A história

Atentado terrorista aos EUA em 11 de setembro


Os atentados de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos chocaram o mundo todo, que assistiu atônito às cenas de desespero em uma das maiores cidades do mundo, Nova York.

Os ataques, também chamados de atentados de 11 de setembro, foram uma série de ataques suicidas, coordenados pela Al-Qaeda contra alvos civis nos Estados Unidos da América em 11 de Setembro de 2001.

Na manhã deste dia, quatro aviões comerciais foram sequestrados, sendo que dois deles colidiram contra as torres do World Trade Center (WTC) em Manhattan, Nova York. Um terceiro avião, foi direcionado pelos sequestradores para uma colisão contra o Pentágono, no Condado de Arlington, Virgínia. Os destroços do quarto avião, que atingiria o Capitólio, foram encontrados espalhados num campo próximo de Shanksville, Pensilvânia. A versão oficial apresentada pelo governo norte-americano reporta que os passageiros enfrentaram os supostos sequestradores e que, durante este ataque, o avião caiu. Os atentados causaram a morte de 3234 pessoas e o desaparecimento de 24.


A primeira torre do World Trade Center, em Nova York, a ser atingida por um avião


O segundo avião aproximando-se do WTC, pouco antes da colisão contra a segunda torre


O desabamento de uma das duas torres do World Trade Center


O Pentágono atingido por um avião tomado por sequestradores

Desde a Guerra de 1812, esse foi o primeiro ataque de efeitos psicológicos e altamente punitivos imposto por forças inimigas em território americano. Causado por uma célula terrorista ligada à rede Al Qaeda, esse inimigo invisível deixou um saldo de superior a 3 mil mortes.


Memorial que será construído no local das Torres Gêmeas destruídas no atentado de 11 de setembro em homenagem as vítimas.