Geografia

Hidrografia do Brasil

Hidrografia do Brasil


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Em razão de sua vastidão territorial, das características morfológicas e das condições favoráveis de pluviosidade, o Brasil tem um dos maiores complexos hidrográficos do mundo, apresentando rios com grandes extensões, larguras e profundidades.

A maioria dos rios brasileiros nasce em regiões pouco elevadas, com exceção do rio Amazonas e de alguns afluentes que nascem na cordilheira dos Andes.

O Brasil possui 8% de toda a água doce que está na superfície da Terra. Além disso, a maior bacia fluvial do mundo, a Amazônica, também fica no Brasil. Somente o rio Amazonas deságua no mar um quinto de toda a água doce que é despejada nos oceanos.


Mapa hidrográfico do Brasil (clique para ampliar)

A rede fluvial do Brasil origina-se a partir de três divisores de águas, que são os centros dispersores de água, isto é, locais a partir de onde as águas tomam uma direção. Correspondem geralmente às serras e aos planaltos.

Os três principais divisores são: a Cordilheira dos Andes, que dá origem aos formadores do rio Amazonas; o planalto Norte Amazônico, que dá origem aos rios da margem esquerda do rio Amazonas e, finalmente, o planalto Brasileiro, de onde se originam as mais importantes bacias brasileiras: Amazônica (margem direita), Platina, São Francisco e do Tocantins-Araguaia.


Rio Araguaia - um dos principais rios que compõem a Bacia Hidrográfica do Tocantins-Araguaia

Muitos de seus rios destacam-se pela profundidade, largura e extensão, o que constitui um importante recurso natural. Em decorrência da natureza do relevo, predominam os rios de planalto. A energia hidráulica é a fonte primária de geração de eletricidade mais importante do Brasil.

A densidade de rios de uma bacia está relacionada ao clima da região. Na Amazônia, que apresenta altos índices pluviométricos, existem muitos rios perenes e caudalosos. Em áreas de clima árido ou semiárido, os rios secam no período em que não chove.

As bacias brasileiras são divididas em dois tipos: Bacia de Planície, utilizada para navegação, e Bacia Planáltica, que permite aproveitamento hidrelétrico.

Principais características da hidrografia brasileira

  • Grande riqueza fluvial, tanto na quantidade quanto na extensão e no volume de água;
  • Pobreza de lagos;
  • Predomínio do regime pluvial;
  • Predomínio dos rios perenes e de bacias exorreicas (que deságua no mar);
  • Predomínio de foz do tipo estuário (que desemboca no mar em forma de um único canal).


Foz em Estuário (rio em azul e terra em verde)

  • Na produção de energia elétrica, o uso dos rios é muito grande. Aproximadamente cerca de 90% da eletricidade brasileira provém dos rios. Seu potencial hidráulico vem de quedas d'água e corredeiras, dificultando a navegabilidade desses mesmos rios. Na construção da maioria das usinas hidrelétricas, não foi levado em conta a possibilidade futura de navegação, dificultando o transporte hidroviário.


Video: Hidrografia do Brasil parte1 - Geobrasil (Pode 2022).


Comentários:

  1. Jonatan

    Você não está certo. Tenho certeza. Convido você a discutir.

  2. Gut

    Pensamento infeliz

  3. Pablo

    Que frase talentosa

  4. Galmaran

    Fui aconselhado um site com uma enorme quantidade de informações sobre um tópico de interesse para você.

  5. Samubar

    In your place I would have sought the help of the moderator.

  6. Samulkis

    Isso não é verdade.



Escreve uma mensagem