Geografia

Clima e vegetação da Região Norte do Brasil


O clima predominante na maior parte da Região Norte do Brasil é o equatorial úmido, apresentando elevadas temperaturas, com médias acima de 25°C, chuvas abundantes durante todo o ano, superiores a 2.000 a 3.000 mm anuais, variando conforme os movimentos das massas de ar.

Em todo estado do Tocantins e no sudeste do Pará, predomina o clima tropical, com duas estações bem definidas, uma chuvosa e uma seca. No noroeste do Pará e leste de Roraima, predomina o clima equatorial semiúmido, com curtos períodos de seca e temperaturas elevadas durante todo o ano.

A vegetação da região norte está intimamente ligada ao clima, ao solo e ao relevo. Além da floresta, que ocupa a maior parte da região, aparecem campos úteis para a criação de gado. A floresta amazônica, que ocupa 40% do território brasileiro, apresenta três degraus de vegetação, tendo como base os níveis de altitude.


Esquema explicativo sobre vegetação na Região Norte do Brasil

  • Mata de terra firme: parte da floresta que se localiza em terrenos mais elevados, que não são atingidos pelas inundações dos rios. Nessa região se encontra o mogno, o cedro, o angelim, a andiroba, o guaraná, o caucho (planta que fornece o látex) e a castanheira, árvore nativa que pode atingir 30 metros de altura.


Mata de terra firme

  • Mata de várzea: parte da floresta sujeita a inundações periódicas. Situa-se entre a mata de terra firme e a do igapó, apresentando grande diversidade de espécies, predominando árvores que fornecem o látex, a maniçoba, a maçaranduba etc.


Mata de Várzea

  • Mata de igapó: parte da floresta que se localiza em terrenos baixos, próximo dos rios, ocupando o solo permanentemente alagado, onde predomina a vitória régia, a piaçava etc.


Mata de Igapó