian & # 44 um ex-editor de jornal. Ele renunciou recentemente em 16 de outubro & # 44, forçando uma eleição para um novo parlamento para & # 8220 garantir a liberdade de expressão da vontade do povo & # 8217s. & # 8221

Os armênios são um povo resiliente que está abraçando a democracia com entusiasmo & # 44, enquanto parecemos ficar sentados e considerá-la um dado adquirido, já que nossas liberdades poderiam facilmente erodir.


Detalhe arquitetônico no Mosteiro Tatev - História

Em maio de 2014, começamos a trabalhar em uma marca para a Asas de Tatev teleférico. É o bonde aéreo reversível mais longo que leva ao antigo Mosteiro Tatev, construído no século IX.

A lenda fala de um acontecimento que está ligado à construção da igreja matriz, onde um aprendiz sobe secretamente ao topo da sua torre com a intenção de colocar uma cruz de seu próprio desenho. No entanto, o aprendiz é avistado por seu mestre durante sua descida. Chocado com a descoberta, o aprendiz perde o apoio e cai no abismo ao pedir a Deus que lhe dê asas, que em armênio é: “Ta Tev”.



O logotipo tinha que ser fresco, marcante, tinha que dar sensação de leveza, vôo e, ao mesmo tempo, sensação de conforto e segurança. É por isso que escolhemos uma cor azul.

Havia muitas ideias - desde associar a letra T ao personagem lendário que ascendeu ao céu até combinar a silhueta do mosteiro com asas-escada. No entanto, eventualmente foi decidido trabalhar em uma versão abstrata da asa, e já tivemos muitas dessas versões ☺. Finalmente, foi escolhida uma versão com uma asa dinâmica que simboliza o movimento para o mosteiro de azevinho.


Tudo começa com um esboço em um caderno, em um pedaço de papel ou mesmo em um guardanapo. Eventualmente, não é tão importante qual software usar para fazer um arquivo vetorial de sua ideia, mas pessoalmente eu uso o Ai.

Inicialmente, no estágio de brainstorming, é crucial fazer um mapa mental associativo, encontrar metáforas e desenhar esboços. Este processo permite pensar fora da caixa e modificar e editar rapidamente as ideias iniciais. Esta é a fase mais importante durante a qual a ideia final semeia em sua mente e você começa a visualizar os contornos do resultado. Depois disso, você pode transformar facilmente uma versão de esboço em outra, apenas alterando uma linha ou adicionando um traço, alterando assim a ideia inicial irreconhecível e encontrando exatamente o que você acha que é o melhor.




O projeto foi publicado no Behance e recebeu várias críticas positivas. O logotipo foi apreciado pelo cliente e tanto turistas internacionais como nacionais o consideram atraente.

Cada projeto dá novos conhecimentos, novas experiências. O projeto Asas de Tatev não foi uma exceção. Foi muito interessante se aprofundar na história do Mosteiro Tatev e rever este complexo arquitetônico de várias perspectivas, pois é essencial se aprofundar nos detalhes encontrando peculiaridades imperceptíveis que estão realmente tornando o objeto muito especial e único. Essa abordagem influencia todo o processo de trabalho e contribui para o alcance dos melhores resultados.

Serj Martirosyan

Ocupação e atividade atuais:
• Designer gráfico e Web Designer na Zoom Graphics
• Designer de produto (UX / UI) na inKin Social Fitness


Mosteiro de Tatev ao nascer do sol nas montanhas. Tatev, Armênia - foto stock

Sua conta de acesso fácil (EZA) permite que os membros de sua organização baixem conteúdo para os seguintes usos:

  • Testes
  • Amostras
  • Compósitos
  • Layouts
  • Cortes ásperos
  • Edições preliminares

Ele substitui a licença composta on-line padrão para imagens estáticas e vídeo no site da Getty Images. A conta EZA não é uma licença. Para finalizar seu projeto com o material que você baixou de sua conta EZA, você precisa obter uma licença. Sem uma licença, nenhum uso posterior pode ser feito, como:

  • apresentações de grupos de foco
  • apresentações externas
  • materiais finais distribuídos dentro de sua organização
  • qualquer material distribuído fora de sua organização
  • quaisquer materiais distribuídos ao público (como publicidade, marketing)

Como as coleções são atualizadas continuamente, a Getty Images não pode garantir que qualquer item específico estará disponível até o momento do licenciamento. Reveja cuidadosamente todas as restrições que acompanham o Material licenciado no site da Getty Images e entre em contato com seu representante da Getty Images se tiver alguma dúvida sobre elas. Sua conta EZA permanecerá ativa por um ano. Seu representante Getty Images discutirá uma renovação com você.

Ao clicar no botão Download, você aceita a responsabilidade pelo uso de conteúdo não lançado (incluindo a obtenção de todas as autorizações necessárias para seu uso) e concorda em obedecer a quaisquer restrições.


Mosteiro à beira de um desfiladeiro profundo

Vales profundos cercados por planaltos de basalto e picos acidentados definem a paisagem armênia no sul. Eles forneceram abrigo para peregrinos e viajantes por séculos. Um deles é o desfiladeiro Vorotan, um desfiladeiro íngreme formado por um rio com o mesmo nome. Ele esconde um dos pontos turísticos mais navegáveis ​​da Armênia, o mosteiro Tatev.

Explorando Tatev e seus arredores

Até hoje, os historiadores discutem sobre as origens do nome & # 8220Tatev. & # 8221 A lenda diz que durante a construção da igreja principal, um aprendiz perdeu o equilíbrio depois de colocar secretamente uma cruz desenhada por ele no topo da torre e caiu no abismo. Durante o outono, ele orou a Deus para lhe dar asas, que se traduz aproximadamente como & # 8220Ta Tev & # 8221 em armênio. Once you spot the monastery for the first time, you’ll understand why sometimes wings may have been the only way to reach the religious complex. It is set in breathtaking scenery on the edge of the deep Vorotan gorge surrounded by cliffs creating a natural fortification.

Visitors get the best aerial overview of the area by a ride or rather a short flight in Wings of Tatev aerial tramway, the longest non-stop double track cable car in the world (as of 2019). It connects villages of Halidzor and Tatev, ‘flies’ as high as 320 meters above the valley, and offers excellent views.

Good to know: The flight takes around 15 minutes. There is enough parking adjacent to the cable cars starting point in Halidzor. Tickets are sold for a specific timeframe, you need to decide the time of your return as well. Opening times of the cable car change throughout the year. On Monday, the tramway is usually closed for maintenance. For detailed information, check the Wings of Tatev website.

Another way to get to the monastery is by car on the road H45. As in May 2019, the road was well maintained and paved with construction works still ongoing just before Tatev.

Taking the curvy road full of hairpin bends gives you the possibility to explore the sights on the way. You can stop at Devil’s Bridge, a natural viaduct carved by a river with a hot spring nearby, where you can take a dip. There are also many hiking opportunities around the valley. However, paths are steep and sometimes unmarked.

Tatev monastery complex

The monastery dates back to the 9th century AD. During middle ages, it played a significant spiritual as well as a scholastic role in Armenia. For more than 40 years, it hosted a university and served as a depository of valuable manuscripts.

Back then, Tatev was a place where religion and innovation went hand in hand. To this day, signs of this coalition are spread across the complex. For example, Tatev’s famous Gavazan (the pendulous column), an 8-meter-high stone monument dedicated to Holy Trinity, also served as an earthquake warning system. The column would swing during tremors and turn back into its vertical position after the shocks had passed.

For almost a mystical experience, step inside Tatev’s main basilica, the Church of Saints Paul and Peter. The divine, almost fearful atmosphere inside the church is extraordinary.

An ancient giant oil press outside the monastery’s walls houses a small museum and gives a good impression of everyday life on monastery’s premises.

Last but not least, enjoy the view. Form almost every room of former dormitories there’s a spectacular view over the Vorotan gorge and surrounding peaks. You’ll understand why Tatev’s apprentices prayed for wings.

Tips: For a beautiful view of the monastery with the valley, follow the road along the complex. Behind the first hairpin bend, you’ll find Tatev viewpoint. If you want to grab a bite after the visit, Saro restaurant located just opposite the main entrance offers tasteful homemade food. Their khinkali were delicious.

As for time management, it depends on your interests. An architecture and history junkie could easily spend days exploring all the frescos and khachkars of Tatev. We spent roughly four hours without rushing anywhere.

Where to stay: We enjoyed our stay in one of the en suite bungalows of Old Halizdor Hotel. The property offers a direct view of the monastery on the other side of the valley. There is a garden restaurant serving simple but tasty Armenian dishes and wines.

Tatev is (as in 2019) a wonderful do it yourself sight. There are very few restrictions, and visitors can climb from room to room, stroll around the garden and get almost to the edge of the gorge. A couple of guided groups crossed our way, but their number was pretty straightforward. Individual travelers should take the chance and visit as soon as possible before selfie-sticks and restriction signs take over.


Tsitsernavank

Tsitsernavank is located on the northwestern edge of the namesake village in Kashatagh region of the Artsakh Republic (presently the Lachin region of Azerbaijan), in the historical Aghahejk canton of Syunik (Figs. 1, 2).

Fig. 1 The general view of Tsitsernavank, photo by S. Karapetyan.

Fig. 2 Tsitsernavank from the south-west, photo by H․ Abrahamyan.

In the sources Tsitsernavank is first mentioned by the 13th century historian Stepanos Orbelyan in three different parts of his book: “Stepanos – monk of ‘Tsitsarnay’” (mid-9th century), “‘Tsitsarnoy’ Monastery” (11-12th centuries), “Saint ‘Tsitsernaku’ Monastery” (13th century, Orbelian, 1910, 208, 249, 365), without details. It may be supposed that Stepanos living in the 9th century was the abbot of the monastery. The list of the tax-paying villages of Tatev Monastery, which presents the last chapter of the historian’s book, mentions the village of “Tsitsarnovank”, which apparently took its name from the monastery (Orbelian, 1910, 375). The next mention belongs to the 13th century historian Vardan Areveltsi – “Tsitsarnay Monastery” (Vardan 1960, 12). There is no information about the monastery or its separate structures in the abovementioned references.

The importance of Tsitsernavank in the following centuries is evidenced by the dithyramb of Archimandrite Tovma Vanandetsi (17th century), a number of other references and inscriptions. Ghevond Alishan referred to the monastery in his “Sisak” work, where he clarified the location of the monastery and presented the myths related to it (Alishan, 1893, 268). Yervand Lalayan in his work entitled “Zangezur” describes in detail the church and mentions the tradition according to which the little finger (in Arm: tsitsernae) of the Apostle Peter is enshrined in front of the northern vestry of the building (Lalayan 1898, 48) (Fig. 3).

Fig. 3 The first photo of Tsitsernavank, the photo from “Zangezur” book by Ye. Lalayan (negative picture: HMA).

There is no written information about the time of construction of Tsitsernavank church. It is likely that it was built in several stages and received its present appearance in the 6th century (Figs. 4, 5).

Fig. 4 The plan of the church from the book “Armenian cultural monuments in the region of Karabakh” by S. Karapetyan, page 147.

Fig. 5 Tsitsernavank before the restoration, photo by S. Karapetyan.

The structure with its plan and volumetric-spatial compositions corresponds to the type of early medieval three-nave basilica churches in Armenia. The external dimensions of the church are: 25.6 meters long and 12.5 meters wide (Karapetyan, 2001, 143). Tsitsernavank has a rectangular plan, four pairs of pillars, and an externally emphasized medium-sized nave. Three of the four entrances are on the southern side and one on the northern side. The absence of the western entrance, as the excavations revealed, was conditioned with the presence of a large rock there, which was included in the volume of the western wall. Tsitsernavank bears on itself the effect of several construction stages. Two types of building materials are observed here: the lower rows of the outer walls are made of basalt, and the upper part is made of felsite. The pillars are decorated with chequered and double rows of dentils, wavy and woven sculptures, rosettes and other motifs. One of the peculiarities of the building is the balcony on the eastern altar, which is separated from the hall by a tripartite arch divided by two columns. The general territory of ​​the monastery is walled, there are remains of several buildings, from which the refectory has been restored. A number of early Christian cross compositions and sculptures are preserved on the walls of the church (Figs. 6, 7, 8). There are a number of khachkars and tombstones of different periods in the area.

Fig. 6 Tsitsernavank from inside, photo by H. Petrosyan.

Fig. 7 From the early medieval cross images of Tsitsernavank, photo by H. Petrosyan.

Fig. 8 From the early medieval cross images of Tsitsernavank, photo by H. Petrosyan.

There are also a number of inscriptions, 8 of which are presented in the 5th issue of the “Divan of Armenian epigraphy” (CAI 1982, 192). M․ Hasratyan completed and presented 16, and S. Karapetyan 26 inscriptions. Two of the inscriptions (1613, 1779) are related to the construction activities. Traces of frescoes and red paint have been preserved on the walls of the building.

The condition before, during and after the war

Tsitsernavank was restored within the NKR in 2001. In addition to the church, the wall and the refectory were reinforced, the latter was turned into an exhibition hall-museum. New khachkars have been erected in the area.

A number of legends about the monastery have been preserved in the bibliographic materials. Alishan presents a narrative according to which the crow warns the builders about the food poisoned by the snake, but at first they kill the bird without realizing it, then they bury it, calling the place “Crow’s grave”. Lalayan calls this place west of the church “Agravakhach” (Crow’s Cross). The church was a famous place of pilgrimage especially on the feasts of the Ascension and the Holy Cross. The monastery has also been a place of pilgrimage for the Muslims, who called it “Agh oghlan” (white child), meaning that it was built of white felsite (Lalayan 1898, 49).

In the Soviet and post-Soviet periods Tsitsernavank underwent professional study by M. Hasratyan and A. Sahinyan with the participation of Italian architects P. Cuneo and F. Gandonfo. In 1997 the structure was studied and measured by S. Karapetyan, and in 1997-2001 Tsitsernavank was subjected to archaeological research (H. Simonyan, H. Sanamyan), then restored.

1․ Alishan 1893 – Alishan Gh․, Sisakan, Venice.

2․ CAI – Corpus of Armenian Inscriptions, Release 5, Yerevan.

3․ Lalayan 1898 – Lalayan Ye., Zangezur, Ethnographic magazine, book 4, issue 2.

4․ Karapetyan 2001 – Karapetyan S., Armenian cultural monuments in the region of Karabakh, Yerevan.

5․ Hakobyan 2009 – Hakobyan A., The name of Tsitsernavank, the grave of the martyr and the construction stages – Hakobyan A., Historical-geographical and epigraphic researches (Artsakh, Utik). Mkhitaryan Publishing House, Vienna-Yerevan.

6. Harutyunyan 1992 – Harutyunyan V., History of Armenian Architecture, Yerevan.

7․ Hasratyan 1980 – Hasratyan M., Tsitsernavank, Historical-Philological Journal, Issue 2.

8․ Simonyan 2005 – Simonyan H., Reconsecrated Tsitsernavank, Monument, Issue 3, Yerevan.

9. Orbelian 1910 – S. Orbelian, History of the Province of Syunik, Tiflis.


Feel Armenia!

240km
Accessibility- 2 of the visited sites, namely the Areni-1 cave and the Khor Virap Monastery require climbing up a certain number of stairs and some walking. In case of strong necessity, the paved road taking from the parking lot to the entrance gate of the Khor Virap monastery can be opened up.
Altitude Changes- 50-60% of the road.
Photo taking- The vehicle will stop at several viewpoints for the visitors to take photos.
Overall level of difficulty- EE

280 km
Accessibility- Two of the visited sites, namely the Zorats Karer Ancient Astronomical Observatory and The Khndzoresk cave-village will require walking on a dirt road and climbing down and then up many stairs. In case of strong necessity, vehicles are available at the beginning of the hanging bridge to take the visitors back up to the parking lot, where the walking journey to the site begins.
Altitude Changes- 80-85% of the road.
Photo taking- The vehicle will stop at several viewpoints for the visitors to take photos.
Overall level of difficulty- EE


Assista o vídeo: GLOBO REPÓRTER ESPECIAL DANIELA PEREZ (Novembro 2021).